Presidente Jair Bolsonaro volta a lembrar que auxílio emergencial não é uma medida populista: 'Auxílio não é para sempre, tenham isso na cabeça'

Provavelmente com uma finalidade de evitar quaisquer acusações sobre uso de medidas de populismo para aumentar a sua popularidade, obviamente artificialmente criada por conta de quaisquer auxílios, seja em qualquer governo de qualquer espectro ideológico, o Presidente Jair Bolsonaro voltou a reforçar quanto a questão temporária do auxílio emergencial ou popularmente conhecido como Coronavoucher.

Durante a cerimônia de apresentação do Programa Abrace o Marajó, em Breves, no Pará, em discurso, afirmou que o “auxílio emergencial não é para sempre”. Disse que o benefício é de “momento” e é caro demais para a União, apesar de ser “pouco para quem recebe“.

O Presidente também voltou a criticar as medidas de isolamento impostas por governadores e prefeitos para tentar, de forma falaciosa, combater a pandemia causada pela praga chinesa: “lamentavelmente alguns obrigaram” a população a ficar em casa. O presidente se referia a determinação do STF (Supremo Tribunal Federal) de que Estados e municípios também têm autonomia para gerir as regras sanitárias de isolamento.

“Lamentavelmente, alguns obrigaram vocês a ficar em casa. Eu não tive participação nisso por decisão do Supremo Tribunal Federal. Mas fizemos tudo possível para minimizar a dor, em especial o sofrimento dos mais humildes”, declarou.

“O auxílio emergencial não é para sempre. Tenham isso na cabeça. É 1 momento. Até porque é caro demais para a União”, completou.

E que fique claro: auxílio emergencial é para emergências e tem duração limitada, pois dinheiro não dá em árvore e nem dá para imprimir.

Escutou, Ciro Gomes?
Fontes das Informações
Sobre o(a) Autor(a):
POLITZ
Esse é o Perfil Oficial usado pela Equipe de Redação do POLITZ para criar as nossas matérias. As reportagens assinadas individualmente possuem perfil próprio.

Como de costume, oferecemos a fonte originária de todas as informações publicadas no final de cada artigo, com exceção das fontes internas. Captamos diversas informações pelo exclusivo #AlgoritmoPOLITZ que tem um alcance mundial.

Se você gosta do nosso trabalho como mídia independente, considere nos apoiar financeiramente com qualquer valor. Lembre-se que nós não recebemos dinheiro de políticos ou empresas estatais e só funcionamos com contribuições de vocês.

Comentários

Não há comentários para mostrar.

Informações da Publicação

Autor(a)
POLITZ
Visual.
218
Última atualização

Compartilhar

Top Bottom