Governador de Nova York se diz "chocado" ao saber que 66% das pessoas hospitalizadas pelo vírus chinês foram infectadas dentro de casa na quarentena

Esse artigo faz parte da Série Um Outro Olhar Sobre a Pandemia Chinesa
O Governador Democrata do estado de Nova York nos Estados Unidos, Andrew Cuomo, afirmou estar "chocado" ao ter recebido a informação que a maioria das pessoas hospitalizadas por conta do vírus chinês (coronavírus/Covid-19) se infectaram em suas residências, durante a quarentena imposta em todo o território.

Aparentemente as medidas de lockdown, quarentenas forçadas e outras porcarias amplamente defendidas pelas narrativas oficiais estão caindo dentro de um abismo.

Uma nova interpretação aos dados de pelo menos cem hospitais diferentes do estado americano mostram que 66% das novas internações por conta do vírus chinês se deram por conta de pessoas que se infectaram dentro de casa, segundo o próprio governador.

1588805295727.png

Os dados foram colhidos de pelo menos mil pacientes e 66% deles, se encontravam dentro de suas casas, respeitando o famoso lockdown, tanto defendido por "especialistas".

O governador disse:

- "Se você notar, 18% das pessoas vieram de lares de idosos, menos de 1% veio da prisão ou prisão, 2% vieram da população de rua, 2% de outras instalações congregadas, mas 66% das pessoas estavam em casa, o que é chocante para nós [...] Isso é uma surpresa: esmagadoramente, as pessoas estavam em casa" [...] Achamos que talvez eles estivessem usando transporte público e tomamos precauções especiais no transporte público, mas na verdade não, porque essas pessoas estavam literalmente em casa"
Cuomo disse que quase 84% dos casos hospitalizados eram pessoas que não estavam indo para o trabalho através de serviços de automóveis, carros pessoais, transporte público ou caminhadas. Ele disse que a maioria delas estavam aposentadas ou desempregados. No geral, 73% das internações eram de pessoas com mais de 51 anos.

Ele disse que as informações mostram que aqueles que são hospitalizados são predominantemente da região sul da cidade de Nova York ou nos arredores, não estão trabalhando ou viajando e não são funcionários essenciais e que a maioria dos casos na cidade de Nova York são minorias, com quase metade sendo afro-americanos ou hispânicos.

Cuomo disse que as autoridades estaduais de saúde pensaram que uma alta porcentagem de pessoas hospitalizadas seriam funcionários essenciais, como profissionais de saúde ou funcionários da cidade, que ainda vão trabalhar.

“Muito disso se resume ao que você faz para se proteger. Tudo está fechado, o governo fez tudo o que pôde, a sociedade fez tudo o que pôde. Agora depende de você ”, disse Cuomo.
Fontes das Informações
Sobre o(a) Autor(a):
POLITZ
Esse é o Perfil Oficial usado pela Equipe de Redação do POLITZ para criar as nossas matérias. As reportagens assinadas individualmente possuem perfil próprio.

Como de costume, oferecemos a fonte originária de todas as informações publicadas no final de cada artigo, com exceção das fontes internas. Captamos diversas informações pelo exclusivo #AlgoritmoPOLITZ que tem um alcance mundial.

Se você gosta do nosso trabalho como mídia independente, considere nos apoiar financeiramente com qualquer valor. Lembre-se que nós não recebemos dinheiro de políticos ou empresas estatais e só funcionamos com contribuições de vocês.

Comentários

Não há comentários para mostrar.

Conteúdo da Série

Estudo Científico: Mortalidade chega à 0,1% A Estratégia da Suécia Vem Mostrando Efetividade OMS afirma a Suécia tem "modelo a ser seguido" Governador de NY se diz chocado: 66% das pessoas internadas pelo vírus chinês estavam em casa, em quarentena. Segundo estudo, Lockdowns contra o Coronavírus causaram milhões de mortes no mundo Estudo científico: Lockdowns/quarentenas não apresentam benefícios contra a pandemia Estudo: 88% dos pacientes internados pelo Coronavírus em Nova York tinham ao menos 2 doenças preexistentes. Outro Prêmio Nobel Critica Previsões e Dispensa Interferência Governamental Sinais de Intervenção Humana No Vírus Chinês Lockdowns Não Provaram Sua Efetividade Nem Comprovações Científicas ou Empíricas Stanford: Vírus Chinês é Menos Mortal que a Gripe Comum E o Ganhador Nobel Está de Volta Criticando Os Lockdowns O Medo, o Pensamento de Manada e os Lockdowns Dados oficiais do CDC contrariam números divulgados por mídias Diretor da OMS Foi Membro de Um Violento Partido Comunista na Etiópia A Falha do Modelo Italiano de Isolamento/Quarentena Estudo da Alemanha: Maioria da população já está imune Os Lockdowns e Quarentenas Não Vão Parar a Pandemia Cientistas Chineses: 'Parece uma combinação de AIDS e SARS' Coronavírus pode ser arma biológica da China Ganhador de Prêmio Nobel: 'Coronavírus foi criado em laboratório e tem traços do HIV' Praga chinesa pode ter começado em setembro, segundo cientistas de Cambridge Epidemiologista Suéco: Quarentenas e Lockdowns são medidas erradas Harvard: Dados de Satélite Indicam Coronavírus Ativo Desde Outubro/2019 Governo de São Paulo erra previsões fatais em pelo menos 55% Estudo de Harvard: Mortalidade é menor do que o estimado pela OMS Brasil com menor índice de letalidade Cientista do Reino Unido erra feio em previsão de letalidade A Solução da Suécia

Informações da Publicação

Autor(a)
POLITZ
Visual.
1.638
Última atualização

Compartilhar

Top Bottom