#TraduçõesPOLITZ Com medo da praga chinesa (Coronavírus/Covid-19) vacinação em crianças nos EUA despencam e uma nova doença misteriosa surge

[H1]Com Medo da Praga Chinesa (Coronavírus/Covid-19), Vacinação em Crianças nos EUA Despencam e Uma Nova Doença Misteriosa Surge[/H1]
Por Maria Woelfel para o NPR.
Artigo inteiramente traduzido pelo POLITZ.

Uma doença estranha e potencialmente mortal está surgindo entre as crianças nos EUA e vem dominando as manchetes sobre o atendimento pediátrico nas últimas semanas.

Os sintomas se assemelham aos da Doença de Kawasaki, incluindo erupção cutânea, febre, mãos e pés inchados e dor abdominal. Acredita-se que esteja ligado ao coronavírus. Há quantidade considerável de crianças que foram hospitalizadas em Illinois, e os médicos disseram que estão atentos a novos casos. A diretora de saúde pública do estado anunciou quarta-feira que está formando uma força-tarefa para investigar a doença e seu risco para as crianças.

Mas enquanto os pediatras disseram que estão assistindo esse possível surto com atenção, eles apontam para outro problema mais prevalente que estão testemunhando durante a pandemia - uma queda dramática no número de crianças que são vacinadas por doenças evitáveis. É o resultado, em grande parte, segundo os pediatras, do medo dos pais de que levar um filho ao consultório não vale a pena ser exposto ao COVID-19.

Vacinação em Queda Livre

Desde que a ordem de permanência em casa do estado foi implementada, os médicos viram uma tremenda queda nas consultas rotineiras e imunizações de crianças, disse Jennie Pinkwater, chefe da Academia Americana de Pediatria de Illinois.

As consultas rotineiras são usadas para checar o peso das crianças, os sinais vitais e a saúde física e mental geral. Eles também incluem vacinações mensais, anuais ou semestrais, dependendo da idade da criança.

O Hospital Infantil Lurie, em Chicago, forneceu dados que mostram um declínio de 28% nas vacinas para crianças menores de dois anos, que correm maior risco de contrair doenças evitáveis, e uma queda de 75% a 85% nas vacinas e visitas rotineiras para crianças mais velhas. Dados nacionais do CDC também mostram grandes quedas nas vacinas em todo o país.

O estado ainda não divulgou dados sobre uma queda nas vacinas ou nos exames rotineiros este ano em comparação com o ano passado, embora Pinkwater tenha dito que espera que os números sejam altos.

O Risco de Declínios Acentuados

Os médicos de Illinois estão particularmente preocupados com um surto de doenças evitáveis se as vacinas continuarem em declínio.

"Enquanto estamos preocupados com o COVID, as crianças correm muito mais risco, pelo menos em Illinois, de doenças que podem ser prevenidas por vacinas, como sarampo, doenças respiratórias, meningites - essas doenças horríveis", disse o Dr. Eddie Pont, pediatra do Elmhurst e presidente de assuntos governamentais da Academia Americana de Pediatria de Illinois.

Para evitar algo como um surto de sarampo, os médicos disseram que uma certa porcentagem da população, geralmente entre 80% e 90%, deve ter imunidade contra a doença. E essa imunidade é construída apenas através de vacinas.

"A maneira como mantemos essas doenças ruins, como o sarampo, fora dos Estados Unidos e de nossas comunidades é conseguindo vacinar um certo número de pessoas", disse a Dra. Julie Holland, da Aliança de Saúde Infantil de Chicagoland.

Holland disse que o fato de as crianças estarem socializando menos e que estão fora da escola durante os lockdowns dá aos médicos mais liberdade para compensar o declínio acentuado, mas ela está aconselhando os pais a voltar aos trilhos com os horários das vacinas.

Voltando Para Trás

Os pediatras estão enfatizando as medidas que tomaram nos últimos meses para garantir que as crianças que precisam de consultas rotineiras possam fazê-las com segurança. Isso inclui separar pacientes doentes de não-doentes e limpezas e higienizações avançadas de salas de espera e check-ups ao longo do dia.

Mas pais como a mãe de Chicago, Rachel Julis, cujo filho tem dois anos, disseram que não é fácil trazer um bebê para um mundo pandêmico, por mais limpo que seja.

"Ele não pode usar uma máscara, ele toca em tudo e coloca as mãos na boca. Quero dizer, a higiene não é o seu forte", disse ela. "Ele vai tocar em tudo, e inevitavelmente vai tocar seu rosto antes que eu possa lavar as mãos."

E o medo entre os pais de contrair o vírus não foi o único obstáculo para se vacinar.

Os profissionais de saúde foram instruídos pelo CDC a priorizar a vacinação para crianças menores de dois anos, portanto, mesmo os pais que estavam aptos e dispostos a levar crianças mais velhas para exames podem não ter sido capazes de agendar uma. E alguns pais disseram que ainda estão enfrentando problemas de agendamento devido à falta de capacidade, já que os médicos estão tentando espalhar as visitas o máximo possível.

Os pediatras esperam que isso melhore nos próximos meses, pois Illinois continua com seu plano de reabrir e começa a reinstituir alguns serviços de saúde que foram fechados desde o início da pandemia. Muitos pediatras que falaram com o WBEZ disseram que viram a vacinação aumentar apenas nesta semana, quando começaram a oferecer mais serviços aos pais.

"Esperamos que nos próximos meses possamos recuperar alguns desses números, para não ter problemas com surtos mais tarde", disse Holland.
Sobre o(a) Autor(a):
POLITZ
Esse é o Perfil Oficial usado pela Equipe de Redação do POLITZ para criar as nossas matérias. As reportagens assinadas individualmente possuem perfil próprio.

Como de costume, oferecemos a fonte originária de todas as informações publicadas no final de cada artigo, com exceção das fontes internas. Captamos diversas informações pelo exclusivo #AlgoritmoPOLITZ que tem um alcance mundial.

Se você gosta do nosso trabalho como mídia independente, considere nos apoiar financeiramente com qualquer valor. Lembre-se que nós não recebemos dinheiro de políticos ou empresas estatais e só funcionamos com contribuições de vocês.

Comentários

Não há comentários para mostrar.

Informações da Publicação

Autor(a)
POLITZ
Visual.
363
Última atualização

Compartilhar

Top Bottom