Ministro Fachin, que já apoiou publicamente o MST no passado, determina retirada da Força Nacional da Bahia atendendo aos pedidos do governador do PT

A notícia começa com um pequeno lembrete, que o Ministro Edson Fachin, em 2008, assinou uma nota de apoio público ao movimento de extrema-esquerda, MST (Movimento dos Trabalhadores Sem Terra), amplamente apoiado pela esquerda e o establishment político brasileiro. Quando se tornou Ministro, ele negou em sabatina publicamente que teria advogado para o movimento. Informações errôneas falam que Fachin advogou para o grupo, o que não é verdade, segundo apurações do POLITZ e das mídias tradicionais.

De qualquer forma, todas as informações podem ser checadas nos links das fontes primárias que disponibilizamos.

Assim, o Ministro atendeu um pedido do governador petista da Bahia, Rui Costa, e determinou na última quinta que a União retire a Força Nacional de Segurança dos municípios de Mucuri e Prado, no sul do Estado.

Segundo a reportagem da fonte originária, o Ministério da Justiça e Segurança Pública teria enviado agentes para apoiar os trabalhos do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), tendo apontado "operações criminosas nos assentamentos" do grupo extremista.

A Justiça teria determinado a reintegração de posse por uma alegação do Incra de que os invasores estariam de forma irregular na área, impedindo a atuação dos servidores.

A decisão de Fachin argumentou que a Força Nacional deveria agir "nas atividades e nos serviços imprescindíveis à preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio, em caráter episódico e planejado". O governo petista sustenta que os agentes só poderiam ser empregados no local mediante solicitação ao chefe do Executivo estadual.

Obviamente a decisão do Ministro vai beneficiar apenas um grupo: o Movimento dos Trabalhadores Sem Terra.
Fontes das Informações

Sobre o(a) Autor(a):
POLITZ
Esse é o Perfil Oficial usado pela Equipe de Redação do POLITZ para criar as nossas matérias. As reportagens assinadas individualmente possuem perfil próprio.

Como de costume, oferecemos a fonte originária de todas as informações publicadas no final de cada artigo, com exceção das fontes internas. Captamos diversas informações pelo exclusivo #AlgoritmoPOLITZ que tem um alcance mundial.

Se você gosta do nosso trabalho como mídia independente, considere nos apoiar financeiramente com qualquer valor. Lembre-se que nós não recebemos dinheiro de políticos ou empresas estatais e só funcionamos com contribuições de vocês.

Comentários

Não há comentários para mostrar.

Informações da Publicação

Autor(a)
POLITZ
Visual.
391
Última atualização

Compartilhar

Top Bottom