Em ação movida por Erika Kokay (PT), STF dá um prazo de 15 dias para Weintraub explicar "maconha em universidades"

Imagens das plantas de maconha encontradas na Universidade de Brasília, pela Polícia Civil.
Em ação movida pela deputada Erika Kokay (PT) em conjunto com um Sindicato, o Ministro Weintraub é acusado de atentar contra a honra de docentes, servidores e alunos das universidades federais brasileiras.

Assim, o Ministro do Supremo Tribunal Federal, Ricardo Lewandowski, abriu um prazo de 15 dias para o Weintraub se explicar sobre as falas das supostas "plantações extensivas de maconha" dentro das universidades brasileiras.

Um trecho da decisão para vocês:
“Registro, outrossim, que a interpelação não veicula nem transmite qualquer ordem ao destinatário desse ato processual, razão pela qual o notificando não pode ser compelido a comparecer em juízo nem ser constrangido a prestar esclarecimentos. Em outras palavras, confere-se ao destinatário a oportunidade, a seu exclusivo critério, de atender ao pedido formulado”
Fontes das Informações
Sobre o(a) Autor(a):
POLITZ
Esse é o Perfil Oficial usado pela Equipe de Redação do POLITZ para criar as nossas matérias. As reportagens assinadas individualmente possuem perfil próprio.

Como de costume, oferecemos a fonte originária de todas as informações publicadas no final de cada artigo, com exceção das fontes internas. Captamos diversas informações pelo exclusivo #AlgoritmoPOLITZ que tem um alcance mundial.

Se você gosta do nosso trabalho como mídia independente, considere nos apoiar financeiramente com qualquer valor. Lembre-se que nós não recebemos dinheiro de políticos ou empresas estatais e só funcionamos com contribuições de vocês.

Comentários

Não há comentários para mostrar.

Informações da Publicação

Autor(a)
POLITZ
Visual.
298
Última atualização

Compartilhar

Top Bottom