China proíbe operadoras financeiras de utilizar criptomoedas em suas transações, praticamente banindo as moedas digitais, enquanto derretem hoje

Dados da Imagem
Montagem da bandeira da ditadura chinesa com a "moeda" Bitcoint (Reprodução / Redes Sociais).

China proíbe operadoras financeiras de utilizar criptomoedas em suas transações, praticamente banindo as moedas digitais, enquanto derretem hoje​


Ontem a ditadura comunista da China ordenou que todas as instituições financeiras do país interrompessem qualquer prestação de serviço relativas às operações com criptomoedas e até alertou investidores, recomendando não utilizar moedas digitais para suas negociações.

O efeito hoje foi catastrófico. Seja a Bitcoin ou outras, todas estão despencando e derretendo no mercado financeiro das criptomoedas.

Bancos, serviços de pagamento online, fintechs, todas estão proibidas pela ditadura comunista chinesa de oferecer aos seus clientes qualquer tipo de serviço que envolva as criptomoedas.

Apesar disso, a China do Partido Comunista Chinês [ainda] não proibiu que os cidadãos possam ser proprietários delas. Considerando a natureza da ditadura comunista, este é o próximo passo provável que o país tomará, banindo completamente as moedas digitais de sua circulação.

O interessante disso tudo é que boa parte da mineração mundial das criptos são realizadas na China, o que provavelmente afetará em muito as operações, podendo até tornarem inviáveis no país.

Não é a primeira vez que a China age contra as criptomoedas, há registros de 2017 onde ela fechou diversas exchanges e em 2019 outra ordem quase baniu completamente o acesso à serviços relacionados às moedas digitais.

Em breve teremos o fim das criptomoedas na China, podem apostar.


Gosta do Nosso Trabalho?
O POLITZ é uma mídia livre, independente e que não recebe qualquer dinheiro público ou político/partidário e é mantida apenas por propagandas e assinaturas dos(as) nossos(as) leitores. Se você gosta do nosso trabalho, considere nos ajudar, desabilitando bloqueadores de propaganda e fazendo uma assinatura de qualquer valor.
Clique aqui para ser direcionado ao nosso Apoia.se

Nota Legal: Nossas publicação são necessariamente baseadas em fontes originárias/primárias/secundárias e são sempre citadas com os devidos links para conferência e verificação à informação, em respeito à responsabilidade solidária na via de dupla checagem dos fatos pelo POLITZ e pelo(a) próprio(a) leitor(a). Repudiamos as chamadas fake news, falsas narrativas e manipulações via desinformação propagadas pelas mídias tradicionais, criando mecanismos duplos para o fact checking.
Opiniões são diferentes de fatos publicados e noticiados e podem não representar necessariamente o posicionamento do POLITZ na qual exerce e defende incondicionalmente o direito à liberdade de expressão, livre manifestação de pensamento, de posicionamento político e religioso (Constituição Federal de 1988, art. 5º, incisos IV, VI, IX, XIX. - Pacto de San José da Costa Rica. Decreto n. 678/1992. arts. 12 e 13. - Declaração Universal dos Direitos Humanos, arts. 18 e 19 e outras legislações nacionais ou internacionais aplicáveis, especialmente nas quais a República Federativa do Brasil é signatária).
Créditos sempre devidos para todos os(as) autores(as), incluindo imagens de capa e do corpo, ilustrações e outras. Em caso de erro, correção, sugestão, violação de direitos autorais, utilize o botão "Denunciar", o formulário de "Contato" ou deixe um comentário. Tais solicitações são tratadas com prioridade.
Fontes das Informações
Sobre o(a) Autor(a):
POLITZ
Esse é o Perfil Oficial usado pela Equipe de Redação do POLITZ para criar as nossas matérias. As reportagens assinadas individualmente possuem perfil próprio.

Como de costume, oferecemos a fonte originária de todas as informações publicadas no final de cada artigo, com exceção das fontes internas. Captamos diversas informações pelo exclusivo #AlgoritmoPOLITZ que tem um alcance mundial.

Se você gosta do nosso trabalho como mídia independente, considere nos apoiar financeiramente com qualquer valor. Lembre-se que nós não recebemos dinheiro de políticos ou empresas estatais e só funcionamos com contribuições de vocês.

Comentários

Não há comentários para mostrar.

Informações da Publicação

Autor(a)
POLITZ
Visual.
169
Última atualização

Compartilhar

Top Bottom