Ministro Fachin nega pedido do ex-presidiário Lula da Silva para suspender o julgamento do Caso Tríplex

Lula não vem dando sorte com o judiciário, mesmo com Sergio Moro sendo bombardeado por todos os lados e em completo ostracismo perante ao público.

Dessa vez, na última quarta (30), Edson Fachin, ministro do Supremo Tribunal Federal negou o pedido de habeas corpus, um remédio constitucional que não tem o mínimo cabimento para enfrentar esse tipo de situação, feito pela defesa desastrada do ex-presidiário Lula da Silva para desesperadamente tentar suspender o andamento do processo no Caso Tríplex em Guarujá (SP).

A intenção era tentar parar o processo que esta andando no próprio Superior Tribunal De Justiça, até que o STF julgue a suposta 'suspeição' do ex-juiz Sergio Moro, mesmo tendo a condenação sido confirmada pela segunda instância, por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

O processo sobre a suspeição está parado desde 2018, quando o ministro Gilmar Mendes, do STF, pediu vista. Já o feito contra a força-tarefa de Curitiba ainda não começou a ser analisado pelo Supremo.

Fachin diz que "o deferimento de liminar em habeas corpus constitui medida excepcional por sua própria natureza, que somente se impõe quando a situação demonstrada nos autos representa manifesto constrangimento ilegal, o que, nesta sede de cognição, não se confirma".

"Sendo assim, prima facie, não verifico ilegalidade evidente, razão pela qual, sem prejuízo de ulterior reapreciação da matéria no julgamento final do presente habeas corpus, indefiro a liminar", completa.

O Ministro pediu ainda manifestação da Procuradoria Geral da República em um prazo de 5 dias.

É possível ler a decisão na íntegra, clicando aqui.
Fontes das Informações
Sobre o(a) Autor(a):
POLITZ
Esse é o Perfil Oficial usado pela Equipe de Redação do POLITZ para criar as nossas matérias. As reportagens assinadas individualmente possuem perfil próprio.

Como de costume, oferecemos a fonte originária de todas as informações publicadas no final de cada artigo, com exceção das fontes internas. Captamos diversas informações pelo exclusivo #AlgoritmoPOLITZ que tem um alcance mundial.

Se você gosta do nosso trabalho como mídia independente, considere nos apoiar financeiramente com qualquer valor. Lembre-se que nós não recebemos dinheiro de políticos ou empresas estatais e só funcionamos com contribuições de vocês.

Comentários

Não há comentários para mostrar.

Informações da Publicação

Autor(a)
POLITZ
Visual.
307
Última atualização

Compartilhar

Top Bottom