Guerra biológica sim ou não? Análise de sementes chinesas enviadas ilegalmente ao Brasil indicam 2 pragas e pelo menos 4 fungos inexistentes no país

Para quem acompanha o POLITZ, sabe que estamos cobrindo os casos das famosas sementes chinesas enviadas para diversos países sem solicitação dos moradores, casos registrados no Brasil e também nos Estados Unidos e em outros países.

Aparentando serem apenas envios inofensivos, onde já chegaram a afirmar que era apenas uma forma do vendedor de sites de marketplace ganharem pontuações positivas por vendas e entregas concluídas, o caso parece um pouco mais cabeludo do que se parece.

A Superintendência do Laboratório de Defesa Agropecuária de Goiás, que recebeu 36 amostras de um montante de 525 pacotes de sementes chinesas (comunistas) em todo o país, concluiu que de inofensivas, tais sementes não tem nada.

Segundo a análise laboratorial dos profissionais de Goiás, as sementes possuem pelo menos duas espécies de pragas e pelo menos quatro fungos inexistentes na agricultura e na vegetação brasileira - ou seja, trata-se de algo no mínimo prejudicial para o meio ambiente, fauna e flora brasileira.

Tais informações estão no balanço elaborado pelo Laboratório Federal de Defesa Agropecuária em Goiás (LFDA-GO), uma das referências nacionais em sanidade vegetal no país. A divulgação dos dados ocorreu na última quarta-feira.

Das duas pragas detectadas, temos a espécie myosoton aquaticum e descurainia sophia. A primeira, apresenta forte resistência à pesticidas, tornando seu controle difícil, considerada uma espécie danosa para campos de trigo na China. A informação é do próprio superintendente do LFDA/GO.

Já a segunda praga, é classificada como uma planta daninha nos Estados Unidos e no Canadá, além de ser uma planta invasora do México, Japão, Coreias, Chile e Austrália.

Entre os fungos, temos cladosporium; alternaria; fusarium; e bipolaris.

Outras amostras continham gêneros que têm espécies quarentenárias ou espécies com potencial quarentenário, como sementes de cuscuta; de brassica; de chenopodium; e de amaranthus.

Arnoldo Daher explica que a praga quarentenária tem grande potencial de causar dano econômico e ambiental ao país, e pode ser fungo, ácaro, bactéria ou vírus:

- "Elas podem conter plantas daninhas e plantas invasoras, que causam grande dano econômico, como também podem conter vírus, bactérias e fungos, que causam muitos danos. Temos exemplos de pragas que não existiam na agricultura nacional e que hoje causam muitos danos"


Ainda, segundo as informações da fonte originária:

Análise anterior encontra sementes de rosas e orquídeas

Um balanço preliminar sobre a análise do Mapa, divulgado em 6 de outubro, encontrou sementes de rosas, orquídeas e até limoeiro.

Os técnicos identificaram naquela época sementes de plantas ornamentais e frutíferas, como suculentas e cerejeiras.

Embora os técnicos agrônomos encontrarem espécies conhecidas, os cientistas também descobriram a presença de ácaros, fungos, bactérias e quatro tipos de ervas daninhas que não existem no brasil.
Fontes das Informações
Sobre o(a) Autor(a):
POLITZ
Esse é o Perfil Oficial usado pela Equipe de Redação do POLITZ para criar as nossas matérias. As reportagens assinadas individualmente possuem perfil próprio.

Como de costume, oferecemos a fonte originária de todas as informações publicadas no final de cada artigo, com exceção das fontes internas. Captamos diversas informações pelo exclusivo #AlgoritmoPOLITZ que tem um alcance mundial.

Se você gosta do nosso trabalho como mídia independente, considere nos apoiar financeiramente com qualquer valor. Lembre-se que nós não recebemos dinheiro de políticos ou empresas estatais e só funcionamos com contribuições de vocês.

Comentários

Não há comentários para mostrar.

Informações da Publicação

Autor(a)
POLITZ
Visual.
507
Última atualização

Compartilhar

Top Bottom