Ministério Público pede novo arquivamento do caso Flávio Bolsonaro e Justiça do Rio envia para a Câmara de Revisão do MPF

Conforme publicado pelas fontes originárias (elencadas abaixo), o Ministério Público pediu um novo arquivamento do inquérito eleitoral do caso de Flávio Bolsonaro, que apura uma suposta lavagem de dinheiro e falsidade ideológica eleitoral quando declarou seus bens para a Justiça Eleitoral.

O juiz Flávio Itabaiana, da 204ª Zona Eleitoral (Santo Cristo), no Rio de Janeiro, discordou do novo pedido e encaminhou os autos no dia 3 de junho para análise da 2ª Câmara de Coordenação e Revisão do Ministério Público Federal, que dará a palavra final se o caso prosseguirá ou não.

Normalmente, um pedido de arquivamento de caso pelo próprio Ministério Público indica que não há indícios, provas ou materialidade das acusações, o que favorece o Senador Flávio Bolsonaro, que vem sendo investigado agressivamente pelo Poder Público nos últimos meses.

No começo do mês de maio, o Promotor Alexandre Themístocles, titular do MP-RJ, discordou do relatório da Polícia Federal que pedia o arquivamento da investigação. Posteriormente, no fim do mês passado, o Promotor acabou optando pelo arquivamento do caso.

Conforme publicado pela fonte originária:

Em março, a Polícia Federal, que participou das investigações, enviou à Justiça um relatório defendendo o arquivamento do caso. No início de maio, o promotor Alexandre Themístocles, titular do MP-RJ junto à 204ª Zona Eleitoral, discordou desse relatório, defendendo o prosseguimento das investigações e solicitando o apoio do Grupo de Atuação Especializada no Combate à Corrupção (Gaecc) do MP-RJ, cujos promotores atuam no caso das suspeitas de “rachadinha” no antigo gabinete de Flávio na Alerj.

No fim do mês passado, porém, Themístocles reviu posição, pedindo o arquivamento do caso. Procurado, o MP não retornou. Com a decisão do juiz Itabaiana, o arquivamento será analisado na 2ª Câmara Criminal do MPF, que decidirá se ele deve prosseguir ou não. Caso a 2ª Câmara decida pela continuidade das investigações, o processo retornará ao MP do Rio.
Fontes das Informações

Sobre o(a) Autor(a):
POLITZ
Esse é o Perfil Oficial usado pela Equipe de Redação do POLITZ para criar as nossas matérias. As reportagens assinadas individualmente possuem perfil próprio.

Como de costume, oferecemos a fonte originária de todas as informações publicadas no final de cada artigo, com exceção das fontes internas. Captamos diversas informações pelo exclusivo #AlgoritmoPOLITZ que tem um alcance mundial.

Se você gosta do nosso trabalho como mídia independente, considere nos apoiar financeiramente com qualquer valor. Lembre-se que nós não recebemos dinheiro de políticos ou empresas estatais e só funcionamos com contribuições de vocês.

Comentários

Não há comentários para mostrar.

Informações da Publicação

Autor(a)
POLITZ
Visual.
279
Última atualização

Compartilhar

Top Bottom