Ministro Fachin em julgamento no TSE aponta indícios de Caixa 2 na campanha de Davi Alcolumbre

Dados da Imagem
Ministro Fachin em julgamento no TSE (Reprodução / TV Justiça / YouTube).

Ministro Fachin em julgamento no TSE aponta indícios de Caixa 2 na campanha de Davi Alcolumbre​


Em recente julgamento no Tribunal Superior Eleitoral, o Ministro Edson Fachin, relator de três recursos processuais da campanha do ex-presidente do Senado, Davi Alcolumbre, afirmou que as evidências nos autos processuais indicam a prática de Caixa 2.

O Ministro afirmou:

- "Depreendo dos autos o desenvolvimento de uma cruzada eleitoral que em algumas oportunidades adentra o espaço do limbo contábil, mediante o recurso a fraudes que dificultam o seu adequado escrutínio"

Segundo a fonte originária, as contas da campanha estão "manchadas" com "notas fiscais inidôneas, escrituração inconsistente, contratação de fornecedor sem capacidade técnica, depósito de cheque para pagamento de serviços na conta pessoal do tesoureiro da campanha".

Fachin acredita que isso "identifica, na jurisprudência deste TSE, a prática de Caixa 2".

Esses recursos foram interpostos contra decisões do Tribunal Regional Estadual do estado do Amapá, de onde saiu o nosso "querido" ex-presidente do Senado, que negou em 2016 a cassação do mandato de Alcolumbre.



Gosta do Nosso Trabalho?
O POLITZ é uma mídia livre, independente e que não recebe qualquer dinheiro público ou político/partidário e é mantida apenas por propagandas e assinaturas dos(as) nossos(as) leitores. Se você gosta do nosso trabalho, considere nos ajudar, desabilitando bloqueadores de propaganda e fazendo uma assinatura de qualquer valor.
Clique aqui para ser direcionado ao nosso Apoia.se

Nota Legal: Nossas publicação são necessariamente baseadas em fontes originárias/primárias/secundárias e são sempre citadas com os devidos links para conferência e verificação à informação, em respeito à responsabilidade solidária na via de dupla checagem dos fatos pelo POLITZ e pelo(a) próprio(a) leitor(a). Repudiamos as chamadas fake news, falsas narrativas e manipulações via desinformação propagadas pelas mídias tradicionais, criando mecanismos duplos para o fact checking.
Opiniões são diferentes de fatos publicados e noticiados e podem não representar necessariamente o posicionamento do POLITZ na qual exerce e defende incondicionalmente o direito à liberdade de expressão, livre manifestação de pensamento, de posicionamento político e religioso (Constituição Federal de 1988, art. 5º, incisos IV, VI, IX, XIX. - Pacto de San José da Costa Rica. Decreto n. 678/1992. arts. 12 e 13. - Declaração Universal dos Direitos Humanos, arts. 18 e 19 e outras legislações nacionais ou internacionais aplicáveis, especialmente nas quais a República Federativa do Brasil é signatária).
Créditos sempre devidos para todos os(as) autores(as), incluindo imagens de capa e do corpo, ilustrações e outras. Em caso de erro, correção, sugestão, violação de direitos autorais, utilize o botão "Denunciar", o formulário de "Contato" ou deixe um comentário. Tais solicitações são tratadas com prioridade.
Fontes das Informações
Sobre o(a) Autor(a):
POLITZ
Esse é o Perfil Oficial usado pela Equipe de Redação do POLITZ para criar as nossas matérias. As reportagens assinadas individualmente possuem perfil próprio.

Como de costume, oferecemos a fonte originária de todas as informações publicadas no final de cada artigo, com exceção das fontes internas. Captamos diversas informações pelo exclusivo #AlgoritmoPOLITZ que tem um alcance mundial.

Se você gosta do nosso trabalho como mídia independente, considere nos apoiar financeiramente com qualquer valor. Lembre-se que nós não recebemos dinheiro de políticos ou empresas estatais e só funcionamos com contribuições de vocês.

Comentários

Não há comentários para mostrar.

Informações da Publicação

Autor(a)
POLITZ
Visual.
195
Última atualização

Compartilhar

Top Bottom