Membro de organização da extrema-esquerda Black Lives Matter/Antifa que participou da invasão ao Capitólio americano é identificado e preso

Dados da Imagem
John Earle Sullivan, o membro da extrema-esquerda BLM e a sua foto pública (Delegacia do Condado de Utah).

Membro de organização da extrema-esquerda Black Lives Matter que participou da invasão ao Capitólio americano é identificado e preso​


Há crescentes suspeitas que o ato de invasão ao Capitólio americano ocorrido no último dia 6 de janeiro tenha sido organizado semanas atrás por grupos ligados à extrema-esquerda americana, como os famigerados Antifas e os tais Black Lives Matter que recentemente quebraram o país em protestos recheados de violência, incêndios, dedo no ** e gritaria.

Um escritor americano, conhecido por ter alguns best sellers em seu catálogo, George Papadopoulos denunciou recentemente este fato:


As evidências começam a realmente aparecer.

Conforme informa a nossa fonte primária, um jornal que consideramos de altíssima confiança, o The Epoch Times, anunciou há poucos minutos que um membro ligado ao grupo de extrema-esquerda Black Lives Matter foi preso, acusado de ter invadido o Capitólio americano, segundo o próprio Departamento de Justiça dos estados Unidos.

Um novo processo judicial diz que John Earle Sullivan, 26 aninhos, disse a agentes do FBI na semana passada que ele estava no Capitólio quando a invasão aconteceu. Ele disse que entrou por uma janela que havia sido quebrada. Ele também disse que estava presente quando Ashli Babbitt, uma veterana da Força Aérea americana foi morta a tiros por um oficial da Polícia do Capitólio dos EUA enquanto tentava entrar no saguão do presidente da Câmara através de uma janela.

Sullivan mostrou aos agentes algumas das imagens que capturou dentro do prédio, nas quais ele e outros entraram ilegalmente.

Vídeos mostraram Sullivan e outros rompendo uma barricada, com o homem de Utah gritando: "Há tantas pessoas. Vamos lá. Este [palavrão] é Conseguimos isso [palavrão]. Fizemos isso juntos sim! Todos nós fazemos parte desta história. Vamos queimar este [palavrão]."

Mais tarde, ele foi ouvido encorajando os manifestantes a escalar uma parede para chegar à entrada do Capitólio e foi visto entrando no prédio.

Durante uma conversa com outras pessoas dentro de Casa Legislativa, Sullivan disse: "Precisamos queimar essa [porr*]."

Em outros momentos ele disse coisas como "é a nossa Casa porr*!"

Sullivan disse aos oficiais da Polícia do Capitólio dos EUA que se retirassem para que não se machucassem, de acordo com os documentos do Tribunal.

Ele se juntou à multidão tentando abrir as portas para outra parte do Capitólio, dizendo às pessoas "Ei pessoal, eu tenho uma faca" e pedindo que o deixassem chegar à frente. Ele não conseguiu chegar até as portas. Mais tarde, ele tentou fazer com que os policiais que guardavam o lobby do House Speaker fossem para casa, dizendo-lhes: "Cara, eu vi pessoas lá fora se machucarem."
1610680612987.png

Imagens da invasão ao Capitólio americano (Saul Loeb / AFP / Getty Images)

Sullivan falou com uma série de mídias tradicionais após a invasão, recebendo uma estranha atenção de canais como a CNN e ABC, ambas fortemente ligadas à tendências ideológicas esquerdistas.

Para a fonte originária, ele afirmou que tomou medidas para se misturar com a multidão para que não "levasse uma surra". Ele disse que é conhecido na comunidade ativista como membro do grupo de extrema esquerda anarco-comunista Antifa. Ele negou ser membro da rede.

Ele também afirmou que sabia dos planos para invadir o Capítólio e que os viu em "chats undergrounds da deep web e coisas assim". Ele postou informações sobre os planos em suas redes sociais, mas não informou às autoridades. "Eu não sou um delator", disse ele.

Sullivan postou em apoio ao Black Lives Matter. Ele lidera um grupo chamado Insurgence USA, que afirma ter sido fundado após a morte de George Floyd.

Sullivan já foi acusado de distúrbios e atos criminosos em Provo, Utah, com base em suas atividades em torno de um protesto no ano passado em que uma pessoa foi baleada e ferida.

Sullivan foi acusado esta semana de entrada ilegal, conduta desordeira e tentativa de obstrução da aplicação da lei. Ele pode pegar pena de prisão se for condenado.​

Gosta do Nosso Trabalho?
O POLITZ é uma mídia livre, independente e que não recebe qualquer dinheiro público ou político/partidário e é mantida apenas por propagandas e assinaturas dos(as) nossos(as) leitores. Se você gosta do nosso trabalho, considere nos ajudar, desabilitando bloqueadores de propaganda e fazendo uma assinatura de qualquer valor.
Clique aqui para ser direcionado ao nosso Apoia.se

Nota Legal: Nossas publicação são necessariamente baseadas em fontes originárias/primárias/secundárias e são sempre citadas com os devidos links para conferência e verificação à informação, em respeito à responsabilidade solidária na via de dupla checagem dos fatos pelo POLITZ e pelo(a) próprio(a) leitor(a). Repudiamos as chamadas fake news, falsas narrativas e manipulações via desinformação propagadas pelas mídias tradicionais, criando mecanismos duplos para o fact checking.
Opiniões são diferentes de fatos publicados e noticiados e podem não representar necessariamente o posicionamento do POLITZ na qual exerce e defende incondicionalmente o direito à liberdade de expressão, livre manifestação de pensamento, de posicionamento político e religioso (Constituição Federal de 1988, art. 5º, incisos IV, VI, IX, XIX. - Pacto de San José da Costa Rica. Decreto n. 678/1992. arts. 12 e 13. - Declaração Universal dos Direitos Humanos, arts. 18 e 19 e outras legislações nacionais ou internacionais aplicáveis, especialmente nas quais a República Federativa do Brasil é signatária).
Créditos sempre devidos para todos os(as) autores(as), incluindo imagens de capa e do corpo, ilustrações e outras. Em caso de erro, correção, sugestão, violação de direitos autorais, utilize o botão "Denunciar", o formulário de "Contato" ou deixe um comentário. Tais solicitações são tratadas com prioridade.
Fontes das Informações
Sobre o(a) Autor(a):
POLITZ
Esse é o Perfil Oficial usado pela Equipe de Redação do POLITZ para criar as nossas matérias. As reportagens assinadas individualmente possuem perfil próprio.

Como de costume, oferecemos a fonte originária de todas as informações publicadas no final de cada artigo, com exceção das fontes internas. Captamos diversas informações pelo exclusivo #AlgoritmoPOLITZ que tem um alcance mundial.

Se você gosta do nosso trabalho como mídia independente, considere nos apoiar financeiramente com qualquer valor. Lembre-se que nós não recebemos dinheiro de políticos ou empresas estatais e só funcionamos com contribuições de vocês.

Comentários

Não há comentários para mostrar.

Informações da Publicação

Autor(a)
POLITZ
Visual.
380
Última atualização

Compartilhar

Top Bottom