• Olá Visitante! Seja muito bem vindo(a)!

    O #FórumPOLITZ é uma Comunidade única, sendo a primeira rede social no estilo de Fórum criada para pessoas que tem sede de conhecimento, conteúdo, informação e que adora uma boa discussão. Prezamos pela liberdade de expressão, em uma rede totalmente segura, livre de censuras e perseguições ideológicas.

    Oferecemos recursos exclusivos, em uma plataforma construída no que há de mais moderno no mundo. Para aproveitar tudo isso, é preciso Criar um Perfil. É rápido, fácil e totalmente gratuito. Você pode usar até a sua conta no Twitter para fazer isso.

    Junte-se a nós, venha se informar e compartilhar o seu conhecimento com a comunidade que mais cresce no Brasil. Esperamos que goste :)

Normatização da pedofilia em pleno vapor | Twitter agora permite que pedófilos discutam sua atração sexual por crianças

A jornalista Julia Marinho do site Tecmundo publicou uma importante reportagem no último dia 10 (janeiro/2020) denunciando uma grave situação e aparentemente passou despercebida para boa parte do público e obviamente ignorada pela mídia mainstream.

Como de costume, elencamos o link da fonte originária e também arquivamos a publicação para evitar quaisquer problemas futuros que o POLITZ possa ter por ter republicado a reportagem.

Encorajamos sempre aos leitores buscarem suas próprias fontes de informações, longe da mainstream, inclusive de informações que são replicadas (como essa postagem) e a conferência das mesmas.

No mesmo sentido, o POLITZ vem com a sua própria leitura/resumo do assunto, de forma rápida e objetiva.

Em março do ano passado, o Twitter, junto com as plataformas Instagram, Facebook e Flickr, alteraram suas políticas de uso (ou "Termos de Uso"), prática bastante comum em diversos sites e serviços online, inclusive o próprio POLITZ de vez em quando também as altera quando há a necessidade. Tais políticas basicamente funcionam como as regras contratuais para a utilização de cada plataforma, ou seja, o que pode e o que não pode ser feito.

Tudo bem até aí.

O que ninguém imaginava (aliais, muita gente já imaginava, mas sempre foi tratado como uma "teoria de conspiração" do Olavo de Carvalho), é que os novos Termos de Uso do Twitter permitem agora que pedófilos discutam sua atração sexual por crianças na rede.

Sim, é isso mesmo que você leu: a normatização da pedofilia está funcionando em pleno vapor e nunca foi uma mera teoria da conspiração.

No dia 2 de janeiro de 2020, o Professor de Criminologia Forense Michael Salter denunciou a mudança nas políticas da rede através de um tweet, que incrivelmente, não foi removido pela rede social orwelliana:


Arquivo

Em tradução livre:

- "Em 2019, o Twitter silenciosamente alterou os seus termos de uso para permitir discussões sobre "atração por menores" com a previsão de que elas "não promovam ou glorifiquem a exploração sexual de qualquer maneira"
Mesmo que os novos Termos de Uso sejam bastante claros quanto a "não promoção de exploração sexual de menores", todos nós sabemos o que o relativismo moral pode fazer com uma sociedade. Afinal, permitir a discussão do assunto abre todas as portas para que qualquer comportamento quanto a atração por menores de idade seja discutido amplamente na rede, inclusive justificativas para permitir que a conduta seja "legalizada", inclusive contribuindo para a prática

De acordo com o Criminologista em uma série de tweets que ele faz sobre o assunto, ele demonstra como a situação é extremamente perigosa:

- "É comprovadamente inseguro promover conversas públicas não monitoradas entre grandes grupos de pedófilos. Os desejos sexuais e a inclusão social deles foram priorizados pelo Twitter em detrimento da insegurança das crianças na plataforma ou na comunidade. No ano passado, as redes de pedofilia no Twitter explodiram".
Não nos parece sensato permitir tais discussões de maneira alguma, mesmo que ela seja restringida quanto a exploração sexual, afinal, o Twitter é uma rede mundial, sem monitoração em tempo real e é humanamente impossível coibir o comportamento criminoso.

Todos nós sabemos que há inúmeros perfis criminosos na rede, sejam exaltando a pedofilia ou até perfis de organizações e facções criminosas, além da constante apologia à criminalidade, que é uma velha conhecida de qualquer um que utiliza a rede.

1579029732789.png

Reprodução dos novos Termos de Uso do Twitter, com destaque para a "Política de Exploração Sexual de Menores"
Fonte: Termos de Uso do Twitter.
Arquivo

Na reportagem citada, a autora ainda lembra que a criptografia ponta-a-ponta, um padrão da indústria de comunicação (inclusive no Messenger, WhatsApp e outros aplicativos que envolvem chat em tempo real) acaba se tornando uma ferramenta essencial para o pedófilo, já que as mensagens de saída e entrada (enviadas e recebidas) são inteiramente encriptadas, permitindo que imagens de qualquer tipo sejam enviadas sem que sejam detectadas pelas autoridades.

A ONG Internet Watch Foundation (IWF), um órgão de vigilância contra abusos online no Reino Unido, demonstrou que nos últimos 3 anos, 49% dos vídeos, links e das imagens achadas em redes sociais e serviços de internet se originaram no Twitter: 1.396 casos foram encontrados entre os 2.83 incidentes denunciados. De acordo com a reportagem, cada registro denunciado pode significar milhares de vídeos e imagens, já que podem ser apenas links para repositórios de conteúdo pedófilo.

Para piorar a situação, de acordo com a IWF, todo o material coletado estava na internet aberta, ou seja, materiais que já teriam passado pelos filtros das empresas da internet, inclusive do Twitter, disponíveis para o acesso de qualquer um que esteja conectado à rede.

1579030265212.png

Reprodução da pesquisa "porn kids" no Bing, com diversas imagens censuradas pela reportagem original.
Há mais Pornografia Infantil na Internet Aberta do que na Própria Deep Web

Agravando ainda mais a situação em tela, o jornal esquerdista The New York Times fez uma reportagem especial sobre o avanço da pornografia infantil no mundo, mostrando dados assustadores que agradam o próprio capeta. Em 2018 as empresas de tecnologia registraram 45 milhões de fotos e vídeos online de crianças vítimas de abusos sexuais, o dobro de 2017.

1579030463019.png

Uma operação internacional prendeu mais de 300 produtores e consumidores de pornografia infantil em pelo menos 38 países, resgatando 23 crianças e fechando milhares de sites.
O aplicativo Messenger por exemplo, foi responsável por 12 milhões das 18,4 milhões de denúncias feitas globalmente reportando materiais pornográficos infantis. Segundo o NYT, a rede mais problemática atualmente hoje é o Tumblr: o investigador descobriu uma imagem de um homem abusando de uma criança oralmente ficando online por mais de um ano, enquanto a polícia tentava de todas as maneiras obter as informações do responsável pela conta. A reportagem conta que o policial se aposentou antes que o Tumblr respondesse.

"A Melhor Ferramenta [para pedófilos] desde a câmera Polaroid"

O ex-promotor federal americano Hemanshu Nigam, veterano dos casos de pedofilia e abusos infantis online, afirmou que "há mais de duas décadas, as novas tecnologias criaram a melhor ferramenta para pedófilos desde a câmera Polaroid".

O POLITZ fará de tudo para que essa reportagem chegue nas mãos das autoridades brasileiras para tratarem de forma oficial sobre o assunto.

Se a sociedade brasileira aceitar essa relativização moral da discussão sobre pedofilia infantil na internet, estará decretado o fim dos poucos valores morais que restam em nosso país.
Fontes das Informações

Arquivo
Sobre o(a) Autor(a):
POLITZ
Esse é o Perfil Oficial usado pela Equipe de Redação do POLITZ para criar as nossas matérias. As reportagens assinadas individualmente possuem perfil próprio.

Como de costume, oferecemos a fonte originária de todas as informações publicadas no final de cada artigo, com exceção das fontes internas. Captamos diversas informações pelo exclusivo #AlgoritmoPOLITZ que tem um alcance mundial.

Se você gosta do nosso trabalho como mídia independente, considere nos apoiar financeiramente com qualquer valor. Lembre-se que nós não recebemos dinheiro de políticos ou empresas estatais e só funcionamos com contribuições de vocês.

Comentários

"Estratégia do movimento pró-pedofilia: Primeiro dizem que é doença para não dizer que é crime. Depois tornam crime dizer que é doença."
Olavo de Carvalho, quando era não tão senil.
 
J
Twitter virando um novo deep web,
Agr so falta os doentoes indo pra la
 

Informações da Publicação

Autor(a)
POLITZ
Visual.
1.922
Comentários
14
Última atualização

Compartilhar

Top Bottom