João Doria acorda com a calça mais apertada do que costume e dispara contra Bolsonaro, pedindo uma frente contra ele com um 'centro-esquerda' em 2022

O impopular governador de São Paulo, João Doria, aparenta ter acordado com uma calça mais apertada do que costume para sair em plena segunda-feira disparando tantas críticas e 'arrependimentos' contra o Presidente Jair Bolsonaro.

Achando que vem ganhando força pela suposta derrota de Donald Trump e a narrativa do combate à 'polarização' política e uma falsa derrota da direita nas eleições municipais, João Doria concedeu uma entrevista bastante 'desesperadora' por parte do Governador, com opiniões que digamos, bastante superadas pela população brasileira, especialmente quando se fala em apoio à candidaturas de centro.

Em um primeiro momento, destacamos que na campanha o slogan BolsoDoria (um apelido dado ao suposto alinhamento ideológico dos dois no qual foi rompido pelo governador como um belo tucano que é), foi usado constantemente pelo Governador e seus aliados e depois, figuras do tucanato, inclusive Doria, negaram a existência de tal alinhamento.

Quem não lembra dessas imagens?

1606137005863.png


O alinhamento de Doria com Jair Bolsonaro provavelmente o elegeu como governador do estado mais rico do Brasil. Quem seria Doria sem o Bolsonaro, não é mesmo? E para comprovar, basta sair a pé na rua para ver o que acontece.

De qualquer forma, em entrevista hoje para um jornal de grande circulação nacional, Doria disse estar arrependido do BolsoDoria em 2018, segundo a fonte originária:

- "A eleição do Bolsonaro foi um grande erro para o Brasil. Eu não mantenho meu compromisso diante de um equívoco tão grande. O Bolsonaro prometeu um país liberal, economia globalizada, combate à corrupção. E não fez."

Durante a entrevista, praticamente apenas atacando o Presidente da República, defendendo uma 'frente ampla para derrotar Jair Bolsonaro em 2022':

- "A frente não deve ser contra Bolsonaro, mas a favor do Brasil. A frente deve reunir o maior número possível de pessoas e pensamentos que estejam dispostos a proteger o Brasil e a população. Comporta o pensamento liberal de centro, que é o que eu pratico, mas comporta também centro-direita, centro-esquerda, aqueles que têm um pensamento mais à esquerda e à direita. Só não caberá o pensamento dos extremistas, até porque os extremistas não querem compartilhar, discutir. Eles querem impor situações ao País, tanto na extrema-esquerda, quanto na extrema-direita. Destes extremos nós temos que ficar longe."

Primeiramente que sua declaração é uma clara contradição lógica, uma bela de uma falácia. Onde cabe o pensamento de esquerda, não cabe o da direita, já que o primeiro vive por décadas para destruir o segundo. Não existe "centro-esquerda" ou "centro-direita". É a maior mentira ideológica que existe. São dois pensamentos totalmente contrários uns dos outros. Ou você defende pautas de esquerda ou de direita. O meio termo é apenas um ponto de equilíbrio onde penderá para o lado que melhor "vender" seus posicionamentos ideológicos e políticos.

E como estamos vendo... A esquerda perdeu totalmente sua hegemonia e monopólios existentes por mais de quatro décadas no país. Se sua leitura está diferente disso, você está ERRADO, no mínimo, desinformado. E podemos afirmar isso com toda a força das empresas da Big Tech (Google, Facebook, Instagram e Twitter) lutando fortemente contra a direita em toda a internet e mesmo assim, estamos prevalecendo dia após dia.

João Doria também citou o bibliográfico Sergio Moro como um forte candidato para 2022, afirmando:

- "Ele deve fazer parte dessa frente. Tem história, biografia e posicionamento. Nunca declarou que era candidato. Sempre teve altivez e grandeza para defender o País, independentemente dos interesses pessoais."

Enquanto isso, Jair Bolsonaro carrega multidões em todo o Brasil por onde passa e a mídia mainstream vem mentindo descaradamente para você afirmando que a direita "perdeu a força" e que as "ondas passam".

Um recado: a direita e o conservadorismo não são uma "onda". São princípios e valores tradicionais existentes praticamente desde que o mundo é mundo. Se ainda não entenderam isso, só a derrota seguirá daqui para frente.
Fontes das Informações


  • Haha
Reactions: perfeisaoxd
Sobre o(a) Autor(a):
POLITZ
Esse é o Perfil Oficial usado pela Equipe de Redação do POLITZ para criar as nossas matérias. As reportagens assinadas individualmente possuem perfil próprio.

Como de costume, oferecemos a fonte originária de todas as informações publicadas no final de cada artigo, com exceção das fontes internas. Captamos diversas informações pelo exclusivo #AlgoritmoPOLITZ que tem um alcance mundial.

Se você gosta do nosso trabalho como mídia independente, considere nos apoiar financeiramente com qualquer valor. Lembre-se que nós não recebemos dinheiro de políticos ou empresas estatais e só funcionamos com contribuições de vocês.

Comentários

Informações da Publicação

Autor(a)
POLITZ
Visual.
705
Comentários
1
Última atualização

Compartilhar

Top Bottom