Ao contrário do que os pandeminiuns pensam, Texas está no 45º lugar e mal chegou a vacinar 25% da sua própria população, conforme dados oficiais

Dados da Imagem
Print retirado da Secretaria de Saúde do Texas (Reprodução / THHS / POLITZ).

Ao contrário do que os pandeminiuns pensam, Texas está no 45º lugar nacionalmente e mal chegou a vacinar 25% da sua própria população, conforme dados oficiais

Com a clara intenção de causar pânico, ódio, raiva e muita choradeira na esquerda que acompanha o POLITZ diariamente, noticiamos que os pandeminiuns deveriam realmente ficar desesperados diante da notícia que a reabertura do estado do Texas nos Estados Unidos foi tão benéfica para a população local quanto a ivermectina é para tratar os infectados pelo vírus chinês.

Para quem perdeu a reportagem, sugerimos a leitura:
Expliquem especialistas pandeminiuns: 3 semanas após Texas suspender o uso de máscaras, casos de COVID-19 diminuíram para um recorde mínimo no estado

Expliquem especialistas pandeminiuns: 3 semanas após Texas suspender o uso de máscaras, casos de COVID-19 diminuíram para um recorde mínimo no estado

Expliquem especialistas pandeminiuns: 3 semanas após Texas suspender o uso de máscaras, casos de COVID-19 diminuíram para um recorde mínimo no estado E com vocês, após a nossa reportagem, "especialistas" pandeminiuns aparecerão em todos os cantos para tentar contornar fatos empíricos que a...

Obviamente ao postarmos a informação em nossas redes sociais, instantaneamente causamos um bug na cabeça dos esquerdistas pandeminiuns e amantes do vírus chinês que entraram em parafuso mental ao ficar repetindo "vacina", "vacina", "vacina" e outras falácias mal comprovadas.

Então, para enterrar de vez o assunto, o POLITZ foi diretamente às fontes oficiais do estado conservador (e republicano) para trazer as informações completas para vocês.

Muita gente justificou a reabertura do Texas por conta da vacina, gente chegando a falar até que tinham vacinado toda a população, que 30% já estava vacinada ou qualquer outra baboseira.

Acontece que estamos cansados de trazer informações, artigos científicos, comparações, dados empíricos e publicações de estudos mostrando que os lockdowns (e até o uso de máscaras) pouco tem efeito (ou nenhum) no combate à pandemia, podendo até piorar a situação em alguns casos.

Para isso, trazemos exemplos de estados como a Califórnia, Nova York, São Paulo e até a Alemanha que vem considerando adotar até mesmo o quarto lockdown nacional já que os 3 primeiros aparentemente deram muito certo. Todos esses citados, sem exceção, adotaram medidas extremamente rígidas de controle social, isolamentos, lockdowns, quarentenas e outros e vem batendo recordes nos números de infectados.

Mas sobre tal eficácia, não entraremos muito em detalhes. Basta dar uma navegadinha nas publicações do POLITZ que vocês encontrarão um vasto material sobre o assunto.

Voltando agora ao nobre estado texano, a imagem que ilustra a reportagem foi retirada diretamente do Departamento de Serviços de Saúde do Texas, o equivalente as Secretarias de Saúde estaduais em nosso país, mostrando uma estimativa que apenas 25% da população foi completamente vacinada (recebendo as duas doses mínimas).

Os dados são oficiais e podem ser conferidos diretamente no site governamental através do link a seguir:

Departamento de Serviços de Saúde do Texas


Em uma matéria mais abrangente, o The Texas Tribune trouxe informações super atualizadas sobre as vacinas no estado conservador. O link da reportagem pode ser conferido abaixo da nossa publicação.

Contando com aproximadamente 29 milhões de habitantes, o Texas atualmente se encontra em 45º dos 50 estados americanos em termos de vacinação geral da sua população (incluí-se os totalmente vacinados), de acordo com o Becker's Hospital Review e para piorar, a velocidade de vacinação por não ser obrigatória, como defende o Governador Abbot, chega na posição 36º.

Apenas com esses argumentos já seriam suficientes para derrubar quaisquer argumentos dos pandeminiuns que encheram nossas redes sociais para reclamar da publicação anterior.

Se olharmos apenas a população adulta do estado (maiores que 18 anos), apenas 23% foram completamente vacinados, comparado à média nacional de 25%. Por outro lado, se olharmos para a população idosa, o Texas está a frente da média nacional.

O POLITZ, não sendo nenhum especialista no assunto, porém sempre trazendo dados científicos, empíricos, estudos e publicações científicas traduzidas, acredita que a imunidade de rebanho vem sendo alcançada muito antes do previsto.

Especialistas texanos afirmam que seria necessário que para chegar à imunidade de rebanho, seria necessário vacinar ao menos 75% da população do estado. Até o dia 10 de abril deste ano por exemplo, apenas 19,4% da população foi completamente vacinada:

1618255243335.png

Imagem: Imunidade de rebanho, no dia 10 de abril com 19,4% da população do Texas vacinada (Créditos: Departamento de Estado de Serviços de Saúde do Texas).

Assim, continuamos sem uma explicação plausível na cabeça dos pandeminiuns porque os casos no Texas continuam despencando, mesmo o Governador Abbot tendo ordenado a abertura completa do estado recentemente.

Apenas corrobora com nossas publicações de que lockdowns, medidas de isolamento sociais, uso obrigatório de máscaras, dentre outros argumentos da ciência indiscutível, que não tem ou pouco tem efeito no combate à pandemia causada pelo vírus chinês (Coronavírus/COVID-19).


Gosta do Nosso Trabalho?
O POLITZ é uma mídia livre, independente e que não recebe qualquer dinheiro público ou político/partidário e é mantida apenas por propagandas e assinaturas dos(as) nossos(as) leitores. Se você gosta do nosso trabalho, considere nos ajudar, desabilitando bloqueadores de propaganda e fazendo uma assinatura de qualquer valor.
Clique aqui para ser direcionado ao nosso Apoia.se

Nota Legal: Nossas publicação são necessariamente baseadas em fontes originárias/primárias/secundárias e são sempre citadas com os devidos links para conferência e verificação à informação, em respeito à responsabilidade solidária na via de dupla checagem dos fatos pelo POLITZ e pelo(a) próprio(a) leitor(a). Repudiamos as chamadas fake news, falsas narrativas e manipulações via desinformação propagadas pelas mídias tradicionais, criando mecanismos duplos para o fact checking.
Opiniões são diferentes de fatos publicados e noticiados e podem não representar necessariamente o posicionamento do POLITZ na qual exerce e defende incondicionalmente o direito à liberdade de expressão, livre manifestação de pensamento, de posicionamento político e religioso (Constituição Federal de 1988, art. 5º, incisos IV, VI, IX, XIX. - Pacto de San José da Costa Rica. Decreto n. 678/1992. arts. 12 e 13. - Declaração Universal dos Direitos Humanos, arts. 18 e 19 e outras legislações nacionais ou internacionais aplicáveis, especialmente nas quais a República Federativa do Brasil é signatária).
Créditos sempre devidos para todos os(as) autores(as), incluindo imagens de capa e do corpo, ilustrações e outras. Em caso de erro, correção, sugestão, violação de direitos autorais, utilize o botão "Denunciar", o formulário de "Contato" ou deixe um comentário. Tais solicitações são tratadas com prioridade.
Fontes das Informações
Sobre o(a) Autor(a):
POLITZ
Esse é o Perfil Oficial usado pela Equipe de Redação do POLITZ para criar as nossas matérias. As reportagens assinadas individualmente possuem perfil próprio.

Como de costume, oferecemos a fonte originária de todas as informações publicadas no final de cada artigo, com exceção das fontes internas. Captamos diversas informações pelo exclusivo #AlgoritmoPOLITZ que tem um alcance mundial.

Se você gosta do nosso trabalho como mídia independente, considere nos apoiar financeiramente com qualquer valor. Lembre-se que nós não recebemos dinheiro de políticos ou empresas estatais e só funcionamos com contribuições de vocês.

Comentários

Não há comentários para mostrar.

Informações da Publicação

Autor(a)
POLITZ
Visual.
592
Última atualização

Compartilhar

Top Bottom