• Olá Visitante! Seja muito bem vindo(a)!

    O #FórumPOLITZ é uma Comunidade única, sendo a primeira rede social no estilo de Fórum criada para pessoas que tem sede de conhecimento, conteúdo, informação e que adora uma boa discussão. Prezamos pela liberdade de expressão, em uma rede totalmente segura, livre de censuras e perseguições ideológicas.

    Oferecemos recursos exclusivos, em uma plataforma construída no que há de mais moderno no mundo. Para aproveitar tudo isso, é preciso Criar um Perfil. É rápido, fácil e totalmente gratuito. Você pode usar até a sua conta no Twitter para fazer isso.

    Junte-se a nós, venha se informar e compartilhar o seu conhecimento com a comunidade que mais cresce no Brasil. Esperamos que goste :)

Polícia do Pará prende funcionários de ONG acusados de incendiar a Amazônia

Informações da Imagem
Imagens do cumprimento mandados de prisão preventiva contra funcionários de uma ONG acusados de terem causados incêndios na região Amazônica - Créditos: Polícia Civil do Pará
Aparentemente não foi o Presidente Jair Bolsonaro que causou os incêndios na região amazônica, como insistentemente (e falsamente) as mídias mainstream tentavam emplacar a narrativa.

De acordo com a reportagem publicada por um jornal de grande circulação nacional (link abaixo), funcionários de uma ONG que atua na região amazônica do Pará estão entre os principais suspeitos de terem causados incêndios na floresta que ~abalaram~ o mundo.

Fora cumprido nessa manhã de terça-feira (26) quatro mandados de prisão preventiva contra brigadistas de Alter do Chão em Santarém no Pará. As prisões aconteceram na Operação Fogo do Sairé, que tenta apurar a origem dos incêndios que atingiram a região de Alter do Chão em setembro deste ano. Foram queimados o equivalente a 1.600 campos de futebol, levando quatro dias para serem apagados.

Uma investigação de dois meses pela Polícia Civil do Pará apontou indícios que ONGs foram as responsáveis pelos incêndios da floresta Amazônica. Entre os elementos presos temos: Daniel Gutierrez Govino, João Victor Pereira Romano, Gustavo de Almeida Fernandes e Marcelo Aron Cwerner.

Um dos sete mandados de busca e apreensão foi cumprido diretamente na sede do Projeto Saúde e Alegria, uma das ONGs que mais atuam na Amazônia.

A falsa narrativa da mainstream caiu por terra. E nem deveria ter começado.
Sobre o(a) Autor(a):
POLITZ
Esse é o Perfil Oficial usado pela Equipe de Redação do POLITZ para criar as nossas matérias. As reportagens assinadas individualmente possuem perfil próprio.

Como de costume, oferecemos a fonte originária de todas as informações publicadas no final de cada artigo, com exceção das fontes internas. Captamos diversas informações pelo exclusivo #AlgoritmoPOLITZ que tem um alcance mundial.

Se você gosta do nosso trabalho como mídia independente, considere nos apoiar financeiramente com qualquer valor. Lembre-se que nós não recebemos dinheiro de políticos ou empresas estatais e só funcionamos com contribuições de vocês.

Comentários

Informações da Publicação

Autor(a)
POLITZ
Visual.
4.946
Comentários
3
Última atualização

Compartilhar

Top Bottom