Presidente Jair Bolsonaro reafirma que vacinação 'não será obrigatória' e dispara críticas contra João Doria: "Está se intitulando o médico do Brasil"

Estamos reproduzindo duas informações importantes publicadas pela mesma fonte originária.

A primeira e talvez mais importante, é que o Presidente Jair Bolsonaro voltou a dizer que a vacinação contra o vírus chinês (Coronavírus/Covid-19) não será obrigatória, reforçando ainda que ela só estará liberada "quando tiver comprovação científica".

Enquanto isso, João Doria, governador de São Paulo, que ultimamente tem recebido protestos nas redes sociais com a hashtag #DitaDoria, em um jogo de palavras entre o nome do governador e a "ditadura" que supostamente aplicou no estado para tentar conter a disseminação da praga chinesa, vem dizendo constantemente que a vacina seria obrigatória em todo o estado.

Doria ainda afirmou que está em conversas com o próprio Ministério da Saúde e com a ANVISA para distribuir a Coronavac, a vacina chinesa para a própria peste chinesa, produzida também pela estatal chinesa Sinovac em parceria com o Instituto Butantã para o país inteiro.

Na segunda-feira, o Presidente Jair Bolsonaro em suas tradicionais conversas com seus apoiadores afirmou o seguinte:

- "Da nossa parte, a vacinação, quando estiver em condições, depois de aprovada pelo Ministério da Saúde e com comprovação científica, e assim mesmo ela tem que ser validada pela Anvisa, daí nós ofereceremos ao Brasil. De forma gratuita, obviamente. Mas repito: não será obrigatória [...] O meu ministro da Saúde já disse claramente que não será obrigatória essa vacina e ponto final"


Por outro lado, a fonte originária informa que a Lei 13.979/2020 afirma que "poderão ser adotadas”, entre outras medidas, a "determinação de realização compulsória de vacinação e outras medidas profiláticas".

O POLITZ lembra que quanto mais tentarem enfiar essa vacina goela à baixo da população, menos pessoas vão querer. A uma crescente desconfiança quanto aos fatos dessa pandemia, bem como as ligações chinesas e sua responsabilidade por uma das piores pragas que afetou a humanidade recentemente.

Um perfil no Twitter também publicou a mensagem do Presidente Jair Bolsonaro reforçando a não obrigatoriedade da vacina:


Durante também a mesma conversa, Bolsonaro voltou a criticar João Doria, afirmando que 'está se intitulando o médico do país':

- "Meu ministro já disse claramente que não será obrigatória essa vacina. Tem um governador aí que está se intitulando o médico do Brasil dizendo que ela será obrigatória. Repito que não será."


E aí João Doria? Qual vai ser a cartada? Enfrentará o Presidente com maior apoio popular da história recente do país e como consequência uma nova Revolta das Vacinas em suas mãos? Sua vez agora.
Fontes das Informações

Sobre o(a) Autor(a):
POLITZ
Esse é o Perfil Oficial usado pela Equipe de Redação do POLITZ para criar as nossas matérias. As reportagens assinadas individualmente possuem perfil próprio.

Como de costume, oferecemos a fonte originária de todas as informações publicadas no final de cada artigo, com exceção das fontes internas. Captamos diversas informações pelo exclusivo #AlgoritmoPOLITZ que tem um alcance mundial.

Se você gosta do nosso trabalho como mídia independente, considere nos apoiar financeiramente com qualquer valor. Lembre-se que nós não recebemos dinheiro de políticos ou empresas estatais e só funcionamos com contribuições de vocês.

Comentários

Não há comentários para mostrar.

Informações da Publicação

Autor(a)
POLITZ
Visual.
217
Última atualização

Compartilhar

Top Bottom