Presidente Jair Bolsonaro faz crítica ao jornalismo militante e afirma ironicamente que quem estiver com COVID deveria procurar o 'Dr. William Bonner'

Dados da Imagem
Presidente Jair Bolsonaro, imagem ilustrativa (Reprodução / Renato Costa / FramePhoto).

Presidente Jair Bolsonaro faz crítica ao jornalismo militante e afirma ironicamente que quem estiver com COVID deveria procurar o 'Dr. William Bonner'​


Como todos nós sabemos a Rede Globo é uma das maiores emissoras do país e talvez do mundo e vem se posicionando de forma editorial em uma oposição ridícula e esculachada contra o Presidente Jair Bolsonaro, praticamente muito antes de ter ganhado a eleição.

Mesmo sofrendo para manter seus índices de audiência, com lucros cada vez menores, reduções nos quadros de funcionários e cortes salariais, a Rede Globo não aprendeu ainda, junto com diversas outras mídias, que a direita no país cresceu e vem se solidificando cada vez mais como um norte para milhões de brasileiros que não mais acreditam nas baboseiras defendidas pela esquerda. Basta ver o protesto ridículo que ocorreu no final de semana, juntando meia dúzia de militantes, os mesmos suspeitos de sempre, registrando cenas condenáveis de violência, depredação do patrimônio, quebra-quebra e tudo que está no kit da verdadeira esquerda brasileira que tenta se mostrar "equilibrada".

A CNN também na cobertura dos protestos teve a pachorra de dizer que os protestos tinham ocorrido de forma "pacífica", sendo que até os próprios jornalistas da rede foram atacados. Repetiram o mesmo modus operandi da rede americana, onde um jornalista realizava a cobertura dos protestos que incendiaram o país no ano passado, afirmando que tudo estava bem enquanto o fundo se mostrava um verdadeiro em Wisconsin:

1624281897299.png

A legenda diz: "Alguns focos de incêndio, mas o protesto é pacífico em sua maioria após tiroteio da polícia"
(Reprodução / CNN)

Como o Presidente Bolsonaro não leva desaforo para casa, ele rebateu a declaração do apresentador e âncora do Jornal Nacional, quando, no último sábado, o Brasil atingiu (supostamente) a marca de 500 mil mortos pelo COVID-19.

Declaramos o "supostamente" pelo simples fato que acreditamos que esses números não possuem comprovação de serem reais. Quem nos garante que não estão sendo inflados por motivos políticos para prejudicar o Governo de Jair Bolsonaro? Nos provem cientificamente. Cadê as necrópsias dos quinhentos mil mortos? Não vimos nenhuma até agora.

De qualquer forma, a mídia mainstream em geral no Brasil adotou uma postura de completa oposição ao Presidente Bolsonaro e tudo que ele defende ou faz, mesmo o país registrando índices extremamente positivos, seja o índice de curados ou até os melhores índices econômicos já vistos nos últimos anos.

Bonner, durante o programa do último sábado, afirmou que 'A Globo não vai servir de megafone para o negacionismo bolsonarista'.

Bolsonaro por outro lado, ironizou o comentário do apresentador em conversa com cidadãos no Palácio da Alvorada, fazendo um paralelo ao fato que jornalistas se tornaram praticamente médicos, cientistas, pesquisadores acadêmicos e até infectologistas em geral (meio com o que acontece com os Senadores integrantes do circo criado pela CPI da COVID). O Presidente afirmou:

- "Quem estiver com Covid sabe quem procurar agora, o doutor William Bonner. A doutora Miriam Leitão também é muito boa."

Qualquer brasileiro já entendeu o que a velha mídia brasileira vem fazendo durante essa pandemia. E o discurso apocalíptico já se tornou insuportável.

Gosta do Nosso Trabalho?
O POLITZ é uma mídia livre, independente e que não recebe qualquer dinheiro público ou político/partidário e é mantida apenas por propagandas e assinaturas dos(as) nossos(as) leitores. Se você gosta do nosso trabalho, considere nos ajudar, desabilitando bloqueadores de propaganda e fazendo uma assinatura de qualquer valor.
Clique aqui para ser direcionado ao nosso Apoia.se

Nota Legal: Nossas publicação são necessariamente baseadas em fontes originárias/primárias/secundárias e são sempre citadas com os devidos links para conferência e verificação à informação, em respeito à responsabilidade solidária na via de dupla checagem dos fatos pelo POLITZ e pelo(a) próprio(a) leitor(a). Repudiamos as chamadas fake news, falsas narrativas e manipulações via desinformação propagadas pelas mídias tradicionais, criando mecanismos duplos para o fact checking.
Opiniões são diferentes de fatos publicados e noticiados e podem não representar necessariamente o posicionamento do POLITZ na qual exerce e defende incondicionalmente o direito à liberdade de expressão, livre manifestação de pensamento, de posicionamento político e religioso (Constituição Federal de 1988, art. 5º, incisos IV, VI, IX, XIX. - Pacto de San José da Costa Rica. Decreto n. 678/1992. arts. 12 e 13. - Declaração Universal dos Direitos Humanos, arts. 18 e 19 e outras legislações nacionais ou internacionais aplicáveis, especialmente nas quais a República Federativa do Brasil é signatária).
Créditos sempre devidos para todos os(as) autores(as), incluindo imagens de capa e do corpo, ilustrações e outras. Em caso de erro, correção, sugestão, violação de direitos autorais, utilize o botão "Denunciar", o formulário de "Contato" ou deixe um comentário. Tais solicitações são tratadas com prioridade.
Fontes das Informações
Sobre o(a) Autor(a):
POLITZ
Esse é o Perfil Oficial usado pela Equipe de Redação do POLITZ para criar as nossas matérias. As reportagens assinadas individualmente possuem perfil próprio.

Como de costume, oferecemos a fonte originária de todas as informações publicadas no final de cada artigo, com exceção das fontes internas. Captamos diversas informações pelo exclusivo #AlgoritmoPOLITZ que tem um alcance mundial.

Se você gosta do nosso trabalho como mídia independente, considere nos apoiar financeiramente com qualquer valor. Lembre-se que nós não recebemos dinheiro de políticos ou empresas estatais e só funcionamos com contribuições de vocês.

Comentários

Não há comentários para mostrar.

Informações da Publicação

Autor(a)
POLITZ
Visual.
279
Última atualização

Compartilhar

Top Bottom