Após ataques chineses, Ministro Weintraub afirma que pediria desculpas caso a China aceitasse vender mil respiradores a preço de custo

Para quem não sabe da história do Ministro Weintraub e da China, com a mais nova pequena crise diplomática internacional após o episódio de Eduardo Bolsonaro, recomendamos primeiro a seguinte leitura:

Embaixada Chinesa volta a atacar soberania brasileira, exigindo que "indivíduos do Brasil corrijam imediatamente" e que parem de acusar a China

Embaixada Chinesa volta a atacar soberania brasileira, exigindo que "indivíduos do Brasil corrijam imediatamente" e que parem de acusar a China

A Embaixada Chinesa voltou a atacar a soberania brasileira em uma nova série de tweets contra o posicionamento dos brasileiros que buscam responsabilizar a China por sua praga que causou uma pandemia que trouxe desgraças e prejuízos incalculáveis para o mundo inteiro. Dessa vez, focando...

Após a China atacar o Ministro Weintraub por ter considerado suas postagens de cunho "racista" e ser criticado pela velha mídia de sempre do establishment, a ditadura comunista recebeu um desafio bastante adequado diante da situação.

Em uma entrevista dada hoje a uma rádio de grande porte nacional, Weintraub afirmou que não foi preconceituoso e nem que atacou o governo chinês, mas defendendo que o país comunista teria "retido informações sobre a pandemia do novo coronavírus" e se aproveitando da situação para vender equipamentos médicos a preço de leilão.

Porém, o Ministro aceitou fazer um pedido de desculpas ao país caso a China vendesse mil respiradores para o Brasil:
- "O governo da república chinesa, aonde começou o coronavírus, poderia ter alertado o mundo inteiro que ia faltar respirador. Que nós teríamos 3 meses para fazer respirador. Isso não foi feito. Agora, que estamos desesperados correndo atrás de respirador, o que é que acontece? Aparece 60 mil respiradores na China e eles estão leiloando. Aparece um monte de equipamento, de proteção, de máscara, e eles estão leiloando. Então assim, teve tempo deles se prepararem para vender para o mundo, pelo preço mais alto, respirador e máscara. [...] Dado que a Embaixada chinesa ficou tão ofendida, e eu sei como é a negociação dos chineses, esse processo cultural, 'estou extremamente ofendido, venha pedir desculpas de joelhos aqui', (...) eu vou fazer o seguinte, meu acordo: Eu vou lá, eu peço desculpas, peço 'por favor, me perdoem pela minha imbecilidade'. A única coisa que eu peço é que dos 60 mil respiradores que estão disponíveis, eles vendam mil para o MEC, para salvar vida de brasileiros, pelo preço de custo. Manda a embaixada colocar aqui nos meus hospitais, e eu vou lá à Embaixada e falo 'eu sou um ******, me desculpem".
Fontes das Informações
Sobre o(a) Autor(a):
POLITZ
Esse é o Perfil Oficial usado pela Equipe de Redação do POLITZ para criar as nossas matérias. As reportagens assinadas individualmente possuem perfil próprio.

Como de costume, oferecemos a fonte originária de todas as informações publicadas no final de cada artigo, com exceção das fontes internas. Captamos diversas informações pelo exclusivo #AlgoritmoPOLITZ que tem um alcance mundial.

Se você gosta do nosso trabalho como mídia independente, considere nos apoiar financeiramente com qualquer valor. Lembre-se que nós não recebemos dinheiro de políticos ou empresas estatais e só funcionamos com contribuições de vocês.

Comentários

Não há comentários para mostrar.

Informações da Publicação

Autor(a)
POLITZ
Visual.
540
Última atualização

Compartilhar

Top Bottom