Agência de Medicina da Noruega liga 13 de 23 mortes de idosos possivelmente causadas por efeitos colaterais da vacina da Pfizer contra o vírus chinês

Dados da Imagem
Foto norueguesa de uma norueguesa vacinando um norueguês (Marit Hommedal / NTB).

Agência de Medicina da Noruega liga 13 de 23 mortes de idosos possivelmente causadas por efeitos colaterais da vacina da Pfizer contra o vírus chinês (Coronavírus/Covid-19)​


Trouxemos uma importante notícia, afinal, não é só de paz e amor e vacinas que o POLITZ vive. Também vivemos para trazer fatos e opiniões que ninguém gosta de ouvir.

A notícia retirada diretamente de uma imprensa local norueguesa está causando um certo furdúncio na internet e achamos que deveríamos participar também disso, trazendo a informação para o Brasil.

Em primeiro momento, antes de quaisquer alegações de fake news e as narrativas de sempre da mídia tradicional, informamos que quem divulgou internacionalmente a informação foi o jornalista Alex Berenson, que já trabalhou para a mídia mainstream The New York Times. A postagem foi divulgada em seu próprio Twitter, como se pode ver à seguir:


Como não somos bobos, também arquivamos a postagem do jornalista:

Arquivo

A notícia original primeiramente informa que a Agência Norueguesa de Medicina (Norwegian Medicine Agency) concluiu que 13 mortes no país podem ter sido causadas pela aplicação da vacina da Pfizer/BioNTech, em pacientes idosos que receberam o imunizante. Segundo o site, pelo menos 25 mil noruegueses foram vacinados desde o natal.

A Agência registrou que ocorreram pelo menos 29 reações adversas após a aplicação do imunizante contra a praga chinesa (Coronavírus/Covid-19) e 13 dessas levaram à um resultado fatal para o paciente.

Um total de 23 mortes também foi registrado que podem ter conexão com a vacina, mas apenas 13 delas foram verificadas pela Agência Norueguesa, porém, todos eram pacientes em estado frágil e idosos, residentes em casas de repouso, com idade aproximada entre 80 a 90 anos.

O Médico Chefe da Agência, o Dr. Sigurd Hortemo, informou que as reações adversas mais comuns causadas por vacinas baseadas na técnica de mRNA podem levar à febre, náuseas e até a morte em pacientes mais frágeis, como demonstrado. O resultado levou ao Instituto Nacional de Saúde Pública e a própria Agência a publicarem novas instruções para lidar com esses grupos de risco.

Um dos diretores, o Dr. Steinar Madsen afirmou em uma coletiva de imprensa na última terça de que se você tiver condições de saúde frágeis, como em idosos, 'você provavelmente não deveria tomar a vacina'.

Desde 14 de janeiro, foram registradas 29 reações adversas após a aplicação do imunizante. De todos esses, 21 eram mulheres e apenas 8 eram homens. 14 estavam no grupo de idade de 80 a 89 anos e 7 pessoas tinham mais que 90 anos. 4 pessoas tinham entre 70 a 79 anos e outros 4 estavam no grupo de 18 a 69 anos.

Foi concluído então que 13 morreram, 9 tiveram efeitos adversos graves e 7 com efeitos adversos leves. Os casos mais comumente reportados foram a febre, sintomas de cansaço e reações no local da aplicação. Sintomas gastrointestinais como diarréia, náusea e vômito, além da tosse também foram amplamente reportados.



Gosta do Nosso Trabalho?
O POLITZ é uma mídia livre, independente e que não recebe qualquer dinheiro público ou político/partidário e é mantida apenas por propagandas e assinaturas dos(as) nossos(as) leitores. Se você gosta do nosso trabalho, considere nos ajudar, desabilitando bloqueadores de propaganda e fazendo uma assinatura de qualquer valor.
Clique aqui para ser direcionado ao nosso Apoia.se

Nota Legal: Nossas publicação são necessariamente baseadas em fontes originárias/primárias/secundárias e são sempre citadas com os devidos links para conferência e verificação à informação, em respeito à responsabilidade solidária na via de dupla checagem dos fatos pelo POLITZ e pelo(a) próprio(a) leitor(a). Repudiamos as chamadas fake news, falsas narrativas e manipulações via desinformação propagadas pelas mídias tradicionais, criando mecanismos duplos para o fact checking.
Opiniões são diferentes de fatos publicados e noticiados e podem não representar necessariamente o posicionamento do POLITZ na qual exerce e defende incondicionalmente o direito à liberdade de expressão, livre manifestação de pensamento, de posicionamento político e religioso (Constituição Federal de 1988, art. 5º, incisos IV, VI, IX, XIX. - Pacto de San José da Costa Rica. Decreto n. 678/1992. arts. 12 e 13. - Declaração Universal dos Direitos Humanos, arts. 18 e 19 e outras legislações nacionais ou internacionais aplicáveis, especialmente nas quais a República Federativa do Brasil é signatária).
Créditos sempre devidos para todos os(as) autores(as), incluindo imagens de capa e do corpo, ilustrações e outras. Em caso de erro, correção, sugestão, violação de direitos autorais, utilize o botão "Denunciar", o formulário de "Contato" ou deixe um comentário. Tais solicitações são tratadas com prioridade.
Fontes das Informações
Artigo Original:


Artigo Traduzido Para o Inglês
Sobre o(a) Autor(a):
POLITZ
Esse é o Perfil Oficial usado pela Equipe de Redação do POLITZ para criar as nossas matérias. As reportagens assinadas individualmente possuem perfil próprio.

Como de costume, oferecemos a fonte originária de todas as informações publicadas no final de cada artigo, com exceção das fontes internas. Captamos diversas informações pelo exclusivo #AlgoritmoPOLITZ que tem um alcance mundial.

Se você gosta do nosso trabalho como mídia independente, considere nos apoiar financeiramente com qualquer valor. Lembre-se que nós não recebemos dinheiro de políticos ou empresas estatais e só funcionamos com contribuições de vocês.

Comentários

Não há comentários para mostrar.

Informações da Publicação

Autor(a)
POLITZ
Visual.
464
Última atualização

Compartilhar

Top Bottom