Contrariando a torcida do vírus chinês, taxa de recuperados no Brasil já é maior que as taxas mundiais. De 10, 8 foram curados no país.

Os dados divulgados são os mesmos utilizados pelo POLITZ em nossa página inicial, na qual fornecemos pelo menos duas fontes diferentes para o acompanhamento dos casos da praga chinesa no mundo (Coronavírus/Covid-19), sendo um, a própria Universidade Johns Hopkings.

O POLITZ lembra que sempre disponibilizou todos esses dados gratuitamente para que todos possam conferir informações em tempo real, com responsabilidade dupla na checagem do conteúdo, informando sempre diferentes fontes na maioria das nossas notícias e publicações.

Neste sentido, a fonte originária dessa publicação acabou de informar que a taxa de curados do vírus chinês no Brasil já é maior que todo o restante do mundo.

A cada 10 pacientes, 8 são curados, enquanto o índice global é de apenas 64%.

A instituição Johns Hopkins monitora o mundo inteiro, sendo uma grande referência estatística global para a pandemia chinesa. O Brasil tem 2.699.080 pacientes curados de um total de 3.359.570 contaminados (80%).

Já o número do Ministério da Saúde tem alguma variação com 2.554.159 recuperados para 3.407.354 infectados, o que dá um percentual de 75%.

Comparado ao resto do mundo, o Brasil é seguido em números absolutos de recuperados pela Índia (1.977.779), pelos Estados Unidos (1.865.580) e no mundo todo, quase 14 milhões de pessoas já foram curadas.

Um trecho da publicação da fonte originária:

Desde que o general Eduardo Pazuello assumiu como interino o cargo de ministro da Saúde, em maio deste ano, a pasta – com o apoio de outros órgãos do governo Jair Bolsonaro, como a Secom (Secretaria de Comunicação da Presidência da República) – passou a divulgar em seus boletins diários o número de pacientes que classifica como “curados”, em uma tentativa de diminuir o que consideram uma cobertura negativa da imprensa, com demasiada ênfase no total de mortos.
Fontes das Informações
Sobre o(a) Autor(a):
POLITZ
Esse é o Perfil Oficial usado pela Equipe de Redação do POLITZ para criar as nossas matérias. As reportagens assinadas individualmente possuem perfil próprio.

Como de costume, oferecemos a fonte originária de todas as informações publicadas no final de cada artigo, com exceção das fontes internas. Captamos diversas informações pelo exclusivo #AlgoritmoPOLITZ que tem um alcance mundial.

Se você gosta do nosso trabalho como mídia independente, considere nos apoiar financeiramente com qualquer valor. Lembre-se que nós não recebemos dinheiro de políticos ou empresas estatais e só funcionamos com contribuições de vocês.

Comentários

Não há comentários para mostrar.

Informações da Publicação

Autor(a)
POLITZ
Visual.
1.135
Última atualização

Compartilhar

Top Bottom