Leitos de UTI de hospital no Piauí é esvaziada após médicos adotarem hidroxicloroquina precocemente no protocolo de tratamento dos pacientes

Novamente, devido à sensibilidade da matéria em questão, trouxemos duas fontes originárias que tratam sobre o mesmo assunto para que vocês possam conferir com responsabilidade as informações entregues pela nossa reportagem.

Segundo as fontes originárias, os leitos de UTI de um hospital no Piauí foram esvaziadas após médicos adotarem a hidroxicloroquina precocemente no tratamento de pacientes infectados com o vírus chinês (Coronavírus/Covid-19).

O Hospital Regional Tibério Nunes, localizado em Floriano, no interior do estado, passaram a administrar a hidroxicloroquina para pacientes internados e verificaram uma "melhora significativa" no estado de saúde dos pacientes, praticamente esvaziando os leitos ocupados da UTI local.

O Dr. Sabas Vieira, informou:

- "Não temos evidência, mas houve mudança brutal na taxa de mortalidade"
Por meio de um vídeo publicado em redes sociais, o grupo de profissionais do estado que atuam no combate à praga chinesa já recuperaram cinco pacientes da instituição utilizando a famosa combinação de hidroxicloroquina e azitromicina.

O protocolo teve orientação da Dra. Marina Bucar Barjud, a principal responsável pelo combate à doença no Hospital HM Puerta del Sur, em Madrid, na Espanha.

Vieira explicou que o tratamento deve ser usado em duas fases diferentes: na primeira, chamada de reaplicação viral, quando o paciente apresenta febre, dor de garganta, falta de olfato ou paladar, o tratamento deve ser feito a partir do segundo dia de sintomas com os medicamentos. Na segunda fase, chamada de inflamatória, a partir do sétimo dia de sintomas, deve ser feito com corticoterapia para evitar a necessidade de internação na unidade de terapia intensiva.

- "Temos, portanto, duas janelas de oportunidade. O doutor Justino, do hospital de Floriano, já nos relatou cinco casos tratados com sucesso que não precisaram ir para UTI. Estamos treinando esses médicos para nos capacitarmos a fazer essa prescrição de forma adequada."
O médico também afirmou que não há necessidade da população adquirir o medicamento, que só podem ser utilizados a partir do diagnóstico positivo da doença chinesa e sob orientação médica.

- "Não temos evidência sólida dessa conduta, mas houve uma mudança brutal na taxa de mortalidade e queremos essa experiência no Piauí. É uma medicação segura, utilizada há muitos anos. Tivemos a taxa de mortalidade muito baixa. Com sintomas em até 48 horas, procure rapidamente o serviço de saúde para avaliação médica, não é para ninguém estocar esse medicamento. O médico vai fazer o diagnostico e tratamento adequado"
Segundo a reportagem da fonte originária:

Pacientes curados da Covid-19 em Floriano
Em todo o estado do Piauí, de acordo com os últimos dados do boletim da secretária de Saúde, há atualmente 1.332 casos de Covid-19, 45 mortes e 236 altas médicas.
Dos casos confirmados, 299 estão internados, sendo 98 em UTIs. No Brasil já são mais de 11 mil mortos e 162.699 casos da doença.
Em Floriano, neste domingo (10), havia 17 pacientes confirmados com Covid-19, oito recuperados e nenhum óbito. A cidade tem cerca de 57 mil habitantes.
Fontes das Informações

Sobre o(a) Autor(a):
POLITZ
Esse é o Perfil Oficial usado pela Equipe de Redação do POLITZ para criar as nossas matérias. As reportagens assinadas individualmente possuem perfil próprio.

Como de costume, oferecemos a fonte originária de todas as informações publicadas no final de cada artigo, com exceção das fontes internas. Captamos diversas informações pelo exclusivo #AlgoritmoPOLITZ que tem um alcance mundial.

Se você gosta do nosso trabalho como mídia independente, considere nos apoiar financeiramente com qualquer valor. Lembre-se que nós não recebemos dinheiro de políticos ou empresas estatais e só funcionamos com contribuições de vocês.

Comentários

Não há comentários para mostrar.

Informações da Publicação

Autor(a)
POLITZ
Visual.
691
Última atualização

Compartilhar

Top Bottom