MINISTÉRIO DA AGRICULTURA FAZ ALERTA CONTRA SEMENTES CHINESAS: NÃO PLANTEM, NÃO JOGUEM NO LIXO E NÃO DESCARTEM! ENTREGUEM PARA AS AUTORIDADES!

O Ministério da Agricultura comandado magistralmente pela Ministra Tereza Cristina fez um alerta ontem que pode ter passado despercebido pela maioria dos brasileiros que não acessam as redes sociais, ou pelo menos não utilizam como forma de acompanhar informações importantes relativas ao nosso país.

Como todos nós estamos sabendo, o POLITZ vem realizando a cobertura do caso das sementes misteriosas vindas da China comunista, onde diversos moradores em diversos países estão recebendo, de forma não solicitada, sementes não identificadas. Casos já foram registrados nos Estados Unidos e até no Brasil, com registro de pelo menos 5 estados que já receberam.

De qualquer forma, a recomendação do Ministério da Saúde em resumo é: não plantem, não joguem no lixo e não descartem. Entreguem para as autoridades locais.

Em uma reflexão geopolítica, o POLITZ ainda não entendeu qual é a estratégia da China comunista em relação ao envio dessas sementes. Guerra biológica? Implantação forçada de espécie biológica desconhecida? Introduzir pragas? Doenças? Algum tipo de arma biológica? Não sabemos dizer. Mas tudo que vem da China somos os primeiros a desconfiar com todas as razões possíveis.

Confira a série de tweets que o Ministério da Agricultura postou sobre o assunto:


Em texto:

#Notícia | #DefesaAgropecuária
O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) reforça aos cidadãos brasileiros para que tenham cuidado e não abram encomendas recebidas pelos correios de pacotes de sementes não solicitadas.

O alerta vale para recebimento de sementes que cheguem do exterior de qualquer país e não somente da China, como vem sendo divulgado.

A importação de vegetais sem autorização pode introduzir pragas ou doenças que não existem ou estão erradicadas no país, além de causar prejuízos econômicos.

Para evitar o risco fitossanitário, o Mapa atua no controle do e-commerce internacional com equipe dedicada a fiscalizar e impedir a entrada de material sem importação autorizada no país.

Caso o cidadão venha a receber em casa sementes provenientes do exterior, o Ministério orienta a entrega do material para uma das unidades do Mapa em seu estado ou órgão estadual de defesa.

O pacote não deve ser aberto ou descartado no lixo, a fim de evitar o contato das sementes com solo e prejuízos para as áreas agrícolas e o meio ambiente.

A orientação também vale para o cidadão que recebeu e plantou as sementes. Neste caso, entre em contato com o Mapa ou o órgão estadual de defesa para agendar o recolhimento do material.

Cabe ressaltar que, ao entregar as sementes adquiridas ou recebidas de remetentes desconhecidos, o cidadão não estará sujeito a penalidades. O mesmo vale para cidadãos que porventura tenha efetuado o plantio.

Também não é necessário a identificação no momento da entrega do material, porém é importante o relato se realizou a compra, se recebeu de remetente desconhecido ou se a remessa veio junto com outra compra realizada em site do exterior.

O #MapaBrasil reforça para os riscos de se adquirir sementes de origem para os quais o Brasil ainda não tenha estabelecido os requisitos fitossanitários e que não estejam amparado pela certificação fitossanitária emitida pela autoridade fitossanitária do país exportador.

A lista de produtos com importação autorizada está disponível para livre consulta no endereço eletrônico:





Links importantes:

Sobre o(a) Autor(a):
POLITZ
Esse é o Perfil Oficial usado pela Equipe de Redação do POLITZ para criar as nossas matérias. As reportagens assinadas individualmente possuem perfil próprio.

Como de costume, oferecemos a fonte originária de todas as informações publicadas no final de cada artigo, com exceção das fontes internas. Captamos diversas informações pelo exclusivo #AlgoritmoPOLITZ que tem um alcance mundial.

Se você gosta do nosso trabalho como mídia independente, considere nos apoiar financeiramente com qualquer valor. Lembre-se que nós não recebemos dinheiro de políticos ou empresas estatais e só funcionamos com contribuições de vocês.

Comentários

Não há comentários para mostrar.

Informações da Publicação

Autor(a)
POLITZ
Visual.
781
Última atualização

Compartilhar

Top Bottom