Organizadora do Black Lives Matter defende pilhagem e saques contra a população como "forma de reparação"

Ativistas do Black Lives Matter em Chicago realizaram uma manifestação na noite de segunda-feira para solidarizar-se com dezenas de indivíduos que foram presos após uma noite de pilhagens e saques em massa e atividades criminosas, com um organizador defendendo descaradamente os saques como forma de reparação, o que na verdade, trata-se apenas de um crime de roubo, disfarçado de ativismo social esquerdista.

Ativistas se reuniram na delegacia de South Loop na segunda-feira para solidarizar-se com mais de 100 pessoas que foram presas depois de uma noite de violência, destruição e saques em massa que eclodiram na cidade. Conforme relatado pelo Breitbart News, o saque começou depois da meia-noite e durou horas.

Ariel Atkins, organizador do Black Lives Matter que falou no comício, disse que o saque não é um problema e defendeu a prática criminosa.

"Eu não me importo se alguém decidir saquear uma loja Gucci, Macy's ou Nike, porque isso garante que a pessoa coma", disse o organizador do BLM.

"Isso garante que a pessoa tenha roupas."

"Isso é indenização", continuou ela, justificando a ação criminal e argumentando que as empresas ficarão bem porque "têm seguro".

"Qualquer coisa que eles quisessem, eles podiam porque essas empresas têm seguro", disse Atkins.

Uma postagem especial da mídia para a manifestação ecoou a posição de Atkins, encorajando os apoiadores a se manifestarem e "apoiar as pessoas presas ontem à noite por protestarem contra outro tiroteio policial e por receber indenizações de corporações".


Inúmeros vídeos nas redes sociais mostram a destruição absoluta e o comportamento criminoso quando saqueadores saíram às ruas e, em alguns casos, transmitiram ao vivo seus atos criminosos vergonhosos:





Um tiroteio envolvendo a polícia, ocorrido no bairro de Englewood na cidade no domingo à tarde, desencadeou o comportamento criminoso. De acordo com o superintendente da polícia de Chicago David Brown, o suspeito, Latrell Allen, de 20 anos, atirou contra a polícia, levando os policiais a responderem ao fogo, ferindo-o. Ele deve se recuperar, mas enfrenta acusações de tentativa de homicídio.

"Essa pessoa atirou em nossos oficiais", disse Brown.

"Os policiais responderam ao fogo e atingiram o indivíduo."

"Depois desse tiroteio, uma multidão se aglomerou no lado sul. Após a ação policial, os ânimos explodiram alimentados pela desinformação", acrescentou Brown.

Algumas das informações incorretas que provavelmente alimentaram a agitação incluem um boato nas redes sociais, alegando que a polícia atirou em um adolescente negro desarmado:


A prefeita de Chicago, Lori Lightfoot, obviamente Democrata e esquerdista, que falhou em proteger sua cidade, deixou claro que não quer tropas federais na área. Em vez disso, ela quer "controle de armas de bom senso".

"Não podemos continuar tendo circunstâncias em que qualquer pessoa e seu irmão possam cruzar a fronteira, ou outras partes de Illinois, e trazer armas ilegais para a cidade de Chicago", disse ela a um repórter.
Fontes das Informações
  • Honk Honk!
Reactions: Jester
Sobre o(a) Autor(a):
POLITZ
Esse é o Perfil Oficial usado pela Equipe de Redação do POLITZ para criar as nossas matérias. As reportagens assinadas individualmente possuem perfil próprio.

Como de costume, oferecemos a fonte originária de todas as informações publicadas no final de cada artigo, com exceção das fontes internas. Captamos diversas informações pelo exclusivo #AlgoritmoPOLITZ que tem um alcance mundial.

Se você gosta do nosso trabalho como mídia independente, considere nos apoiar financeiramente com qualquer valor. Lembre-se que nós não recebemos dinheiro de políticos ou empresas estatais e só funcionamos com contribuições de vocês.

Comentários

Informações da Publicação

Autor(a)
POLITZ
Visual.
628
Comentários
2
Última atualização

Compartilhar

Top Bottom