Exército produzindo a todo vapor: 2,2 milhões de comprimidos de cloroquina já foram produzidos, com a meta de produzir 1 milhão por semana

Os laboratórios do Exército Brasileiro estão trabalhando a todo vapor.

Segundo informações divulgadas pela fonte originária, já foram produzidos 2,2 milhões de comprimidos do medicamento cloroquina, principal aposta de diversos países para o tratamento do vírus chinês.

A intenção é produzir pelo menos um milhão de unidades por semana, com custo unitário de apenas vinte centavos.

A determinação foi feita pelo próprio Presidente Jair Bolsonaro, após relatos mundiais de sucesso no tratamento da praga chinesa com tal medicamento.

O Ministério da Defesa estará encarregado de distribuir o medicamento, porém, o Ministério da Saúde de Henrique Mandetta liberou o tratamento com cloroquina apenas para casos de internados que estejam em situação grave caso o médico se responsabilize pelo uso.

Para Mandetta, lembramos que ele acredita que até o momento não há nenhuma comprovação científica sobre o uso do remédio e sua eficácia.

A Secom também já comunicou sobre o assunto:


Veremos. Talvez Mandetta esteja esperando o milagre do Bill Gates com suas vacinas suspeitas.
Fontes das Informações
Sobre o(a) Autor(a):
POLITZ
Esse é o Perfil Oficial usado pela Equipe de Redação do POLITZ para criar as nossas matérias. As reportagens assinadas individualmente possuem perfil próprio.

Como de costume, oferecemos a fonte originária de todas as informações publicadas no final de cada artigo, com exceção das fontes internas. Captamos diversas informações pelo exclusivo #AlgoritmoPOLITZ que tem um alcance mundial.

Se você gosta do nosso trabalho como mídia independente, considere nos apoiar financeiramente com qualquer valor. Lembre-se que nós não recebemos dinheiro de políticos ou empresas estatais e só funcionamos com contribuições de vocês.

Informações da Publicação

Autor(a)
POLITZ
Visual.
106.228
Comentários
1
Última atualização

Compartilhar

Top Bottom