Luciano Ayan, o 'mentor intelectual' preso e ligado ao confuso grupo MBL, poderá realizar acordo de delação premiada segundo fontes

O jornal Crítica Nacional, um dos grandes nomes da mídia independente no Brasil trouxe uma importante informação que pode ser conferida no link que disponibilizamos logo abaixo.

Conforme as fontes deles, o 'mentor intelectual' preso, Luciano Ayan, poderá assinar um acordo de colaboração premiada, ou popularmente conhecida como "delação premiada" com a Justiça de São Paulo.

A mídia informa que Luciano Ayan é o 'mentor intelectual' do Movimento Brasil Livre, um grupo ideologicamente confuso criado por jovens completamente alheios à realidade em que vivem. Ayan também teria sido responsável pelo documento que embasou a suposta existência de um "gabinete de ódio" dentro do Planalto em Brasília e acabou sendo preso no último dia 10 de junho pela Polícia Civil de São Paulo por suspeita de lavagem de dinheiro.

Ainda segundo a reportagem, a Justiça de São Paulo ainda prorrogou no dia 15/07 a sua prisão temporária, junto com Alessander Monaco Ferreira, outro empresário ligado ao grupo.

Caso a prisão temporária dos dois venha a vencer, eles poderão ainda ser soltos ou terem a prisão convertida em provisória, sem tempo definido.

Uma possível delação premiada de Luciano Ayan poderia afetar gravemente a vida de diversos políticos, inclusive do Movimento Brasil Livre.

A mídia Crítica Nacional promete mais informações em breve.

Estaremos acompanhando.
Fontes das Informações
Sobre o(a) Autor(a):
POLITZ
Esse é o Perfil Oficial usado pela Equipe de Redação do POLITZ para criar as nossas matérias. As reportagens assinadas individualmente possuem perfil próprio.

Como de costume, oferecemos a fonte originária de todas as informações publicadas no final de cada artigo, com exceção das fontes internas. Captamos diversas informações pelo exclusivo #AlgoritmoPOLITZ que tem um alcance mundial.

Se você gosta do nosso trabalho como mídia independente, considere nos apoiar financeiramente com qualquer valor. Lembre-se que nós não recebemos dinheiro de políticos ou empresas estatais e só funcionamos com contribuições de vocês.

Comentários

Não há comentários para mostrar.

Informações da Publicação

Autor(a)
POLITZ
Visual.
608
Última atualização

Compartilhar

Top Bottom