Estratégia controversa deu certo? Números de mortos pela praga chinesa na Suécia estão caindo mais rápido do que a do Reino Unido que adotou lockdowns

Uma mídia europeia de grande alcance (fonte originária) publicou uma importante informação que poderá deixar os seguidores da "religião" ciência bastante chateados com a informação.

De acordo com a publicação, que pode ser checado por vossas senhorias, no link disponibilizado, as mortes causadas pela praga chinesa (Coronavírus/Covid-19) na Suécia, estão registrando uma queda mais veloz que a do Reino Unido, mesmo não tendo adotado políticas de lockdown.

Porém, em 9 de junho, o país teve um dos maiores números de mortes por milhão registrados na Europa, registrando na época 4.11 e agora, registra-se apenas 1.6 mortos por milhão. No mesmo período, o Reino Unido caiu apenas de 1.88 para 1.4 mortes por milhão de habitantes.

1594325098879.png

Imagem divulgada pela fonte originária, comparando os dados de países, na ordem: Reino Unido, Suécia, Estados Unidos, Dinamarca e Noruega.
Os únicos países europeus que agora têm taxas de mortalidade mais altas do que o Reino Unido e a Suécia são a Macedônia, com 3,4 mortes por milhão, e o Kosovo, com 2,1, diz o Centro Europeu de Controle de Doenças. Em comparação, a Bélgica, que por um tempo teve a maior taxa de mortalidade em todo o mundo, registrou apenas 0,27 mortes por milhão na quarta-feira.

A Itália, onde a pandemia ocorreu pela primeira vez na Europa, tinha 0,31.

O epidemiologista estadual da Suécia, Ander Tegnell, argumentou repetidamente contra os lockdowns, dizendo que eles 'vão contra a ciência' em torno de epidemias e apontam a alta taxa de mortalidade do Reino Unido como evidência de que eles não funcionam. Ele argumentou que as medidas apenas atrasam o inevitável e - a longo prazo - todos os países acabarão na mesma posição.

Por isso, ele argumenta que os lockdowns não valem o preço econômico que eles carregam.

No entanto, ele foi forçado a admitir que o número de mortos na Suécia é muito alto e que medidas mais duras deveriam ser tomadas para proteger os vulneráveis, principalmente em casas de repouso, onde o vírus atacou com uma certa intensidade, porém, um resultado esperado.

Até agora, a Suécia registrou 73.858 casos do vírus e 5.482 mortes, muito acima dos seus vizinhos nórdicos, que criaram lockdowns.

A Noruega tem apenas 8.950 casos do vírus e 251 mortes após o fechamento antecipado, enquanto a Finlândia tem 7.273 casos e 329 mortes.

A Dinamarca tem 12.900 casos do vírus e 609 mortes.

Os Estados Unidos, que evitaram o bloqueio total do tipo visto na Europa, atualmente têm uma taxa de mortalidade semelhante à Suécia - em 1,76 por milhão na quarta-feira.

Fontes das Informações
Sobre o(a) Autor(a):
POLITZ
Esse é o Perfil Oficial usado pela Equipe de Redação do POLITZ para criar as nossas matérias. As reportagens assinadas individualmente possuem perfil próprio.

Como de costume, oferecemos a fonte originária de todas as informações publicadas no final de cada artigo, com exceção das fontes internas. Captamos diversas informações pelo exclusivo #AlgoritmoPOLITZ que tem um alcance mundial.

Se você gosta do nosso trabalho como mídia independente, considere nos apoiar financeiramente com qualquer valor. Lembre-se que nós não recebemos dinheiro de políticos ou empresas estatais e só funcionamos com contribuições de vocês.

Comentários

Não há comentários para mostrar.

Informações da Publicação

Autor(a)
POLITZ
Visual.
467
Última atualização

Compartilhar

Top Bottom