Cidade de Boston nos Estados Unidos removerá Memorial de Lincoln, o Presidente americano responsável por acabar com a escravidão no país

A famosa estátua do ex-presidente americano Abraham Lincoln, conhecida por "Memorial de Emancipação de Lincoln" que fica na cidade de Boston nos Estados Unidos será removida, mesmo sendo ele o Presidente responsável por acabar com a escravidão negra no país.

A Comissão de Artes de Boston votou nessa terça-feira de forma unânime pela remoção da estátua, em meio ao casos social provocado por movimentos de extrema-esquerda como o Black Lives Matter e a própria Antifa, ambos espalhando caos e discórdia no país.

A estátua está em um parque perto de Boston Common desde 1879. É uma cópia de um monumento idêntico que foi erguido em Washington, DC, três anos antes. A cópia foi instalada em Boston porque a cidade abrigava o criador da estátua, Thomas Ball.

Embora o monumento tenha sido criado para celebrar a libertação de escravos na América, seu design perturbou muitos que se opunham à óptica de um negro ajoelhado diante do ex-presidente americano Abraham Lincoln.

"O que ouvi hoje é que dói olhar para esta peça e, no cenário de Boston, não devemos ter obras que envergonhem grupos de pessoas", disse Ekua Holmes, vice-presidente da Comissão de Artes da cidade.

"Depois de se envolver em um processo público, fica claro que os moradores e visitantes de Boston ficaram desconfortáveis com esta estátua", disse o prefeito de Boston, Marty Walsh, em comunicado.

Mais de 12.000 pessoas assinaram uma petição exigindo a remoção da estátua. As autoridades não definiram imediatamente uma data para retirá-lo e disseram que os detalhes serão resolvidos na próxima reunião em 14 de julho.

O memorial está no radar de Boston pelo menos desde 2018, quando lançou uma análise abrangente sobre se esculturas públicas, monumentos e outras obras de arte refletiam a diversidade da cidade e não ofendiam comunidades de cor. A comissão de artes disse que estava prestando atenção extra aos trabalhos com "histórias problemáticas".

"Enquanto continuamos nosso trabalho para tornar Boston uma cidade mais justa, é importante que olhemos para as histórias contadas pela arte pública em todos os nossos bairros", disse Walsh.

Os doadores negros libertados pagaram pelo original em Washington; o político branco e artista de circo Moses Kimball financiou a cópia em Boston. A inscrição em ambos diz: “Uma corrida libertada e o país em paz. Lincoln descansa de seus trabalhos".

Os manifestantes prometeram derrubar a estátua original em Washington, que foi protegida por tropas da Guarda Nacional que a guardavam e outros monumentos.
Fontes das Informações
  • Honk Honk!
Reactions: Gado de Batalha
Sobre o(a) Autor(a):
POLITZ
Esse é o Perfil Oficial usado pela Equipe de Redação do POLITZ para criar as nossas matérias. As reportagens assinadas individualmente possuem perfil próprio.

Como de costume, oferecemos a fonte originária de todas as informações publicadas no final de cada artigo, com exceção das fontes internas. Captamos diversas informações pelo exclusivo #AlgoritmoPOLITZ que tem um alcance mundial.

Se você gosta do nosso trabalho como mídia independente, considere nos apoiar financeiramente com qualquer valor. Lembre-se que nós não recebemos dinheiro de políticos ou empresas estatais e só funcionamos com contribuições de vocês.

Comentários

Boston e Massachusetts são 2 antros dos liberals americanos. Boston é onda fica Harvard, universidade americana a partir da qual várias dessas m*rdas esquerdistas e globalistas se propagaram direto para o coração do sistema. Não a toa que fizeram essa palhaçada estúpida, é um polo gerador da insanidade progressista lá
 

Informações da Publicação

Autor(a)
POLITZ
Visual.
371
Comentários
1
Última atualização

Compartilhar

Top Bottom