Nada bom: Em sabatina, Kassio Nunes, provável novo Ministro do STF, defende Ministério da Verdade: "Estado brasileiro deve inibir fake news"

Durante a sabatina de Kassio Nunes, provável futuro Ministro do Supremo Tribunal Federal que ocupará a vaga deixada por Celso de Mello, foi questionado obviamente por nada mais e nada menos que Ângelo Coronel, o presidente da finada CPMI das Fake News, que basicamente foi utilizada para tentar pressionar aliados políticos e civis do Presidente Jair Bolsonaro, sem entregar nenhum tipo de resultado concreto.

Ao ser questionado sobre a questão das fake news, Kassio Nunes afirmou claramente que o Estado brasileiro deve ser o responsável por 'inibir' as notícias falsas e que caberia apenas ao Poder Judiciário a "aferição desses conteúdos".

- "Concordo com vossa excelência quando diz que devemos, não o Poder Judiciário, mas o Estado brasileiro, inibir a fake news. A preocupação que deve ter o Judiciário é na aferição desses conteúdos"


A narrativa de fake news, um novo problema da Democracia inventado pelo establishment desesperado pelo controle da sociedade virou o mais novo inimigo público número um.

O POLITZ, como fã dos direitos e liberdades individuais e do verdadeiro direito à total liberdade de expressão, além de ser fã de George Orwell e suas obras, se preocupa e MUITO quando algum político ou alguém que provavelmente ocupará uma cadeira no Supremo Tribunal Federal começa a defender que o Estado comece a intervir na vida dos cidadãos para definir o que é verdade ou não. A consequência seguinte é definir o que você poderá falar, compartilhar e até mesmo expressar (esse direito, já bastante abalado em nosso admirável mundo novo). Depois, vem a proibição do pensamento. E enfim, teremos o verdadeiro Ministério da Verdade instaurado em nosso país, com uma bela bandeira vermelha hasteada no topo da cabeça do Grande Irmão, o tal Big Brother.
Fontes das Informações
Sobre o(a) Autor(a):
POLITZ
Esse é o Perfil Oficial usado pela Equipe de Redação do POLITZ para criar as nossas matérias. As reportagens assinadas individualmente possuem perfil próprio.

Como de costume, oferecemos a fonte originária de todas as informações publicadas no final de cada artigo, com exceção das fontes internas. Captamos diversas informações pelo exclusivo #AlgoritmoPOLITZ que tem um alcance mundial.

Se você gosta do nosso trabalho como mídia independente, considere nos apoiar financeiramente com qualquer valor. Lembre-se que nós não recebemos dinheiro de políticos ou empresas estatais e só funcionamos com contribuições de vocês.

Comentários

Não há comentários para mostrar.

Informações da Publicação

Autor(a)
POLITZ
Visual.
439
Última atualização

Compartilhar

Top Bottom