URGENTE: PROJECT VERITAS DIVULGA GRAVAÇÃO COMPLETA DOS AGENTES FEDERAIS COAGINDO O WHISTLEBLOWER DA USPS PARA QUE ELE 'MUDASSE SEU DEPOIMENTO'

Diversas vezes o POLITZ traz algumas informações bombásticas do Project Veritas, um grupo de jornalismo investigativo liderado por James O'Keefe que já colocou muita gente do alto escalão das Big Techs na parede, gravando e assumindo os seus posicionamentos ideológicos voltados à extrema-esquerda, além da perseguição à páginas, perfis e conteúdos ligados à direita e ao conservadorismo.

Desde que as eleições começaram, o Project Veritas iniciou uma série de trabalhos investigativos para tentar desmascarar as evidentes fraudes eleitorais que ocorreram durante o pleito deste ano nos Estados Unidos, favorecendo principalmente o candidato Democrata Joe Biden, como estamos demonstrando em nossas constantes reportagens.

A linha do tempo do Twitter de James O'Keefe está repleta de informações para quem quiser se informar sobre o assunto:


O denunciante, Richard Hopkins, revelou anteriormente, por meio do Project Veritas, que um funcionário postal de Erie, Pensilvânia, ordenou que as cédulas enviadas após o dia da eleição fossem retroativas a 3 de novembro. Ele afirmou ter ouvido especificamente do gerente local Robert Weisenbach Jr. falando com outro funcionário sobre o esquema.

As cédulas enviadas pelo correio devem ser postadas até o dia da eleição para serem consideradas válidas e contadas, de acordo com a lei americana, o que aparentemente, na Pensilvânia, muitos votos chegaram após a data limite e foi aí que os funcionários postais entraram para alterar as datas e tornarem as cédulas "válidas".

Neste tweet, a gravação mostra um agente federal tentando coagir o denunciante a mudar a sua história, que foi anteriormente gravada sob juramento, mostrando o agente dizento: "Estou tentando convencer você um pouquinho a fazer isso [mudar a sua história]".

Segundo James, agentes federais coagiram o denunciante por mais de 4 horas interrogando-o, sem estar assistido por um advogado, mas o rapaz se manteve firme, reafirmando que houve realmente mudança nas datas dos votos postais para se tornarem "legítimos", já que foram enviados após as datas permitidas pelas leis americanas para serem contabilizados.


Quando essas informações foram divulgadas antes de ontem, a mídia mainstream caiu matando em cima da história, tentando desmerecer o trabalho feito pelo Project Veritas, mas O'Keefe tinha prometido que iria divulgar os áudios gravados do agente e foi o que ele fez.

Até mesmo os Democratas, através de um perfil institucional saiu para comemorar que a "história era falsa", pobrezinhos:


Em tradução livre, os Democratas comemoraram afirmando que o whistleblower da USPS (serviço postal americano) teria se retratado de sua história e de suas alegações, de que um supervisor ordenou os funcionários a alterarem as datas dos ballots eleitorais, conforme o seu depoimento.

O'Keefe logo respondeu aos tweets Democratas afirmando:

- "Temos gravações dos agentes federais, que COAGIRAM este homem por meio de um interrogatório de 4 horas sem representação, que manteve sua declaração original sobre a data anterior das cédulas. Esperem para ouvir as gravações alterando as cédulas em datas retroativas. Esta é a supressão da verdade do estilo soviético.



James em um outro tweet também afirmou, mostrando uma gravação em vídeo de que o denunciante não teria alterado o seu depoimento, mesmo depois de ser intimidado, nas palavras de O'Keefe, no "estilo soviético":


Vejam mais tweets do fundador do Project Veritas sobre o assunto:



Na gravação recém-lançada, o agente Russell Strasser diz que "está tentando 'distorcer' você [o denunciante] um pouco".

"Temos senadores envolvidos. Temos o Departamento de Justiça envolvido. Nós temos ... " diz o agente federal.

"Eu não sou - na verdade sou. Estou tentando distorcer você um pouco porque nisso, acredite ou não, sua mente entrará em ação", diz Strasser. "Gostamos de controlar nossa mente. E quando fazemos isso, podemos nos convencer de uma memória. Mas quando você está sob um pouco de estresse, que é o que estou fazendo de propósito, sua mente pode ficar um pouco mais clara. E vamos fazer um exercício diferente também, para deixar sua mente um pouco mais clara. Então, isso é de propósito", disse Strasser.

No vídeo recém-lançado, Hopkins afirma, em termos inequívocos, que ele não se retratou. Afirma que essas notícias quanto a sua retratação são falsas.

O Project Veritas disse que eles também têm gravações de agentes federais tentando intimidá-lo e coagi-lo a se retratar - mas ele se manteve firme, conforme as gravações divulgadas.

"As gravações são evidências explosivas de retaliação, assustando ele", escreveu O’Keefe sobre a intimidação. "O denunciante recebeu uma carta colocando-o em suspensão sem remuneração."

O denunciante diz que até tentou entrar em contato com repórteres do Washington Post para que soubessem que sua história era falsa, mas que foi ignorado.

"Eles se recusam até mesmo a falar com ele ou incluir seu comentário", tweetou James O’Keefe:


Depois dessa pequena introdução, fica aqui o arquivo, conforme prometido por James O'Keefe do Project Veritas, onde ele tinha afirmado que tinha as provas de que agentes federais intimidaram o whistleblower (denunciante) que fez uma gravação juramentada de um agente postal, denunciando as fraudes eleitorais ocorridas na agência.

Fiquem à vontade para escutar. No momento, não há tradução disponível em português, sendo originalmente em inglês:

Fontes das Informações
  • Curtir
Reactions: Silvana Garcia
Sobre o(a) Autor(a):
POLITZ
Esse é o Perfil Oficial usado pela Equipe de Redação do POLITZ para criar as nossas matérias. As reportagens assinadas individualmente possuem perfil próprio.

Como de costume, oferecemos a fonte originária de todas as informações publicadas no final de cada artigo, com exceção das fontes internas. Captamos diversas informações pelo exclusivo #AlgoritmoPOLITZ que tem um alcance mundial.

Se você gosta do nosso trabalho como mídia independente, considere nos apoiar financeiramente com qualquer valor. Lembre-se que nós não recebemos dinheiro de políticos ou empresas estatais e só funcionamos com contribuições de vocês.

Comentários

Não há comentários para mostrar.

Informações da Publicação

Autor(a)
POLITZ
Visual.
3.418
Última atualização

Compartilhar

Top Bottom