É inevitável a indignação perante ao desfavor feito pelo STF, e partindo disso, você caro leitor não sabe que ‘norte’ seguir durante esse caos na américa latina – que graças a Deus não chegou aqui -. Porém, o melhor a fazer é refletir diante dos fatos e agirmos com consciência.

Ontem (08) o STF marcou não somente uma derrota para o cidadão brasileiro, mas demonstrou os interesses ocultos do STF, o desejo de caos e cooperação com o crime. Infelizmente hoje o ex-presidente Lula foi solto usando como pretexto a decisão covarde do poder judiciário, onde o condenado comemorou com um discurso atacando o MP e a PF. Sinceramente o sentimento de nojo é compartilhado por qualquer Brasileiro honesto, ao assistir tal vergonha jurídica.

“Está bem, mas o que vamos fazer?”
Como dito anteriormente, fazer algo nesse momento é comparável a estar em um tiroteio, mas você sendo cego. Entretanto, temos meios a seguir e objetivos a serem alcançados para resolver a curto prazo tal problema. E cabe a nós do MBC deixar claro a situação para darmos um primeiro passo. Primeiramente saiba que o Lula solto é UM problema, não O problema. Lula não é o mesmo de 2002, e sua imagem na política e na sociedade mudou (e muito) para pior. Observe você mesmo, quem a 17 anos atrás não votava nele? Quem não apoiava ele? Quem não gostava dele? Mudou bastante não? E é inevitável quem em 2019 isso tenha mudado.
Mesmo com os petistas fazendo de tudo para não acreditar na realidade, anunciando que irão fazer novamente caravanas para provar todo o “carinho” do povo com Lula. Mas acabaram se esquecendo que em 2017 quando foram fazer a caravana pelo país – com o Lula solto ainda - foram recebidos com ovos e tomates jogados, gritos, vaias, manifestações, e a cena inesquecível da ‘chibatada’. E o que garante de não serem recebidos novamente? Seja daqui a 1 mês, 1 ano, 1 década ou 1 século, ladrão é ladrão e será tratado como o mesmo.
“Como reverter a decisão do STF?”
Felizmente temos como, contudo, será pelo congresso. Está na câmara a muito tempo a PEC 410, onde altera o inciso LVII do art. 5º da Constituição Federal para prever que ninguém será considerado culpado até a confirmação de sentença penal condenatória em grau de recurso. A mesma já é apoiada por 120 deputados e 43 senadores, e será debatida na próxima segunda (11) na CCJ da câmara. Não podemos esperar a solução partindo do mesmo causador do problema (STF), assim como não podemos achar inútil o legislativo sendo que usaremos dele para tal problemática. Contudo, vamos direcionar nosso tempo aos deputados, pressionando cada um deles para que apoiem a PEC 410.

"Bolsonaro pode fazer algo?"
Não, infelizmente e nem venhamos citar mais ele por um motivo. De acordo com art. 4 da Lei do Impeachment, são crime de responsabilidade do presidente os atos contra:

II - O livre exercício do Poder Legislativo, do Poder Judiciário e dos poderes constitucionais dos Estados;​

O presidente fazendo ou até falando algo será munição para a oposição, então sem mais comentários.

Com calma chegaremos a uma solução, e a única e exclusiva intervenção que queremos é a divina. Vá com calma nas manifestações, pois terá muita gente usando sua presença e coragem para ganhar dinheiro e visibilidade. Qualquer dúvida acesse o canal do YouTube do MBC e inscreva-se para ficar informado com o que há de melhor em conhecimento conservador.