Mais de 1700 mísseis disparados pelos terroristas do Hamas na Palestina e militares de Israel confirmam que ao menos 3 foram disparados do Líbano

Dados da Imagem
Imagem do prédio atacado pelas forças de Israel, ligados aos escritórios dos terroristas do Hamas (Reprodução / Mohammed Salem / Reuters).

Mais de 1700 mísseis disparados pelos terroristas do Hamas na Palestina e militares de Israel confirmam que ao menos 3 foram disparados do Líbano​


O POLITZ na tentativa de trazer as informações mais atualizadas possíveis e confiáveis sobre o conflito que ocorre agora no Oriente Médio, em especial, a Palestina e Israel, veio com duas fontes primárias internacionais para falar sobre esse assunto. Ambas podem ser conferidas nos links após a nossa publicação.

Conforme fontes militares de Israel, diversas mídias internacionais estão confirmando que mísseis contra o país foram disparados diretamente do Líbano, caindo em território marítimo, sem causar danos ou vítimas. Há um conflito entre as fontes afirmando que podem ser 3 ou 4 mísseis até o presente momento.

É possível considerar como grave essa situação, se ficar comprovado que o Líbano também entrou em uma investida contra Israel, aumentando as tensões da região, ou se foram apenas terroristas do Hamas que também estão no local que fizeram esses disparos.

A pergunta que fica é: por qual motivo o Líbano permitiu que isso acontecesse e se partiu deles, com certeza é uma provocação de guerra.

Em um segundo momento, registramos que mais de mil projéteis, entre mísseis, foguetes e bombas foram disparadas pelo grupo terrorista islâmico Hamas, abrigado amplamente em território palestino, contra o estado soberano de Israel.

As autoridades de Gaza afirmam que pelo menos 83 pessoas foram mortas no contra-ataque de Israel e pelo menos 17 menores de idade, mas é impossível confirmar a veracidade dessas informações já que se trata de um grupo terrorista que controla a região.

Também noticiamos que Israel realizou diversas investidas como represália aos ataques terroristas, tendo como alvos quartéis generais dos terroristas do Hamas (imagem da capa da reportagem), destruindo inclusive o Banco Islâmico operado pelo grupo e o Ministério das Finanças dos terroristas palestinos.

Israel também informou publicamente que liberou tropas militares na região em caso de escalonamento do conflito, declarando ainda que mais de 1.750 mísseis foram disparados pelos terroristas do Hamas em território israelense, colocando em risco mais de meio milhão de civis inocentes. Já foram 7 mortos, incluindo um militar, um pai de família e sua própria filha.

Por enquanto, são essas as informações mais atualizadas que temos.

No nosso
Twitter e em nosso Instagram estamos trazendo coberturas ao vivo na medida em que novos fatos surgem, inclusive com fotos, vídeos e outros. Acompanhem de perto para não perder nada e se livrar do monopólio e da manipulação da velha mídia.


Gosta do Nosso Trabalho?
O POLITZ é uma mídia livre, independente e que não recebe qualquer dinheiro público ou político/partidário e é mantida apenas por propagandas e assinaturas dos(as) nossos(as) leitores. Se você gosta do nosso trabalho, considere nos ajudar, desabilitando bloqueadores de propaganda e fazendo uma assinatura de qualquer valor.
Clique aqui para ser direcionado ao nosso Apoia.se

Nota Legal: Nossas publicação são necessariamente baseadas em fontes originárias/primárias/secundárias e são sempre citadas com os devidos links para conferência e verificação à informação, em respeito à responsabilidade solidária na via de dupla checagem dos fatos pelo POLITZ e pelo(a) próprio(a) leitor(a). Repudiamos as chamadas fake news, falsas narrativas e manipulações via desinformação propagadas pelas mídias tradicionais, criando mecanismos duplos para o fact checking.
Opiniões são diferentes de fatos publicados e noticiados e podem não representar necessariamente o posicionamento do POLITZ na qual exerce e defende incondicionalmente o direito à liberdade de expressão, livre manifestação de pensamento, de posicionamento político e religioso (Constituição Federal de 1988, art. 5º, incisos IV, VI, IX, XIX. - Pacto de San José da Costa Rica. Decreto n. 678/1992. arts. 12 e 13. - Declaração Universal dos Direitos Humanos, arts. 18 e 19 e outras legislações nacionais ou internacionais aplicáveis, especialmente nas quais a República Federativa do Brasil é signatária).
Créditos sempre devidos para todos os(as) autores(as), incluindo imagens de capa e do corpo, ilustrações e outras. Em caso de erro, correção, sugestão, violação de direitos autorais, utilize o botão "Denunciar", o formulário de "Contato" ou deixe um comentário. Tais solicitações são tratadas com prioridade.
Fontes das Informações
Sobre o(a) Autor(a):
POLITZ
Esse é o Perfil Oficial usado pela Equipe de Redação do POLITZ para criar as nossas matérias. As reportagens assinadas individualmente possuem perfil próprio.

Como de costume, oferecemos a fonte originária de todas as informações publicadas no final de cada artigo, com exceção das fontes internas. Captamos diversas informações pelo exclusivo #AlgoritmoPOLITZ que tem um alcance mundial.

Se você gosta do nosso trabalho como mídia independente, considere nos apoiar financeiramente com qualquer valor. Lembre-se que nós não recebemos dinheiro de políticos ou empresas estatais e só funcionamos com contribuições de vocês.

Comentários

Não há comentários para mostrar.

Informações da Publicação

Autor(a)
POLITZ
Visual.
220
Última atualização

Compartilhar

Top Bottom