Após CEO de empresa americana declarar apoio ao Trump, esquerdistas pedem boicote aos produtos e empresa enfrenta sucesso de vendas

Uma ótima notícia para começar a semana, quando a gente vê a esquerda delirante obrigando que outras pessoas façam suas vontades e no final, vira um tiro pela culatra gigantesco contra a sua própria ideologia.

Conforme informado pela fonte originária e pela Fox Bussiness, a empresa latina de alimentícios americana Goya Foods, o CEO da empresa, Robert Unaue, recentemente declarou suporte ao Presidente Donald Trump e a sua reeleição.

Obviamente, isso gerou uma onda de protestos contra a empresa, por parte da esquerda, pedindo para que os americanos boicotem a empresa.

Porém, o tiro saiu pela culatra. Um host de um programa de rádio de grande alcance no país, Mike Opelka, encorajou seus seguidores no Twitter a comprar produtos da companhia, até os que custam apenas dez dólares:

- "Meu irmão teve uma ótima ideia e estou incentivando todos a se juntarem a mim na compra de produtos da Goya Foods no valor de US $ 10 e doá-los ao seu banco de alimentos local [...] Vamos pressionar um BUY-cott, não um boicote. Vamos mostrar ao #GoyaWay o que a compaixão pode fazer."



No momento do fechamento da nossa reportagem, o tweet conta com quase 50 mil curtidas e mais de 14 mil RTs. Os comentários, mais de 2,5 mil, mostram pessoas enchendo os seus carrinhos de compras e doando para instituições de caridade:


Outro internauta mostrando as prateleiras vazias de produtos da empresa:


O próprio Senador Marco Rubio (Republicanos) afirmou: "A maioria das pessoas pedindo o boicote da empresa não são consumidores da Goya Foods", declarou em tweet:


No último sábado, a plataforma GoFundMe abriu uma campanha para levantar fundos para que se comprem produtos da Goya Foods para também doar para os necessitados, levantando mais de 43 mil dólares em poucos dias.

"Não estou surpreso por termos levantado tanto porque as pessoas estão cansadas de andar sobre cascas de ovos em discursos políticos", disse Casey Harper, que iniciou o GoFundMe, à FOX Business. "Além disso, os americanos são pessoas fundamentalmente generosas, então a chance de alimentar os famintos e se levantar para cancelar a cultura foi uma vitória fácil".

A controvérsia sobre a Goya Foods eclodiu na semana passada, quando o CEO Robert Unanue disse que os EUA são "verdadeiramente abençoados" por ter o presidente Trump durante um discurso em Rose Garden sobre a iniciativa de prosperidade hispânica da Casa Branca.

"Todos somos verdadeiramente abençoados ... por ter um líder como o presidente Trump, que é um construtor", disse ele. "Temos um presidente incrível e devemos orar por ele. Oramos por nossa liderança, nosso presidente."

Depois que esquerdistas prometeram boicotar seus negócios, Unanue, que já havia trabalhado com o governo Obama, disse que não vai se desculpar com a multidão de esquerdistas revoltados.

“Você tem permissão para falar bem ou elogiar um presidente, mas também não. Quando fui chamado para fazer parte dessa comissão para ajudar na prosperidade econômica e educacional, e você faz um comentário positivo, de repente inaceitável", disse ele a Brian Kilmeade, da Fox & Friends.

"Não estou me desculpando por dizer", continuou Unanue. "Especialmente se você for chamado pelo Presidente dos Estados Unidos, você dirá: 'Não, desculpe, estou ocupado, não, obrigado?' Eu não disse isso aos Obama e Eu não disse isso ao presidente Trump."

O presidente Trump também respondeu aos pedidos de boicote compartilhando uma imagem "Eu amo Goya" que circula na web desde então:

Fontes das Informações
  • Amei
Reactions: Jester
Sobre o(a) Autor(a):
POLITZ
Esse é o Perfil Oficial usado pela Equipe de Redação do POLITZ para criar as nossas matérias. As reportagens assinadas individualmente possuem perfil próprio.

Como de costume, oferecemos a fonte originária de todas as informações publicadas no final de cada artigo, com exceção das fontes internas. Captamos diversas informações pelo exclusivo #AlgoritmoPOLITZ que tem um alcance mundial.

Se você gosta do nosso trabalho como mídia independente, considere nos apoiar financeiramente com qualquer valor. Lembre-se que nós não recebemos dinheiro de políticos ou empresas estatais e só funcionamos com contribuições de vocês.

Informações da Publicação

Autor(a)
POLITZ
Visual.
1.164
Comentários
1
Última atualização

Compartilhar

Top Bottom