Médico designado na Noruega para investigar, afirma ter encontrado um elo entre a Vacina de Oxford/AstreZeneca e os casos de trombose e coágulos

Dados da Imagem
Pål Andre Holme, o médico que supostamente descobriu a ligação (Reprodução / Zero Hedge).

Médico designado na Noruega para investigar, afirma ter encontrado um elo entre a Vacina de Oxford/AstreZeneca e os casos de trombose e coágulos​


O POLITZ como sempre vem acompanhando de perto situações que envolvem grandes interesses da sociedade e novamente, viemos com um artigo da mídia independente ZeroHedge, uma das mais acessadas dos Estados Unidos.

Ontem publicamos um artigo em que o órgão regulamentador da União Europeia afirmou que não existia nenhum tipo de conexão entre os casos de coágulos e tromboses por conta da Vacina de Oxford/AstraZeneca:


Conforme publicado pela fonte primária, um médico designado pelo governo da Noruega, com alta experiência, foi escalado para investigar os casos de trombose e coágulos sanguíneos, aparentemente ligado à Vacina de Oxford/AstraZeneca. O médico senior e professor, Pål Andre Holme, afirmou para um jornal do país nessa quinta-feira, horas depois das declarações da agência europeia, que está para lançar um estudo, muito mais abrangente e preciso que os estudos iniciais sobre as vacinas, que ele tem uma nova teoria que explica o motivo pelo qual os casos de trombose e coágulos sanguíneos estão aparecendo e infelizmente, estão ligados ao imunizante, pois ela causa um "gatilho" para tais reações adversas.

"A razão para a condição de nossos pacientes foi descoberta", anunciou hoje o médico-chefe e professor Pål Andre Holme ao jornal norueguês VG.

Ele liderou o trabalho para descobrir por que três profissionais de saúde com menos de 50 anos foram hospitalizados com graves coágulos sanguíneos e baixos níveis de plaquetas depois de terem tomado a vacina contra o COVID-19 de Oxford/AstraZeneca. Um dos profissionais de saúde morreu nessa última segunda-feira.

Os especialistas trabalharam na teoria de que foi na verdade a vacina que desencadeou uma resposta imune inesperada e poderosa - uma teoria que eles agora acreditam ter confirmado.

"Nossa teoria de que esta é uma resposta imunológica poderosa que provavelmente foi causada pela vacina. Em colaboração com especialistas na área do Hospital Universitário do Norte da Noruega HF, encontramos anticorpos específicos contra as plaquetas sanguíneas que podem causar estes reações, e que conhecemos de outras áreas da medicina, mas depois com os medicamentos como a causa da reação" explica o médico-chefe.

Embora reconhecesse que a teoria era apenas isso - uma teoria, Holme insistiu que nada mais poderia ter desencadeado uma resposta imunológica tão intensa em todos os três pacientes. A vacina era o único fator comum.

Quando solicitado a esclarecer por que ele diz "mais provável" na citação, Holme responde com confiança que a razão para esses raros casos de coágulos sanguíneos foi encontrada.

"Temos o motivo. Nada além da vacina pode explicar por que esses indivíduos tiveram essa resposta imunológica", afirma.

O jornal também pergunta como Holme pode saber que a resposta imunológica não é causada por outra coisa que não a vacina:

"Não há nada na história do paciente desses indivíduos que possa dar uma resposta imunológica tão poderosa. Estou confiante de que os anticorpos [da vacina] que encontramos são a causa, e não vejo outra explicação além de ser a vacina que a desencadeou". ele responde.

Na tentativa de explicar aos leitores por que eles deveriam se importar, Holme concluiu:

"Estamos falando sobre pessoas relativamente jovens que ficaram muito doentes aqui e morreram, que provavelmente não teriam um caso tão sério de COVID-19."

Notavelmente, a Agência Norueguesa de Medicamentos não deseja comentar as conclusões do Hospital Universitário de Oslo: "Temos que olhar os resultados primeiro, não quero comentar sobre isso agora", disse o Diretor Médico Steinar Madsen em um comunicado para a Agência Norueguesa de Notícias.

Mais de 2 dúzias de casos de coágulos sanguíneos raros foram relatados, autoridades locais apontaram para uma ligação potencial entre pacientes com contagem baixa de plaquetas no sangue. Ainda assim, após cerca de 10 milhões de doses, o número de incidentes confirmados de coágulos sanguíneos é pouco mais de 25. Comparando ao total, são chances realmente muito baixas.

Para aqueles que estão confusos sobre a natureza do problema, o Dr. John Weiner analisa: "O problema, como Holme explicou, é um tipo específico de coágulo perigoso que ocorreu."



Não que a abordagem da "abundância de cautela" não seja necessária, pelo contrário. Depois do que aconteceu no ano passado, quando as Big Techs censuraram qualquer pessoa que falava contra as narrativas oficiais sobre o vírus chinês (Coronavírus/Covid-19) ou em máscaras e lockdowns, nos perguntamos quando o Twitter e o Facebook irão censurar o médico norueguês Holme. Notavelmente, parece que a imprensa internacional aparentemente deixou para lá a história, apesar de mais relatos de coágulos de sangue surgindo na quinta-feira de manhã, enquanto aguardamos o relatório da EMA, a agência reguladora europeia.


Gosta do Nosso Trabalho?
O POLITZ é uma mídia livre, independente e que não recebe qualquer dinheiro público ou político/partidário e é mantida apenas por propagandas e assinaturas dos(as) nossos(as) leitores. Se você gosta do nosso trabalho, considere nos ajudar, desabilitando bloqueadores de propaganda e fazendo uma assinatura de qualquer valor.
Clique aqui para ser direcionado ao nosso Apoia.se

Nota Legal: Nossas publicação são necessariamente baseadas em fontes originárias/primárias/secundárias e são sempre citadas com os devidos links para conferência e verificação à informação, em respeito à responsabilidade solidária na via de dupla checagem dos fatos pelo POLITZ e pelo(a) próprio(a) leitor(a). Repudiamos as chamadas fake news, falsas narrativas e manipulações via desinformação propagadas pelas mídias tradicionais, criando mecanismos duplos para o fact checking.
Opiniões são diferentes de fatos publicados e noticiados e podem não representar necessariamente o posicionamento do POLITZ na qual exerce e defende incondicionalmente o direito à liberdade de expressão, livre manifestação de pensamento, de posicionamento político e religioso (Constituição Federal de 1988, art. 5º, incisos IV, VI, IX, XIX. - Pacto de San José da Costa Rica. Decreto n. 678/1992. arts. 12 e 13. - Declaração Universal dos Direitos Humanos, arts. 18 e 19 e outras legislações nacionais ou internacionais aplicáveis, especialmente nas quais a República Federativa do Brasil é signatária).
Créditos sempre devidos para todos os(as) autores(as), incluindo imagens de capa e do corpo, ilustrações e outras. Em caso de erro, correção, sugestão, violação de direitos autorais, utilize o botão "Denunciar", o formulário de "Contato" ou deixe um comentário. Tais solicitações são tratadas com prioridade.
Fontes das Informações
Sobre o(a) Autor(a):
POLITZ
Esse é o Perfil Oficial usado pela Equipe de Redação do POLITZ para criar as nossas matérias. As reportagens assinadas individualmente possuem perfil próprio.

Como de costume, oferecemos a fonte originária de todas as informações publicadas no final de cada artigo, com exceção das fontes internas. Captamos diversas informações pelo exclusivo #AlgoritmoPOLITZ que tem um alcance mundial.

Se você gosta do nosso trabalho como mídia independente, considere nos apoiar financeiramente com qualquer valor. Lembre-se que nós não recebemos dinheiro de políticos ou empresas estatais e só funcionamos com contribuições de vocês.

Comentários

Não há comentários para mostrar.

Informações da Publicação

Autor(a)
POLITZ
Visual.
419
Última atualização

Compartilhar

Top Bottom