Investigação contra Filipe Martins pelo terrível crime de arrumar o paletó fazendo um suposto gesto de supremacista branco, corre em segredo no Senado

Dados da Imagem
Momento em que Filipe Martins faz o terrível gesto de arrumar o paletó (Reprodução / TV Senado).

Investigação contra Filipe Martins pelo terrível crime de arrumar o paletó fazendo um gesto, que, segundo 'especialistas', é da supremacia branca, corre em segredo no Senado Federal​


O establishment político contra o governo do Presidente Jair Bolsonaro não para e pelo visto, querem a cabeça do assessor internacional especial Filipe Martins de qualquer jeito, mesmo pelos motivos mais idiotas possíveis.

É como se o Brasil não tivesse nada melhor para fazer ou se preocupar.

Filipe Martins está sendo acusado de ter feito um "gesto da supremacia branca", ele, declarado judeu, com amplo apoio de representantes de Israel, está sendo colocado no mesmo patamar de neonazistas pelo simples fato de ter arrumado o seu paletó com um gesto comumente utilizado. Na própria internet diversas fotos das mais variadas pessoas, inclusive daqueles que o acusam de ter feito o gesto, surgiram a milhares, mostrando que na verdade nossa oposição é patética.

E cumpre esclarecer, já que o coeficiente de inteligência de alguns representantes políticos e influencers digitais é equivalente ao de uma ameba, que o POLITZ de maneira alguma está defendendo movimentos supremacistas ou o próprio nazismo, sendo que condenamos veementemente tais movimentos, todos originários de ideais esquerdistas, em especial, do próprio marxismo. Socialismo, comunismo, fascismo, todos equivalentes do próprio nazismo com roupagens e formas diferentes.

Ninguém sabe exatamente dizer da onde o tal gesto (foto da capa) está de alguma forma ligado aos supremacistas brancos, mas surgiram dezenas de "especialistas" por aí para afirmar e condenar o gesto comumente utilizado, especialmente no momento de arrumar a porcaria de um terno ou em fotos de lojas de roupas.

De qualquer forma, com toda a agenda de prioridades do Brasil e sua oposição ridícula à direita, a investigação contra Filipe Martins no âmbito do Senado Federal está ocorrendo em sigilo pela Polícia Legislativa e atualmente, não tem prazo para ser concluído.

Agora quero ver a polícia de Pacheco, presidente da Casa, arrumar provas que realmente se trata de um gesto supremacista ou que Filipe realmente tenha cometido qualquer crime tipificado em lei.

Esse país não tem como dar certo, nunca.


Gosta do Nosso Trabalho?
O POLITZ é uma mídia livre, independente e que não recebe qualquer dinheiro público ou político/partidário e é mantida apenas por propagandas e assinaturas dos(as) nossos(as) leitores. Se você gosta do nosso trabalho, considere nos ajudar, desabilitando bloqueadores de propaganda e fazendo uma assinatura de qualquer valor.
Clique aqui para ser direcionado ao nosso Apoia.se

Nota Legal: Nossas publicação são necessariamente baseadas em fontes originárias/primárias/secundárias e são sempre citadas com os devidos links para conferência e verificação à informação, em respeito à responsabilidade solidária na via de dupla checagem dos fatos pelo POLITZ e pelo(a) próprio(a) leitor(a). Repudiamos as chamadas fake news, falsas narrativas e manipulações via desinformação propagadas pelas mídias tradicionais, criando mecanismos duplos para o fact checking.
Opiniões são diferentes de fatos publicados e noticiados e podem não representar necessariamente o posicionamento do POLITZ na qual exerce e defende incondicionalmente o direito à liberdade de expressão, livre manifestação de pensamento, de posicionamento político e religioso (Constituição Federal de 1988, art. 5º, incisos IV, VI, IX, XIX. - Pacto de San José da Costa Rica. Decreto n. 678/1992. arts. 12 e 13. - Declaração Universal dos Direitos Humanos, arts. 18 e 19 e outras legislações nacionais ou internacionais aplicáveis, especialmente nas quais a República Federativa do Brasil é signatária).
Créditos sempre devidos para todos os(as) autores(as), incluindo imagens de capa e do corpo, ilustrações e outras. Em caso de erro, correção, sugestão, violação de direitos autorais, utilize o botão "Denunciar", o formulário de "Contato" ou deixe um comentário. Tais solicitações são tratadas com prioridade.
Fontes das Informações
Sobre o(a) Autor(a):
POLITZ
Esse é o Perfil Oficial usado pela Equipe de Redação do POLITZ para criar as nossas matérias. As reportagens assinadas individualmente possuem perfil próprio.

Como de costume, oferecemos a fonte originária de todas as informações publicadas no final de cada artigo, com exceção das fontes internas. Captamos diversas informações pelo exclusivo #AlgoritmoPOLITZ que tem um alcance mundial.

Se você gosta do nosso trabalho como mídia independente, considere nos apoiar financeiramente com qualquer valor. Lembre-se que nós não recebemos dinheiro de políticos ou empresas estatais e só funcionamos com contribuições de vocês.

Comentários

Não há comentários para mostrar.

Informações da Publicação

Autor(a)
POLITZ
Visual.
131
Última atualização

Compartilhar

Top Bottom