Kkkkk: Live de "grandes" nomes de artistas pelo Impeachment fracassa e registra 22 mil "não curtidas" - Gagliasso culpa 'bots' do Bolsonaro

Dados da Imagem
Reprodução da capa do vídeo no YouTube (Reprodução / POLITZ / YouTube).

Kkkkk: Live de "grandes" nomes de artistas pelo Impeachment fracassa e registra 22 mil "não curtidas" - Gagliasso culpa 'bots' do Bolsonaro​


Recentemente "grandes" nomes do meio artístico brasileiro, há dois dias atrás, realizaram uma live pedindo o Impeachment do Presidente Jair Bolsonaro.

Algo que acharam que seriam um estouro de produção, audiência e que derrubaria o Presidente virou na verdade um verdadeiro fracasso de público, audiência e boa receptividade na internet.

Conforme a imagem que reproduzimos na capa da matéria, com menos de dois dias foram registradas apenas 56 mil e poucas visualizações, tendo 22 mil não curtidas ("dislikes") e apenas 3,1 mil curtidas. Ou seja: um belo fracasso de público, audiência e engajamento. O link do vídeo está abaixo da reportagem para ser conferido e provavelmente em breve os contadores serão removidos para não deixar a vergonha alheia transparecer. Ainda bem que existe o santo print.

Participaram do movimento pelo menos 2.500 artistas, incluindo nomes como Paulo Betti, Ailton Krenak, Emicida, Maria Bopp, Anna Muylaert, Dira Paes, Ailton Graça, Preta Ferreira, Zeca Baleiro e Matheus Nachtergaele.

São consideradas pessoas famosas, mas pelo visto, o público deles não querem saber de política, pouco estão se importando ou a nossa máxima que artista na verdade não tem influência nenhuma na vida das pessoas, já que ninguém respeita a bela maioria da classe, especialmente quando querem lacrar em redes sociais.

E ainda perguntam porque os sertanejos são bem explícitos quanto suas posições políticas, enquanto o outro lado se revolta por isso, afinal, não fazem parte da turminha da Rouanet e nem precisam de mamata estatal para sustentar o seu trabalho, pois fazem sucesso naturalmente, atendendo às demandas do mercado.

O POLITZ sugere para vocês também lerem os comentários deixados na página do vídeo (link abaixo), que está melhor que duas horas de abobrinha falada pelos grandes entendidos da política brasileira que pelo visto não recebem apoio popular nenhum, como qualquer outro que se opõe ao Presidente Jair Bolsonaro.

Para dar ainda mais risada da situação, o fulano sei lá quem Thiago Gagliasso afirmou que a culpa foram dos "bots" do Presidente, seja lá o que isso significa. Eles geram visualizações negativas? Acho que não.

Vejam a palhaçada e passem vergonha junto comigo:

1620826893088.png



Caso esteja impossibilitado de ver a postagem do Instagram, reproduzimos a legenda para vocês:

- "Protesto nas ruas eles não fazem mais, pq sabem muito bem em qual lado o povo está, alegam que não querem aglomerar, relaxa eles só aglomeram em suas mansões, la pode, enquanto o povo fica em casa sem emprego, agora a internet ta ai mostrando o quão distante estão da realidade, mas devem ser os “Robôs do Bolsonaro que deram deslike”

Lembrando, o que sempre falo aqui, muitos ARTISTAS estão desempregados, loucos para fazer seus shows, vendo sua equipe clamando por trabalho, cantores, músicos, atores de verdade, diversos amigos meus q não precisam lacrar e fazer live vergonhosa para tumultuar, e sim pra arrecadar alimentos e empregar seus músicos e equipe! Todo meu respeito aos profissionais do entretenimento e da arte!



Deixe sua risada aqui conosco, já que essa palhaçada é inesquecível e temos o dever de zoar deles para o resto das nossas vidas, já que a única reclamação que eles tem com o Governo é a falta da mamata da Lei Rouanet, que sustentava porcarias pelo país inteiro.

Gosta do Nosso Trabalho?
O POLITZ é uma mídia livre, independente e que não recebe qualquer dinheiro público ou político/partidário e é mantida apenas por propagandas e assinaturas dos(as) nossos(as) leitores. Se você gosta do nosso trabalho, considere nos ajudar, desabilitando bloqueadores de propaganda e fazendo uma assinatura de qualquer valor.
Clique aqui para ser direcionado ao nosso Apoia.se

Nota Legal: Nossas publicação são necessariamente baseadas em fontes originárias/primárias/secundárias e são sempre citadas com os devidos links para conferência e verificação à informação, em respeito à responsabilidade solidária na via de dupla checagem dos fatos pelo POLITZ e pelo(a) próprio(a) leitor(a). Repudiamos as chamadas fake news, falsas narrativas e manipulações via desinformação propagadas pelas mídias tradicionais, criando mecanismos duplos para o fact checking.
Opiniões são diferentes de fatos publicados e noticiados e podem não representar necessariamente o posicionamento do POLITZ na qual exerce e defende incondicionalmente o direito à liberdade de expressão, livre manifestação de pensamento, de posicionamento político e religioso (Constituição Federal de 1988, art. 5º, incisos IV, VI, IX, XIX. - Pacto de San José da Costa Rica. Decreto n. 678/1992. arts. 12 e 13. - Declaração Universal dos Direitos Humanos, arts. 18 e 19 e outras legislações nacionais ou internacionais aplicáveis, especialmente nas quais a República Federativa do Brasil é signatária).
Créditos sempre devidos para todos os(as) autores(as), incluindo imagens de capa e do corpo, ilustrações e outras. Em caso de erro, correção, sugestão, violação de direitos autorais, utilize o botão "Denunciar", o formulário de "Contato" ou deixe um comentário. Tais solicitações são tratadas com prioridade.
Fontes das Informações
Sobre o(a) Autor(a):
POLITZ
Esse é o Perfil Oficial usado pela Equipe de Redação do POLITZ para criar as nossas matérias. As reportagens assinadas individualmente possuem perfil próprio.

Como de costume, oferecemos a fonte originária de todas as informações publicadas no final de cada artigo, com exceção das fontes internas. Captamos diversas informações pelo exclusivo #AlgoritmoPOLITZ que tem um alcance mundial.

Se você gosta do nosso trabalho como mídia independente, considere nos apoiar financeiramente com qualquer valor. Lembre-se que nós não recebemos dinheiro de políticos ou empresas estatais e só funcionamos com contribuições de vocês.

Comentários

Não há comentários para mostrar.

Informações da Publicação

Autor(a)
POLITZ
Visual.
332
Última atualização

Compartilhar

Top Bottom