#TraduçõesPOLITZ Lockdowns Causados Pelo Coronavírus Podem Causar Até 1,5 Milhão de Mortes por Tuberculose, Segundo Estudo Publicado

Esse artigo faz parte da Série Um Outro Olhar Sobre a Pandemia Chinesa
Introdução

O POLITZ dessa vez trouxe dois artigos traduzidos, em primeira mão no Brasil, com nossa exclusividade, que trata de um assunto bastante importante e que até agora, nenhuma mídia brasileira chegou a divulgar um caso tão grave como o atualmente exposto.

Com a finalidade facilitar a leitura e garantir a nossa credibilidade, além de compilar, traduzir e reproduzir o mesmo conteúdo de duas fontes diferentes, decidimos criar apenas uma postagem para tratar do mesmo assunto, com duas fontes diferentes, garantindo assim maior transparência e acesso democrático às informações aqui reproduzidas.

Como de costume em nossas #TraduçõesPOLITZ, fazemos o máximo para traduzir os artigos internacionais da melhor forma possível, sempre respeitando o contexto original, tentando trazer a interpretação original dos autores e sempre, dando o devido crédito a eles, seguindo inclusive uma norma da ABNT para citações bibliográficas.

Os links de cada artigo traduzido estão disponibilizados no final da página, permitindo que vocês confiram pessoalmente a nossa responsabilidade na entrega das informações, a nossa credibilidade e bem como, permitindo que vocês realizem pessoalmente a checagem dos fatos aqui publicados.

Caso encontrem algum erro, ou tenham alguma sugestão de melhoria na tradução, alguma crítica ou sugestão, basta deixar um comentário em nossa página, logo no final da publicação. Para isso, é preciso ter um Perfil cadastrado em nosso site, de forma totalmente gratuita.

Agradecemos desde já a sua atenção e por acreditar em nosso trabalho.

Também pedimos que, diante da crise que estamos enfrentando com o restante do mundo, como demonstramos aqui:


Pedimos encarecidamente a sua colaboração, desligando Adblocks, clicando em nossos links, navegando em nosso site, compartilhando sempre o máximo que possível das nossas publicações e ainda, se possível, uma contribuição financeira mensal para nos ajudar a enfrentar tudo isso, já que corremos sérios riscos financeiros diante dos problemas causados pela pandemia chinesa.

Quaisquer doações podem ser feitas através do Apoia.se, no seguinte endereço:

www.apoia.se/Politz

Ficaremos eternamente gratos e você estará contribuindo para que o POLITZ continue funcionando, trazendo informações verdadeiramente relevantes, contra o monopólio de narrativas e de desinformações impostos pelas mídias tradicionais da mainstream e do establishment.

Considere nos ajudar. As mídias independentes de direita são os últimos bastiões da liberdade de expressão, comunicação e informação que atualmente existem na internet de maneira oficial.




Lockdowns Causados Pelo Coronavírus Podem Causar Até 1,5 Milhão de Mortes por Tuberculose, Segundo Estudo Publicado

Médicos relatam queda no número de novos diagnósticos, levando a temores de que a doença possa se espalhar rapidamente


Por Anne Gulland, Global Security Correspondent para o The Telegraph (e outras fontes).
Artigo traduzido inteiramente pelo POLITZ.

A interrupção dos serviços de tratamento para tuberculose devido à pandemia de Covid-19 podem levar a 6,3 milhões novos casos de tuberculose e a 1,4 milhão de mortes em todo o mundo nos próximos cinco anos, segundo um novo estudo publicado baseado em um novo modelo estatístico.

Um relatório da Stop TB Partnership analisou o impacto causado pelo Coronavírus, resultando em um acesso reduzido a testes, diagnóstico e tratamento sobre a doença e sua a transmissão, sendo uma doença respiratória mortal, à medida que os lockdowns em diversos países fossem implementados globalmente como forma de enfrentar a pandemia do Coronavírus.

Nota do Editor: A Stop TB Parnership é uma organização não-governamental, em nível global, que se dedica à erradicar a tuberculose do mundo.

O estudo baseado em um modelo estatístico, realizado por uma equipe de pesquisadores, incluindo os do Imperial College, em Londres, descobriu que se os serviços [para tuberculose] fossem interrompidos por dois meses e levassem mais dois meses para se recuperar, haveria pelo menos 1,8 milhão de casos adicionais e 342.000 mortes globalmente entre agora e 2025.

No entanto, no pior cenário de um período de um lockdown que possa durar mais de de três meses e um período de restauração de 10 meses, haveria 6,3 milhões de casos e 1,4 milhão de mortes no mesmo período. Isso representaria um aumento de 11% no número de casos de tuberculose entre 2020 e 2025 e levaria o número de casos de volta aos níveis de 2013.

Este é o último relatório que mostra as consequências não-intencionais para a saúde pública causadas pelos lockdowns mundiais para enfrentamento do Coronavírus, inclusive, especialistas em malária alertando recentemente que tais interrupções desses serviços podem atrasar em pelo menos 20 anos de progresso para o combate

A tuberculose mata cerca de 1,5 milhão de pessoas anualmente, mais do que qualquer outra doença infecciosa, mas grandes progressos foram feitos para controlá-la nos últimos anos.

Os especialistas em tuberculose ficaram muito animados com o Global TB Report anual do ano passado, publicado pela Organização Mundial da Saúde, que mostrou que sete milhões de novos casos da doença foram detectados em 2018, ante 6,4 milhões em 2017.
Encontrar novos casos da doença pulmonar e tratá-los é fundamental para a estratégia de eliminação da tuberculose pela OMS, pois as pessoas que estão inconscientemente infectadas com a doença podem infectar outras pessoas, criando um efeito de bola de neve.

Para entender o impacto dos lockdowns por Coronavírus, a Parceria Stop TB realizou uma pesquisa com 20 países com maior carga de tuberculose em março e constatou que as notificações de novos casos haviam caído de 70 a 80% em alguns países desde o início da pandemia pelo Coronavírus.

Os entrevistados disseram que a busca ativa de casos e a vigilância da doença haviam diminuído ou até mesmo parado e que equipamentos, como kits de teste e hospitais, estavam sendo desviados para os esforços de controle de Coronavírus, uma consequência natural diante da crise pandêmica do vírus chinês.

A pesquisa também descobriu que os pacientes estavam sendo instruídos a não ir ao hospital para tratamento ou a evitar o hospital por medo de pegar o Coronavírus.

A doutora Lucica Ditiu, diretora executiva da Parceria Stop TB, disse que os resultados da pesquisa “aterrorizaram” os especialistas em tuberculose.

Ela declarou:

"Isso significa que um grande número de pessoas [com tuberculose] permaneceriam sem ser detectados e não tratados e poderia continuar a espalhar a doença"
Ela acrescentou que os governos enfrentam um "caminho tortuoso" de navegação entre Covid-19 e a própria tuberculose.

"Mas optar por ignorar a tuberculose apagaria pelo menos meia década de progresso extremamente trabalhoso contra a infecção mais mortal do mundo e deixaria milhões de pessoas doentes", disse ela.

Os modelos utilizados na pesquisa analisaram vários cenários e descobriram que, para cada mês de lockdown, haveria um aumento de 608.400 casos de tuberculose entre 2020 e 2025. E, pelo motivo de que poderia levar algum tempo para os serviços voltarem a funcionar, todos os meses para retomar serviços levariam a 420.400 casos extras.

O Dr. Nimalan Arinaminpathy, professor associado de epidemiologia matemática da Imperial College de Londres, disse que os esforços de controle da tuberculose estão focados no diagnóstico dos pacientes rapidamente e dar início ao tratamento o mais rápido possível.

"A situação que enfrentamos agora é que os lockdowns e outras medidas para enfrentar o Coronavírus estão afetando potencialmente os sistemas que foram implantados para gerenciar a tuberculose", disse ele.

O relatório diz que simplesmente retornar aos “negócios como de costume” após os lockdowns não serão suficientes e serão necessárias medidas suplementares, como busca ativa de casos “intensificada” e intenso envolvimento da comunidade e rastreamento de infecções.

"Mesmo após o bloqueio, levará um bom tempo para que os serviços normais de tuberculose sejam restaurados, para que haja um período de restauração no final disso", disse o Dr. Arinaminpathy.




Estudo Publicado: Lockdowns contra o Covid-19 Aumenta o Risco de 1,4 Milhão de Novas Mortes Por Tuberculose

Os lockdowns globais causados para enfrentar o COVID-19 correm o risco de um aumento "devastador" nos casos de tuberculose, com quase 1,4 milhão de novas mortes do maior assassino infeccioso do mundo até 2025, mostraram novas pesquisas nesta quarta-feira.


Por Redação para Breitbart.
Artigo traduzido inteiramente pelo POLITZ.
1588827740482.png

A tuberculose, uma infecção bacteriana que normalmente ataca os pulmões dos pacientes, é amplamente tratável e ainda infecta cerca de 10 milhões de pessoas todos os anos. Em 2018, matou cerca de 1,5 milhão de pessoas, segundo a Organização Mundial da Saúde, incluindo mais de 200.000 crianças.

Como existe formas medicamentosas eficazes para o tratamento da doença, a resposta mundial contra a tuberculose está centrada no teste e no tratamento do maior número possível de pacientes o mais rápido possível.

Porém, à medida que o COVID-19 força os governos a restringir as populações através de suas quarentenas e lockdowns, novos modelos de doenças mostraram que o distanciamento social pode levar a um aumento desastroso nas infecções por tuberculose - cujos efeitos devem persistir por anos.

Isso ocorre porque o distanciamento social tornará impossível para os profissionais de saúde testar populações vulneráveis e para os pacientes acessar as formas de tratamento disponíveis.

"Apesar de termos medicamentos e tratamento ... ainda não estamos perto de acabar com isso, e a tuberculose continua sendo a maior causa de doenças infecciosas", disse a Dra. Lucica Ditiu, diretora executiva da Stop TB:

- "O COVID nos atingiu com muita força. Quanto mais pessoas não diagnosticamos e tratamos, mais problemas teremos nos próximos anos."
A Duração dos Lockdowns é Crucial

Os modelos desenvolvidos em parceria com epidemiologistas do Imperial College de Londres usaram dados de resposta à tuberculose de três países de alta incidência: Índia, Quênia e Ucrânia.

Eles mostraram que um lockdown global de dois meses e uma rápida recuperação nos programas de resposta podem levar a mais de 1,8 milhão de infecções adicionais por tuberculose no mundo nos próximos cinco anos e a uma previsão de 340.000 mortes.

Mas se os países falharem em reimplementar rapidamente seus testes e tratamento [para a tuberculose], os modelos mostraram que as coisas vão piorar e muito.

Por exemplo, um lockdown de três meses seguido de um período de "recuperação" de 10 meses pode levar a mais seis milhões de infecções e 1,4 milhão de mortes por tuberculose até 2025.

"A tuberculose é realmente curável com medicamentos acessíveis. Portanto, muitos esforços de controle nas últimas décadas foram realmente focados no diagnóstico de casos e o tratamento o mais rápido possível ”, disse o Dr. Nimalan Arinaminpathy, professor associado de epidemiologia matemática do Imperial College de Londres.

"Os bloqueios e outras medidas contra o Coronavírus estão afetando esses sistemas para gerenciar a tuberculose. De fato (nos modelos), levam vários anos para que esse fardo elevado da tuberculose desça novamente para níveis de antes dos lockdowns."

A Situação é Terrível

A pesquisa não analisou a comorbidade entre a tuberculose, uma infecção pulmonar aguda que deixa os pulmões dos sobreviventes comprometidos permanentemente, e o COVID-19, uma infecção viral que geralmente leva a problemas pulmonares.

Cheri Vincent, chefe da divisão de tuberculose da USAID, disse que vários estudos estão investigando como a tuberculose coloca um indivíduo em maior risco de adoecer com o COVID-19:

- "À medida que essas informações se tornam disponíveis, podemos estar olhando para uma situação muito mais terrível"
Suvunand Sahu, vice-diretor executivo da Stop TB Partnership, disse que havia uma preocupação significativa sobre os milhões de pessoas que vivem com a infecção [de tuberculose] à medida que o COVID-19 se espalha.

"Sabemos que a tuberculose cria danos nos pulmões; portanto, quando sua capacidade pulmonar é limitada, é esperado que os resultados adversos do COVID sejam naturalmente maiores", disse ele.
Créditos Autorais:
Study: COVID-19 Lockdown Risks 1.4 Million Extra TB Deaths. Breitbart. 2020.

Anne Gulland. Coronavirus lockdown could lead to nearly 1.5 million extra TB deaths, modelling study finds. The Telegraph. 2020.

Sobre o(a) Autor(a):
POLITZ
Esse é o Perfil Oficial usado pela Equipe de Redação do POLITZ para criar as nossas matérias. As reportagens assinadas individualmente possuem perfil próprio.

Como de costume, oferecemos a fonte originária de todas as informações publicadas no final de cada artigo, com exceção das fontes internas. Captamos diversas informações pelo exclusivo #AlgoritmoPOLITZ que tem um alcance mundial.

Se você gosta do nosso trabalho como mídia independente, considere nos apoiar financeiramente com qualquer valor. Lembre-se que nós não recebemos dinheiro de políticos ou empresas estatais e só funcionamos com contribuições de vocês.

Comentários

Não há comentários para mostrar.

Conteúdo da Série

Estudo Científico: Mortalidade chega à 0,1% A Estratégia da Suécia Vem Mostrando Efetividade OMS afirma a Suécia tem "modelo a ser seguido" Governador de NY se diz chocado: 66% das pessoas internadas pelo vírus chinês estavam em casa, em quarentena. Segundo estudo, Lockdowns contra o Coronavírus causaram milhões de mortes no mundo Estudo científico: Lockdowns/quarentenas não apresentam benefícios contra a pandemia Estudo: 88% dos pacientes internados pelo Coronavírus em Nova York tinham ao menos 2 doenças preexistentes. Outro Prêmio Nobel Critica Previsões e Dispensa Interferência Governamental Sinais de Intervenção Humana No Vírus Chinês Lockdowns Não Provaram Sua Efetividade Nem Comprovações Científicas ou Empíricas Stanford: Vírus Chinês é Menos Mortal que a Gripe Comum E o Ganhador Nobel Está de Volta Criticando Os Lockdowns O Medo, o Pensamento de Manada e os Lockdowns Dados oficiais do CDC contrariam números divulgados por mídias Diretor da OMS Foi Membro de Um Violento Partido Comunista na Etiópia A Falha do Modelo Italiano de Isolamento/Quarentena Estudo da Alemanha: Maioria da população já está imune Os Lockdowns e Quarentenas Não Vão Parar a Pandemia Cientistas Chineses: 'Parece uma combinação de AIDS e SARS' Coronavírus pode ser arma biológica da China Ganhador de Prêmio Nobel: 'Coronavírus foi criado em laboratório e tem traços do HIV' Praga chinesa pode ter começado em setembro, segundo cientistas de Cambridge Epidemiologista Suéco: Quarentenas e Lockdowns são medidas erradas Harvard: Dados de Satélite Indicam Coronavírus Ativo Desde Outubro/2019 Governo de São Paulo erra previsões fatais em pelo menos 55% Estudo de Harvard: Mortalidade é menor do que o estimado pela OMS Brasil com menor índice de letalidade Cientista do Reino Unido erra feio em previsão de letalidade A Solução da Suécia

Informações da Publicação

Autor(a)
POLITZ
Visual.
628
Última atualização

Compartilhar

Top Bottom