Donald Trump emplaca outro acordo de paz com Israel e Bahrein em menos de 30 dias, ficando cada vez mais próximo do Nobel da Paz

E novamente, o Presidente Donald Trump se transforma em manchetes no mundo inteiro com mais um acordo de paz histórico intermediado pelo próprio Presidente dos Estados Unidos.

Nessa sexta-feira, ele anunciou um histórico "acordo de paz" entre Israel e Bahrein, sendo o segundo país árabe a estabelecer relações diplomáticas com o país hebreu.

No dia 13 de agosto para quem não lembra, os Emirados Árabes Unidos, também por intermédio de Donald Trump, assinaram um acordo de paz também com Israel.

Todos históricos.

Donald Trump no Twitter escreveu: "Outra conquista histórico hoje! Nossos grandes amigos Israel e Bahrein firmaram um acordo de paz - o segundo país árabe a fazer pazes com Israel em 30 dias". A Casa Branca também fez alguns comentários sobre, lembrando que o Oriente Médio era uma região caótica antes da administração de Donald Trump:




Os tweets, em inglês, óbvio, podem ser traduzidos diretamente clicando no botão correspondente.

Ainda, conforme a fonte originária:
Na próxima terça-feira, o mandatário americano será o anfitrião da assinatura do tratado entre as autoridades de Israel e Emirados Árabes, na Casa Branca. Em vídeo divulgado após o anúncio de Trump, o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, comemorou o acordo com o Bahrein.

“Investimos na paz durante muitos anos e, agora, a paz investirá em nós. Isto levará a grandes investimentos na economia israelense, o que é muito importante. Esta é uma nova era de paz. Paz em troca de paz, economia em troca de economia”, comentou Netanyahu, ao antecipar que haverá mais acordos como este.

Trump também publicou um comunicado no qual, junto ao rei do Bahrein, Hamad bin Khalifa, e a Netanyahu, acordaram o estabelecimento de laços diplomáticos.

Isto é um marco histórico rumo à paz no Oriente Médio. A abertura de um diálogo direto e de relações entre duas sociedades dinâmicas e economias avançadas continuará a transformação positiva do Oriente Médio e aumentará a estabilidade, a segurança e a prosperidade na região”, informa a nota.

Como outros Estados árabes, o Bahrein sempre apoiou as reivindicações palestinas de terras e direitos, e por isso não mantinha relações estáveis com Israel, No ano passado, porém, participou do lançamento do plano de paz entre Israel e os palestinos, criado pelo governo Trump.

Os Estados Unidos agradeceram ao reino árabe pela organização do fórum econômico “Paz para a Prosperidade” em junho de 2019, em Manama, “para progredir na causa da paz, dignidade e oportunidades econômicas para o povo palestino”.

O comunicado acrescenta que “as partes continuarão os esforços para chegar a uma resolução justa, global e duradoura para o conflito palestino-israelense que permita que o povo palestino alcance seu potencial completo”.
Fontes das Informações
Sobre o(a) Autor(a):
POLITZ
Esse é o Perfil Oficial usado pela Equipe de Redação do POLITZ para criar as nossas matérias. As reportagens assinadas individualmente possuem perfil próprio.

Como de costume, oferecemos a fonte originária de todas as informações publicadas no final de cada artigo, com exceção das fontes internas. Captamos diversas informações pelo exclusivo #AlgoritmoPOLITZ que tem um alcance mundial.

Se você gosta do nosso trabalho como mídia independente, considere nos apoiar financeiramente com qualquer valor. Lembre-se que nós não recebemos dinheiro de políticos ou empresas estatais e só funcionamos com contribuições de vocês.

Comentários

Não há comentários para mostrar.

Informações da Publicação

Autor(a)
POLITZ
Visual.
335
Última atualização

Compartilhar

Top Bottom