#TraduçõesPOLITZ Relatório da inteligência americana concluiu que é plausível que o COVID-19 vazou do Instituto de Virologia de Wuhan

Dados da Imagem
O tenebroso Instituto de Virologia de Wuhan, cada vez mais plausível, sua responsabilidade na pandemia chinesa (Reprodução / Ng Han Guan / AP).

Relatório da inteligência americana concluiu que é plausível que o COVID-19 vazou do Instituto de Virologia de Wuhan​


Por Michael R. Gordon para o The Wall Street Journal.
Artigo traduzido e adaptado na íntegra pelo POLITZ.

Durante a administração de Donald Trump, o relatório contra o Instituto de Virologia de Wuhan foi usado pelo Departamento de Estado em investigação própria sobre as origens do COVID-19.

Um relatório de inteligência sobre as origens do COVID-19 realizado por um laboratório nacional do governo dos EUA concluiu que a hipótese de que o vírus vazou de um laboratório chinês em Wuhan é plausível e merece uma investigação mais aprofundada, de acordo com pessoas familiarizadas com o documento confidencial.

O estudo foi preparado em maio de 2020 pelo Laboratório Nacional Lawrence Livermore na Califórnia e foi elaborado pelo Departamento de Estado quando conduziu uma investigação prórpia sobre as origens da pandemia durante os meses finais do governo de Donald Trump.

As origens do vírus está atraindo uma nova atenção do Congresso americano, agora que o presidente Joe Biden ordenou que todas as agências de inteligência dos Estados Unidos relatassem a ele, dentro de semanas, como o vírus surgiu. Biden disse que a inteligência dos EUA se concentrou em dois cenários - se o Coronavírus veio do contato humano com um animal infectado ou de um acidente de laboratório.

Pessoas familiarizadas com o estudo disseram que ele foi preparado pela "Divisão Z" de Lawrence Livermore, que é seu braço de inteligência. Lawrence Livermore tem considerável experiência em questões biológicas. Sua avaliação baseou-se na análise genômica do vírus SARS-CoV-2, que causa o COVID-19, disseram eles.

Os cientistas analisam a composição genética dos vírus para tentar determinar como eles evoluíram e se espalharam na população. Os defensores de ambos os lados do debate sobre as origens da COVID-19 citaram esse estudo para defender o posicionamento quanto ao vazamento.

Uma porta-voz de Lawrence Livermore se recusou a comentar o relatório, que permanece em segredo.

A avaliação foi considerada um dos primeiros esforços do governo dos EUA para explorar seriamente a hipótese de que o vírus vazou do Instituto de Virologia Wuhan na China, juntamente com a hipótese concorrente de que a pandemia começou com o contato humano com animais infectados.

Uma pessoa que leu o documento, datado de 27 de maio de 2020, disse que ele era um forte argumento para uma investigação mais aprofundada sobre a possibilidade de o vírus ter vazado do laboratório.

O estudo também teve uma grande influência na investigação do Departamento de Estado sobre as origens do COVID-19. Funcionários do Departamento de Estado receberam o estudo no final de outubro de 2020 e pediram mais informações, de acordo com um cronograma do departamento de controle e verificação da agência, que foi revisado pelo The Wall Street Journal.

O estudo foi importante porque veio de um laboratório nacional respeitado e diferiu da visão dominante na primavera de 2020 de que o vírus quase certamente foi transmitido pela primeira vez a humanos através de um animal infectado, disse um ex-funcionário envolvido no inquérito do Departamento de Estado.

As descobertas do Departamento de Estado, que foram examinadas por agências de inteligência dos EUA, foram publicadas em um informativo de 15 de janeiro que listava uma série de razões circunstanciais pelas quais o surto do COVID-19 pode ter se originado como resultado de um acidente de laboratório. Eles incluem a afirmação de que "o governo dos EUA tem motivos para acreditar que vários pesquisadores dentro do WIV ficaram doentes no outono de 2019" com sintomas que eram consistentes com COVID-19 ou uma gripe sazonal.

[Nota do Editor: O POLITZ também publicou essas informações em vários artigos recentemente. Após os links, retorna-se à tradução do artigo do The Wall Street Journal]:

Mais evidências apontam que a praga chinesa surgiu do Laboratório de Wuhan, enquanto Mike Pompeo reafirma o vazamento

Mais evidências apontam que a praga chinesa surgiu do Laboratório de Wuhan, enquanto Mike Pompeo reafirma o vazamento

Mais evidências apontam que a praga chinesa surgiu do Laboratório de Wuhan, enquanto Mike Pompeo reafirma o vazamento O POLITZ talvez foi a primeira mídia brasileira a cobrir de fato (e muito de perto) os acontecimentos referentes à praga chinesa (Coronavírus/COVID-19) e desde o começo...

Exposto pelo POLITZ e tratado como teoria da conspiração, tese que praga chinesa escapou do laboratório em Wuhan ganha força e Facebook libera posts

Exposto pelo POLITZ e tratado como teoria da conspiração, tese que praga chinesa escapou do laboratório em Wuhan ganha força e Facebook libera posts

Exposto pelo POLITZ e tratado como teoria da conspiração, tese que praga chinesa escapou do laboratório em Wuhan ganha força e Facebook libera posts O POLITZ sempre rema contra a maré, não há discussão sobre isso. Enquanto todos estão falando sobre um assunto com um "consenso" inabalável e...

COVID-19 'NÃO POSSUÍ ANTECESSOR NATURAL' E FOI CRIADO POR CIENTISTAS CHINESES QUE TENTARAM ACOBERTAR O CASO COM ENGENHARIA REVERSA CULPANDO MORCEGOS

#TraduçõesPOLITZ  COVID-19 'NÃO POSSUÍ ANTECESSOR NATURAL' E FOI CRIADO POR CIENTISTAS CHINESES QUE TENTARAM ACOBERTAR O CASO COM ENGENHARIA REVERSA CULPANDO MORCEGOS

Introdução e Considerações Legais: Como sabem, o POLITZ tem essa pequena seção de artigos traduzidos, na qual, manualmente, trabalhamos palavra por palavra em publicações internacionais que nunca chegam ao Brasil, de mídias de grande ou pequeno porte que também não atuam em nosso país...

Vazam e-mails para Dr. Fauci, da Casa Branca, afirmando que o vírus chinês aparenta ser fruto de engenharia genética e inutilidade das máscaras

Vazam e-mails para Dr. Fauci, da Casa Branca, afirmando que o vírus chinês aparenta ser fruto de engenharia genética e inutilidade das máscaras

Vazam e-mails de Dr. Fauci, da Casa Branca, afirmando que o vírus chinês aparenta ser fruto de engenharia genética e inutilidade das máscaras Desde ontem, diversos e-mails atribuídos como destino ao Dr. Anthony Fauci, Secretário de Saúde da Casa Branca nos Estados Unidos, equivalente ao nosso...

Virologista chinesa que expôs o vazamento da praga chinesa do laboratório de Wuhan afirma que e-mails do Dr. Fauci comprovam sua denúncia

Virologista chinesa que expôs o vazamento da praga chinesa do laboratório de Wuhan afirma que e-mails do Dr. Fauci comprovam sua denúncia

Virologista chinesa que expôs o vazamento da praga chinesa do laboratório de Wuhan afirma que e-mails do Dr. Fauci comprovam sua denúncia O POLITZ como sabem vem acompanhando de perto todas os fatos, notícias e opiniões relativas à pandemia causada pela desgraçada praga chinesa (COVID-19)...

O WSJ relatou no mês passado que esta afirmação foi baseada, pelo menos em parte, em um relatório de inteligência dos EUA, que três pesquisadores do Instituto de Virologia de Wuhan ficaram doentes o suficiente para buscar ajuda em novembro de 2019 em um hospital local.

A porta-voz da Casa Branca, Jen Psaki, disse que as informações sobre os três pesquisadores vieram de uma entidade estrangeira e que corroboração adicional é necessária.

Funcionários do governo Biden também observaram que o informativo de 15 de janeiro do Departamento de Estado reconhece que o governo dos EUA não sabe exatamente onde, quando e como o vírus foi transmitido pela primeira vez aos humanos.

A existência do estudo Lawrence Livermore foi relatada pelo Sinclair Broadcast Group no mês passado e foi observada em um artigo recente da Vanity Fair.

Em sua declaração de 26 de maio, pedindo uma nova investigação de inteligência, Biden não fez referência ao relatório classificado de Lawrence Livermore, mas disse que os laboratórios nacionais dos EUA, supervisionados pelo Departamento de Energia, aumentariam a força-tarefa das agências de inteligência.

Após os relatórios públicos iniciais sobre o estudo de Lawrence Livermore, os republicanos do Comitê de Energia e Comércio da Câmara - que estão conduzindo suas próprias investigações sobre as origens do COVID-19 - escreveram ao diretor do laboratório, Dr. Kimberly Budil, solicitando um briefing [N.E.: Um "resumo"] confidencial sobre o assunto.

O secretário de Estado, Antony Blinken, disse em uma entrevista recente à Axios que foi transmitida em todo o país pela HBO Max que os Estados Unidos precisam descobrir o que aconteceu para prevenir ou mitigar os efeitos de futuras pandemias.

O governo chinês, acrescentou ele, não forneceu acesso ou informações suficientes para o avanço das sondagens internacionais nas origens do COVID-19.

"O que o governo [N.E.: O Partido Comunista Chinês, no caso, óbvio] não fez nos primeiros dias e ainda não fez é nos dar a transparência de que precisamos", disse Blinken a Axios.

Gosta do Nosso Trabalho?
O POLITZ é uma mídia livre, independente e que não recebe qualquer dinheiro público ou político/partidário e é mantida apenas por propagandas e assinaturas dos(as) nossos(as) leitores. Se você gosta do nosso trabalho, considere nos ajudar, desabilitando bloqueadores de propaganda e fazendo uma assinatura de qualquer valor.
Clique aqui para ser direcionado ao nosso Apoia.se

Nota Legal: Nossas publicação são necessariamente baseadas em fontes originárias/primárias/secundárias e são sempre citadas com os devidos links para conferência e verificação à informação, em respeito à responsabilidade solidária na via de dupla checagem dos fatos pelo POLITZ e pelo(a) próprio(a) leitor(a). Repudiamos as chamadas fake news, falsas narrativas e manipulações via desinformação propagadas pelas mídias tradicionais, criando mecanismos duplos para o fact checking.
Opiniões são diferentes de fatos publicados e noticiados e podem não representar necessariamente o posicionamento do POLITZ na qual exerce e defende incondicionalmente o direito à liberdade de expressão, livre manifestação de pensamento, de posicionamento político e religioso (Constituição Federal de 1988, art. 5º, incisos IV, VI, IX, XIX. - Pacto de San José da Costa Rica. Decreto n. 678/1992. arts. 12 e 13. - Declaração Universal dos Direitos Humanos, arts. 18 e 19 e outras legislações nacionais ou internacionais aplicáveis, especialmente nas quais a República Federativa do Brasil é signatária).
Créditos sempre devidos para todos os(as) autores(as), incluindo imagens de capa e do corpo, ilustrações e outras. Em caso de erro, correção, sugestão, violação de direitos autorais, utilize o botão "Denunciar", o formulário de "Contato" ou deixe um comentário. Tais solicitações são tratadas com prioridade.
Sobre o(a) Autor(a):
POLITZ
Esse é o Perfil Oficial usado pela Equipe de Redação do POLITZ para criar as nossas matérias. As reportagens assinadas individualmente possuem perfil próprio.

Como de costume, oferecemos a fonte originária de todas as informações publicadas no final de cada artigo, com exceção das fontes internas. Captamos diversas informações pelo exclusivo #AlgoritmoPOLITZ que tem um alcance mundial.

Se você gosta do nosso trabalho como mídia independente, considere nos apoiar financeiramente com qualquer valor. Lembre-se que nós não recebemos dinheiro de políticos ou empresas estatais e só funcionamos com contribuições de vocês.

Comentários

Informações da Publicação

Autor(a)
POLITZ
Visual.
493
Comentários
1
Última atualização

Compartilhar

Top Bottom