Jornalista âncora da Rede Globo perde as estribeiras e ataca Presidente Jair Bolsonaro por veto às tenebrosas vacinas chinesas: "Imoral e criminoso!"

No último dia 21/10, um jornaleiro âncora da Rede Globo, perdeu as estribeiras, âncora do jornal local Bom Dia Rio, Flávio Fachel quebrou diversos protocolos da rede de televisão.

Segundo informado pela fonte originária, a Globo e funcionário da rede devem fazer o possível para não expressar opiniões políticas de forma pública, norma então ignorada pelo apresentador.

Na sua conta oficial do Twitter, como se verá à seguir, o mesmo adotou a postura esquerdista para criticar a decisão do Presidente Jair Bolsonaro de vetar a tenebrosa vacina chinesa, conhecida como Coronavac, defendida amplamente por João Doria.

Bastante afetado pela decisão, Flávio Fachel afirmou que a ordem de Bolsonaro seria "criminosa":

- "Nenhum presidente, seja ele qual for, não tem autoridade suficiente para abrir mão de qualquer vacina para a Covid-19, venha ela de onde vier. É imoral e quase criminoso pretender isso"


Temos que ter em mente que uma acusação falsa de crime contra terceiro é configurado pelo Código Penal como calúnia, prevendo até mesmo uma pena de reclusão para quem cometer tal conduta.

Ao discutir com um seguidor que questionou os comentários, Flávio pediu para que as pessoas 'lessem os jornais', esses mesmos jornais que são verdadeiros opositores e disseminadores de desinformação, alinhados à agenda esquerdista.

Atualmente o jornaleiro está com a conta com limitação de acesso, provavelmente por conta da repercussão negativa dos seus comentários. Ainda não conseguimos entender como existe gente que acha normal dar dinheiro para um país, uma ditadura comunista, responsável pela maior catástrofe dos últimos anos da história da humanidade que criou o problema e ainda lucra vendendo a "solução", essa, bastante duvidosa.

Vejam os tweets à seguir:

1603462662343.png



Fontes das Informações
Sobre o(a) Autor(a):
POLITZ
Esse é o Perfil Oficial usado pela Equipe de Redação do POLITZ para criar as nossas matérias. As reportagens assinadas individualmente possuem perfil próprio.

Como de costume, oferecemos a fonte originária de todas as informações publicadas no final de cada artigo, com exceção das fontes internas. Captamos diversas informações pelo exclusivo #AlgoritmoPOLITZ que tem um alcance mundial.

Se você gosta do nosso trabalho como mídia independente, considere nos apoiar financeiramente com qualquer valor. Lembre-se que nós não recebemos dinheiro de políticos ou empresas estatais e só funcionamos com contribuições de vocês.

Comentários

Não há comentários para mostrar.

Informações da Publicação

Autor(a)
POLITZ
Visual.
855
Última atualização

Compartilhar

Top Bottom