O NOVO já com cheiro de VELHO: Partido não ultrapassa nem 2% nas pesquisas de intenções de votos para prefeitos nas capitais do Brasil

As informações elencadas pela fonte originária não são nada boas para o Partido NOVO, que aparentemente, já está com cheiro de VELHO.

A manchete já diz tudo: pesquisas eleitorais das intenções de voto para candidatos do partido de João Amoedo não passam nem de 2% nas principais capitais do Brasil para as suas prefeituras.

Além disso, diversos atritos estão sendo registrados pela imprensa, como por exemplo, a mais recente, a expulsão de Filipe Sabará.

Ao contrário do que aconteceu em 2017, quando o partido elegeu oito deputados federais e um governador, Romeu Zema para Minas Gerais e João Amoedo registrando 2,5% dos votos para a corrirda presidencial.

Segundo a fonte originária, o NOVO não parece ter uma probabilidade muito alta de conseguir eleger alguns prefeitos nas capitais com candidatos: Os dois melhores posicionados tem no máximo 2% das intenções de voto, sendo João Guilherme para Curitiba e Paulo Henrique Grando em Cuiabá.

A reportagem também mostra que mesmo em Minas Gerais, sob o governo de Romeu Zema, o partido não consegue ter um bom desempenho com Rodrigo Paiva, tendo apenas 1% das intenções de voto em Belo Horizonte.

Campo Grande (MS) e Recife (PE) os candidatos nem chegaram a pontuar nas pesquisas do IBOPE.

Segundo a conclusão da fonte originária, o desempenho ruim vem junto cm a disputa interna entre as alas do próprio partido: uma ligada ao ex-presidente (e presidente de facto do partido, mesmo tendo supostamente saído do partido), João Amoedo, bastante crítica e opositora ao Presidente Jair Bolsonaro e a outra, mais aliada ao Governo Federal, representada teoricamente (segundo o autor) pelo próprio governador Romeu Zema, que quer tirar o próprio Amoedo de vez da sigla.

O artigo é concluído da seguinte forma:

Com o desempenho ruim para as prefeituras das capitais, a tendência é que a eleição de vereadores defina o rumo do partido a partir do ano que vem. Se a ala bolsonarista eleger mais representantes, a guinada será mais à direita e deve fortalecer Zema como o próximo presidenciável do partido.
Fontes das Informações
Sobre o(a) Autor(a):
POLITZ
Esse é o Perfil Oficial usado pela Equipe de Redação do POLITZ para criar as nossas matérias. As reportagens assinadas individualmente possuem perfil próprio.

Como de costume, oferecemos a fonte originária de todas as informações publicadas no final de cada artigo, com exceção das fontes internas. Captamos diversas informações pelo exclusivo #AlgoritmoPOLITZ que tem um alcance mundial.

Se você gosta do nosso trabalho como mídia independente, considere nos apoiar financeiramente com qualquer valor. Lembre-se que nós não recebemos dinheiro de políticos ou empresas estatais e só funcionamos com contribuições de vocês.

Comentários

Não há comentários para mostrar.

Informações da Publicação

Autor(a)
POLITZ
Visual.
400
Última atualização

Compartilhar

Top Bottom