Caso de saúde pública? Ilha Sardenha, onde cantora Anitta passou as férias na Itália, virou novo foco de Coronavírus no país

A informação da fonte originária chega a ser um tanto quanto irônica, já que diversos artistas brasileiros e figuras públicas mundiais aderiram fortemente à campanha do "fique em casa" durante a pandemia que continua alastrando o mundo, causado pelo vírus chinês conhecido por Coronavírus/Covid-19.

A ilha de altíssimo luxo na Itália foi o local de férias da famosa cantora Anitta, que passou uma temporada de descanso por lá, ostentando e publicando diversos vídeos e fotos de sua viagem. A reportagem originária considera a Ilha como um local "paradisíaco". Ela esteve hospedada em um resort por duas semanas.

Porém, sem qualquer relação ou coincidência aparente, a região neste verão se tornou um novo foco do Coronavírus após registrar um ressurgimento de casos relacionados ao retorno da época de férias, segundo a reportagem.

A Itália que considerava a região livre do Coronavírus durante a suposta "primeira onda", agora está lamentando pelo ocorrido.

De acordo com a reportagem originária:

No sábado, na região do Lácio, onde se encontra Roma, foi registado o maior número de casos novos (215) em 24 horas, dos quais 45% (97) estavam relacionados com o retorno da Sardenha.

No domingo, 35% dos casos na Lácio correspondiam a pessoas que vinham da ilha, destino muito procurado no verão por suas belas praias e casas noturnas.

O jornal Il Corriere della Sera denunciou no sábado o fenômeno "Sardenha": "Os contágios continuam entre os que voltam da ilha", dizia o título.
Preocupado com o desrespeito às regras de prevenção (uso de máscaras e distanciamento social) durante as férias de verão, o governo estabeleceu uma lista dos países mais visitados, incluindo Grécia, Espanha, Croácia. Aos provenientes desses lugares é exigido o teste nasal ao entrar na Itália.

No entanto, neste fim de semana foi revelado que, mais do que no exterior, novos casos se multiplicam dentro da Itália.

Na Sardenha, o número de novos casos dobrou no fim de semana: 44 no sábado e 81 no domingo, o pior número desde 28 de março (94).
Dos 81 casos, 56 são pessoas que estavam na famosa Costa Esmeralda. A situação preocupa as autoridades, que estimam que entre 250 mil e 280 mil veranistas devem retornar da ilha nos próximos dias, junto com o risco de exportar o vírus para toda a península.
Fontes das Informações
Sobre o(a) Autor(a):
POLITZ
Esse é o Perfil Oficial usado pela Equipe de Redação do POLITZ para criar as nossas matérias. As reportagens assinadas individualmente possuem perfil próprio.

Como de costume, oferecemos a fonte originária de todas as informações publicadas no final de cada artigo, com exceção das fontes internas. Captamos diversas informações pelo exclusivo #AlgoritmoPOLITZ que tem um alcance mundial.

Se você gosta do nosso trabalho como mídia independente, considere nos apoiar financeiramente com qualquer valor. Lembre-se que nós não recebemos dinheiro de políticos ou empresas estatais e só funcionamos com contribuições de vocês.

Comentários

Não há comentários para mostrar.

Informações da Publicação

Autor(a)
POLITZ
Visual.
1.267
Última atualização

Compartilhar

Top Bottom