Previsto tantas vezes pelo POLITZ, imunidade de rebanho contra a praga chinesa já pode ter atingido parte do Brasil, segundo cientistas

Conforme informado pela fonte originária, confirmando o que o POLITZ sempre trouxe em uma série exclusiva de artigos, mostrando uma visão bastante diferente da mainstream sobre a praga chinesa (Coronavírus/Covid-19), o Brasil pode finalmente estar atingindo a chamada imunidade coletiva ou imunidade de rebanho, popularmente conhecida.

Para você saber mais sobre o assunto, confira nossa série exclusiva com dezenas de artigos sobre o tema e fique informado:

Um Outro Olhar Sobre a Pandemia Chinesa

Um Outro Olhar Sobre a Pandemia Chinesa

Reunimos aqui para vocês diferentes pontos de vista em relação à pandemia causada pelo vírus chinês, com opiniões, estudos científicos e dados estatísticos bem diferentes dos vendidos pelas mídias mainstream. Confira conosco e fique à vontade para compartilhar.

Retornando à nossa matéria, segundo cientistas do Rio de Janeiro, Manaus e São Paulo, o país já vem apresentando indícios de que estamos atingindo a imunidade de rebanho, tão esperada e tão óbvia em qualquer caso de pandemia causada por qualquer patógeno.

A imunidade de rebanho é normalmente alcançada quando o vírus não consegue mais se propagar com a força originalmente conhecida, dificultando a infecção de novas vítimas, já que não existem mais pessoas vulneráveis para sustentar uma pandemia propriamente dita.

Ocorre que o número de casos diários começou a cair em diversas cidades do Brasil e do mundo, como Rio de Janeiro, São Paulo, Manaus, Nova York, Londres e Mumbai por exemplo, sem ter um novo aumento.

A biomatemática Gabriela Gomes observa o padrão, sem se surpreender com a situação, trabalhando hoje na Universidade de Stratchclyde na Escócia, sendo uma líder no grupo de epidemiologistas que desde março defende que o liminar da imunidade coletiva para a praga chinesa é de cerca de 20% da população e não 70% como originalmente previsto por modelos tradicionais, tendo algumas diferenças nesse número de acordo com as regiões e suas peculiaridades.

Segundo a cientista:

- "Só teremos imunidade coletiva ampla com vacina. Mas a força da pandemia já está reduzida em algumas partes do mundo, como na Europa e em parte da China. Também em regiões dos EUA e do Brasil, onde cada estado deve ser pensado como um país. Estamos mais próximos de voltar à normalidade. É importante que isso seja comunicado às pessoas"


Maiores detalhes sobre o caso estão na reportagem da fonte originária, com o link, como sempre, disponibilizado logo abaixo para a devida conferência de vocês leitores, sustentando a nossa credibilidade.
Fontes das Informações
Sobre o(a) Autor(a):
POLITZ
Esse é o Perfil Oficial usado pela Equipe de Redação do POLITZ para criar as nossas matérias. As reportagens assinadas individualmente possuem perfil próprio.

Como de costume, oferecemos a fonte originária de todas as informações publicadas no final de cada artigo, com exceção das fontes internas. Captamos diversas informações pelo exclusivo #AlgoritmoPOLITZ que tem um alcance mundial.

Se você gosta do nosso trabalho como mídia independente, considere nos apoiar financeiramente com qualquer valor. Lembre-se que nós não recebemos dinheiro de políticos ou empresas estatais e só funcionamos com contribuições de vocês.

Comentários

Não há comentários para mostrar.

Informações da Publicação

Autor(a)
POLITZ
Visual.
394
Última atualização

Compartilhar

Top Bottom