Segundo tracking mundial de vacinações, Brasil está entre os 4 primeiros países que mais vacinaram contra a COVID-19 no mundo

Dados da Imagem
Reprodução (Our World In Data).

Segundo tracking mundial de vacinações, Brasil está entre os 4 primeiros países que mais vacinaram contra a COVID-19 no mundo inteiro​


Um dos melhores e maiores sites de tracking estatísticos do mundo, o conhecido Our World in Data, que oferece um serviço de rastreio e agregação de diversas informações de big data, coletando e gerando gráficos para os mais diversos assuntos do mundo inteiro, trouxe uma informação um tanto quanto importante para quem acha que o Brasil está muito atrasado em relação as vacinas.

O POLITZ durante o início da pandemia da praga chinesa (Coronavírus/Covid-19) foi o primeiro e único site do Brasil a disponibilizar publicamente esses dados, em nossa página inicial, gratuitamente para que todos pudessem ter acesso.

O site trabalha de maneira muito transparente, sendo referência no tratamento de big data no mundo, oferecendo recursos open sources para a captura dos mesmos, inclusive citando as fontes, muitas vezes de órgãos oficiais dos governos locais, ou até API de terceiros.

Como fonte originária dos dados de vacinação mundial, o link disponibilizado abaixo demonstra as origens das informações. Para o Brasil, ele utiliza uma API pública, criada e alimentada pelos governos estaduais, o Brasil.IO e o Giscard, um trabalho feito inteiramente por voluntários, acompanhando pelo menos 27 Secretárias de Saúde do país inteiro, podendo ser acessada diretamente através do seguinte link:


O rastreio no Brasil agrega as vacinas da Sinovac/CoronaVac e de Oxford/AstraZeneca.

Se considerarmos o número de pessoas que foram completamente vacinadas contra o Coronavírus/Covid-19, incluindo a primeira e a segunda dose, o Brasil aparece em quarto lugar, perdendo apenas para a Alemanha, Israel e Estados Unidos:
1614694020068.png

Número de pessoas completamente vacinadas contra o Coronavírus/Covid-19, considerando a primeira e a segunda dose (Our World In Data).

Com os dados compilados até o dia 01 de março de 2021, o Brasil aparece em sétimo de lugar que mais aplicou doses da vacina contra o Coronavírus/COVID-19.
1614693194304.png

Imagem: Total de doses de vacinas administradas nos países, até o dia 01 de março de 2021 (Our World In Data).

Até o presente momento, o Brasil só está perdendo para a Turquia, Índia, Reino Unido, União Europeia, China (não confiamos nas informações divulgadas pelo regime comunista) e obviamente, Estados Unidos, muitos países de primeiro mundo apenas na frente. O site informa que também não pode representar o número de vacinas em casos de múltiplas aplicações (segunda dose, reforços, etc).

Há também uma estatística para o número de pessoas que recebeu pelo menos uma dose da vacina contra a praga chinesa, chegando à aproximadamente 6,54 milhões de pessoas:
1614693592792.png

Imagem: Países que aplicaram pelo menos uma dose da vacina contra a COVID-19, até o dia 01 de março (Our World In Data).

Apesar dos bons números apresentados, considerando o tamanho do país, um verdadeiro continente comparado ao restante do mundo, o Our World In Data também mostra que o Brasil, apesar dos esforços constantes do Governo Federal e seus estados, ainda há muito o que se fazer, pois temos também a porcentagem da população que foi completamente vacinada contra a praga chinesa (Coronavírus/Covid-19), mostrando que o Brasil vacinou apenas 0,9% da sua população inteira, considerando a primeira e a segunda dose nos casos aplicáveis:
1614694466700.png

Porcentagem da população total vacinada com as duas doses em cada país (Our World In Data).

Como podemos ver, contrariando as narrativas falsas e manipuladoras das mídias tradicionais, o Brasil está bem longe na frente da maioria dos países do mundo em questão de vacinação contra a praga chinesa.

Lembramos que todos os dados são públicos e os links para os dados oficiais estão amplamente disponibilizados nessa publicação, permitindo que qualquer um faça a checagem dos fatos, em respeito à responsabilidade dupla de verificação das informações, tanto do POLITZ como também do leitor. Essa é a nossa forma de garantir a veracidade das informações, uma via comum e responsável na divulgação de dados.

Sugerimos também que vocês além de acessar os links, também conheçam mais estatísticas sobre a vacinação contra o Coronavírus/Covid-19 para não serem manipulados e desinformados pelas mídias tradicionais.

Gosta do Nosso Trabalho?
O POLITZ é uma mídia livre, independente e que não recebe qualquer dinheiro público ou político/partidário e é mantida apenas por propagandas e assinaturas dos(as) nossos(as) leitores. Se você gosta do nosso trabalho, considere nos ajudar, desabilitando bloqueadores de propaganda e fazendo uma assinatura de qualquer valor.
Clique aqui para ser direcionado ao nosso Apoia.se

Nota Legal: Nossas publicação são necessariamente baseadas em fontes originárias/primárias/secundárias e são sempre citadas com os devidos links para conferência e verificação à informação, em respeito à responsabilidade solidária na via de dupla checagem dos fatos pelo POLITZ e pelo(a) próprio(a) leitor(a). Repudiamos as chamadas fake news, falsas narrativas e manipulações via desinformação propagadas pelas mídias tradicionais, criando mecanismos duplos para o fact checking.
Opiniões são diferentes de fatos publicados e noticiados e podem não representar necessariamente o posicionamento do POLITZ na qual exerce e defende incondicionalmente o direito à liberdade de expressão, livre manifestação de pensamento, de posicionamento político e religioso (Constituição Federal de 1988, art. 5º, incisos IV, VI, IX, XIX. - Pacto de San José da Costa Rica. Decreto n. 678/1992. arts. 12 e 13. - Declaração Universal dos Direitos Humanos, arts. 18 e 19 e outras legislações nacionais ou internacionais aplicáveis, especialmente nas quais a República Federativa do Brasil é signatária).
Créditos sempre devidos para todos os(as) autores(as), incluindo imagens de capa e do corpo, ilustrações e outras. Em caso de erro, correção, sugestão, violação de direitos autorais, utilize o botão "Denunciar", o formulário de "Contato" ou deixe um comentário. Tais solicitações são tratadas com prioridade.
Fontes das Informações
Sobre o(a) Autor(a):
POLITZ
Esse é o Perfil Oficial usado pela Equipe de Redação do POLITZ para criar as nossas matérias. As reportagens assinadas individualmente possuem perfil próprio.

Como de costume, oferecemos a fonte originária de todas as informações publicadas no final de cada artigo, com exceção das fontes internas. Captamos diversas informações pelo exclusivo #AlgoritmoPOLITZ que tem um alcance mundial.

Se você gosta do nosso trabalho como mídia independente, considere nos apoiar financeiramente com qualquer valor. Lembre-se que nós não recebemos dinheiro de políticos ou empresas estatais e só funcionamos com contribuições de vocês.

Comentários

Informações da Publicação

Autor(a)
POLITZ
Visual.
1.048
Comentários
1
Última atualização

Compartilhar

Top Bottom