Campanha artificial no Twitter contra Ricardo Salles afunda no ostracismo e some do Twitter, enquanto #RicardoSallesFica vira o assunto mais comentado

Campanha artificial no Twitter contra Ricardo Salles afunda no ostracismo e some do Twitter, enquanto #RicardoSallesFica vira o assunto mais comentado​


Hoje, uma campanha criada com fins altamente políticos, tendo um engajamento pífio e com ares altamente artificiais contra o Ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, afundou no ostracismo na internet não durando nem metade do dia até o momento do fechamento da nossa reportagem.

Conforme imagem da capa, retirada dos próprios Assuntos dos Momentos do Twitter, a hashtag em apoio ao Ministro Salles, #RicardoSallesFica, subiu rapidamente para o primeiro lugar dos assuntos mais comentados do Brasil na rede social.

Internautas também relataram que outras hashtags de apoio ao Ministro, levantadas por seus apoiadores e personalidades públicas e políticas, como o #FicaSalles foram rapidamente derrubadas pelo Twitter, enquanto a outra, da oposição, que contou com a presença de "grandes" figuras e personalidades de tamanha importância no Brasil foram mantidas, como a cantora Annita, um político que não sabe achar o sujeito de uma frase, dentre outras figurinhas carimbadas de oposição.

A campanha de oposição chegou a registrar cento e poucos mil tweets, mas não durou até o momento de fecharmos essa reportagem, logo agora após o almoço.

Atualmente, temos quase 80 mil tweets em apoio ao Ministro, em poucas horas desde que a hashtag foi levantada, o conhecido crescimento orgânico.

Já adiantamos que a velha mídia tratará o caso como o uso de "robôs" bolsonaristas para sabotar a "campanha natural" contra o Ministro Salles, enquanto subia a própria campanha a favor. Podem printar e cobrar o POLITZ depois, já que a estratégia dessa narrativa já é muito bem conhecida e nunca comprovada.

As velhas narrativas nunca falham, são sempre utilizadas para justificar fatos inexistentes ou tudo que possa ser usado como forma de oposição. Os tais robôs são uma delas. Autoridades públicas, sem conseguirem provarem a existência de um robô ou algo parecido de um lado, do outro a mídia continua usando o mesmo discursinho nojento e manipulador onde 57 milhões de robôs elegeram um Presidente da República.

O Ministro Salles para nós deve ficar até para depois do Governo Bolsonaro se necessário. O recado está dado. Desconhecemos qualquer outra campanha de apoio na internet que engajou tanta gente.

Para fins de registro, esse é o print completo da página
Trending Topics do Twitter no momento do fechamento dessa reportagem:
1619028405942.png

Imagem: Print do POLITZ no momento do fechamento da reportagem, indicando todos os assuntos mais comentados na rede social.
(Reprodução / Twitter / POLITZ).

Suposta imagem ligada à Salles neste momento (é uma ironiazinha, tá gente?):

1619027624880.png

Imagem: Ricardo Salles (Reprodução / Redes Sociais / Autoria Desconhecida).

Gosta do Nosso Trabalho?
O POLITZ é uma mídia livre, independente e que não recebe qualquer dinheiro público ou político/partidário e é mantida apenas por propagandas e assinaturas dos(as) nossos(as) leitores. Se você gosta do nosso trabalho, considere nos ajudar, desabilitando bloqueadores de propaganda e fazendo uma assinatura de qualquer valor.
Clique aqui para ser direcionado ao nosso Apoia.se

Nota Legal: Nossas publicação são necessariamente baseadas em fontes originárias/primárias/secundárias e são sempre citadas com os devidos links para conferência e verificação à informação, em respeito à responsabilidade solidária na via de dupla checagem dos fatos pelo POLITZ e pelo(a) próprio(a) leitor(a). Repudiamos as chamadas fake news, falsas narrativas e manipulações via desinformação propagadas pelas mídias tradicionais, criando mecanismos duplos para o fact checking.
Opiniões são diferentes de fatos publicados e noticiados e podem não representar necessariamente o posicionamento do POLITZ na qual exerce e defende incondicionalmente o direito à liberdade de expressão, livre manifestação de pensamento, de posicionamento político e religioso (Constituição Federal de 1988, art. 5º, incisos IV, VI, IX, XIX. - Pacto de San José da Costa Rica. Decreto n. 678/1992. arts. 12 e 13. - Declaração Universal dos Direitos Humanos, arts. 18 e 19 e outras legislações nacionais ou internacionais aplicáveis, especialmente nas quais a República Federativa do Brasil é signatária).
Créditos sempre devidos para todos os(as) autores(as), incluindo imagens de capa e do corpo, ilustrações e outras. Em caso de erro, correção, sugestão, violação de direitos autorais, utilize o botão "Denunciar", o formulário de "Contato" ou deixe um comentário. Tais solicitações são tratadas com prioridade.
Sobre o(a) Autor(a):
POLITZ
Esse é o Perfil Oficial usado pela Equipe de Redação do POLITZ para criar as nossas matérias. As reportagens assinadas individualmente possuem perfil próprio.

Como de costume, oferecemos a fonte originária de todas as informações publicadas no final de cada artigo, com exceção das fontes internas. Captamos diversas informações pelo exclusivo #AlgoritmoPOLITZ que tem um alcance mundial.

Se você gosta do nosso trabalho como mídia independente, considere nos apoiar financeiramente com qualquer valor. Lembre-se que nós não recebemos dinheiro de políticos ou empresas estatais e só funcionamos com contribuições de vocês.

Comentários

Não há comentários para mostrar.

Informações da Publicação

Autor(a)
POLITZ
Visual.
388
Última atualização

Compartilhar

Top Bottom