Presidente Bolsonaro defende que ninguém deve ser obrigado ou punido por não se vacinar: 'Eu não vou tomar, é um direito meu'

Dados da Imagem
YouTube/Reprodução.
Durante a sua tradicional live de quinta-feira (ontem), o Presidente Jair Bolsonaro voltou a defender os direitos e liberdades individuais, tocando em um assunto muito delicado sobre a obrigatoriedade da aplicação das vacinas contra o vírus chinês (Coronavírus/Covid-19).

Em um claro tom de defesa dos interesses individuais, ele afirmou:

- "Eu digo para vocês, eu não vou tomar, é um direito meu"


Ainda, Jair Bolsonaro comentou sobre ser contrário a qualquer tipo de punição para quem não quiser se vacinar:

- "E tenho certeza que o Parlamento não vai criar dificuldades para quem porventura não queira tomar a vacina, porque quem não tomar a vacina, se ela for eficaz, duradoura e confiável, está fazendo mal para si mesmo. E quem tomar não vai ser infectado"


E para finalizar, o Presidente ainda comparou a provável obrigatoriedade que será imposta ao país por algum poder supremo como um verdadeiro ato ditatorial, não visto nem mesmo na própria China comunista:

- "Cada um pode pensar um milhão de coisas, é um direito dele. Agora, obrigar o cidadão a tomar a vacina, ou quem não tomar, não vai poder tirar passaporte, não vai poder abrir conta no Banco do Brasil, fazer concurso público, não pode viajar de avião. Pô isso aí é uma ditadura, e quem defende isso é um ditador. Ou então, ele é um falso ditador, a fim de fazer negócio, tô deixando claro?"


Ele também terminou o assunto afirmando que o novo plano nacional de vacinação contra o vírus chinês está praticamente pronto para ser divulgado e aplicado em todo território nacionalk.
Fontes das Informações
Sobre o(a) Autor(a):
POLITZ
Esse é o Perfil Oficial usado pela Equipe de Redação do POLITZ para criar as nossas matérias. As reportagens assinadas individualmente possuem perfil próprio.

Como de costume, oferecemos a fonte originária de todas as informações publicadas no final de cada artigo, com exceção das fontes internas. Captamos diversas informações pelo exclusivo #AlgoritmoPOLITZ que tem um alcance mundial.

Se você gosta do nosso trabalho como mídia independente, considere nos apoiar financeiramente com qualquer valor. Lembre-se que nós não recebemos dinheiro de políticos ou empresas estatais e só funcionamos com contribuições de vocês.

Comentários

Não há comentários para mostrar.

Informações da Publicação

Autor(a)
POLITZ
Visual.
557
Última atualização

Compartilhar

Top Bottom