Vazam e-mails para Dr. Fauci, da Casa Branca, afirmando que o vírus chinês aparenta ser fruto de engenharia genética e inutilidade das máscaras

Dados da Imagem
Dr. Fauci e o Instituto de Virologia de Wuhan (Reprodução / Montagem / Autoria Desconhecida / Newsweek).

Vazam e-mails de Dr. Fauci, da Casa Branca, afirmando que o vírus chinês aparenta ser fruto de engenharia genética e inutilidade das máscaras​


Desde ontem, diversos e-mails atribuídos como destino ao Dr. Anthony Fauci, Secretário de Saúde da Casa Branca nos Estados Unidos, equivalente ao nosso Ministro da Saúde, começaram a vazar na internet e hoje, mídias de todo o mundo começam a reproduzir o conteúdo desses e-mails, colocando em cheque todas as narrativas da mainstream e dos próprios governos e autoridades públicas.

Em especial, destacamos o próprio conhecimento do Dr. Fauci, que o vírus pode ser fruto de engenharia genética e a inutilidade das máscaras contra o COVID-19, ou como gostamos de chamar, de focinheiras.

Como fonte originária, trouxemos a publicação da NewsWeek para ser conferida, mostrando que mais uma vez, não se trata de uma fonte Arial 12 ou "juro por deus" - como alguns retardados insistem na burrice de não enxergar o que está a um palmo na frente deles.

Os e-mails vazados de Dr. Fauci, rei dos lockdowns intermináveis e das máscaras, botam toda as políticas tomadas pelas autoridades públicas praticamente no mundo inteiro em cheque, mostrando que quem realmente estava certo na verdade era o próprio Presidente Jair Bolsonaro e o presidente Donald Trump.

Em um e-mail enviado para Fauci em 31 de janeiro do ano passado de Kristian G. Andersen, do Scripps Research Institute e diretor do Instituto Nacional de Alergias e Doenças Infecciosas afirma que algumas características do vírus chinês (SARS-CoV-2) continham recursos que denotavam um potencial de "engenharia biológica" - ou seja, criado artificialmente em laboratório.

Ele também afirma que apesar das características inusuais do vírus, tais modificações foram mínimas, porém suficientes para alterar o genoma e obviamente, os efeitos do vírus.

Ontem, explicamos muito bem o que se tratam as pesquisas de Ganho de Função, em um dos artigos talvez mais importantes que publicamos sobre a pandemia causada pela praga chinesa. Para quem quiser entender melhor o assunto, sugerimos fortemente a leitura da nossa reportagem:
COVID-19 'NÃO POSSUÍ ANTECESSOR NATURAL' E FOI CRIADO POR CIENTISTAS CHINESES QUE TENTARAM ACOBERTAR O CASO COM ENGENHARIA REVERSA CULPANDO MORCEGOS

#TraduçõesPOLITZ  COVID-19 'NÃO POSSUÍ ANTECESSOR NATURAL' E FOI CRIADO POR CIENTISTAS CHINESES QUE TENTARAM ACOBERTAR O CASO COM ENGENHARIA REVERSA CULPANDO MORCEGOS

Introdução e Considerações Legais: Como sabem, o POLITZ tem essa pequena seção de artigos traduzidos, na qual, manualmente, trabalhamos palavra por palavra em publicações internacionais que nunca chegam ao Brasil, de mídias de grande ou pequeno porte que também não atuam em nosso país...
- "Temos uma boa equipe alinhada para analisar isso de forma muito crítica, então devemos saber muito mais no final do fim de semana", disse Andersen a Fauci em uma corrente de e-mails obtidos pelo BuzzFeed News por meio de um pedido da Lei de Liberdade de Informação. [...] "Devo mencionar que, após as discussões de hoje, Eddie, Bob, Mike e eu consideramos o genoma inconsistente com as expectativas da teoria da evolução", acrescentou o especialista. "Mas temos que olhar isso muito mais de perto e ainda há mais análises a serem feitas, então essas opiniões ainda podem mudar."

O que difere toda a situação das narrativas é que, anteriormente o que tínhamos na comunidade científica uma luta quase homérica pela imposição de uma verdade, contra até a própria comunidade científica que descartava absolutamente qualquer argumento contrário à narrativa oficial, tratando como teoria da conspiração, agora temos um agente do alto escalão do governo americano falando sobre o assunto abertamente, antes da pandemia "estourar" no mundo.
Andersen e sua equipe publicaram mais tarde um artigo na Nature Medicine (como sabem, uma das maiores revistas científicas do mundo), um artigo científico já revisado por pares, que disse acreditar que não era plausível que o COVID-19 foi projetado e vazou de um laboratório.

“Embora as evidências mostrem que o SARS-CoV-2 não é um vírus propositadamente manipulado, atualmente é impossível provar ou refutar as outras teorias de sua origem descritas aqui”, dizia o artigo. "No entanto, uma vez que observamos todas as características notáveis do SARS-CoV-2 [...] em Coronavírus encontrados na natureza, não acreditamos que qualquer tipo de cenário laboratorial seja plausível."

O e-mail vazado em questão que trata desse assunto pode ser lido aqui:

1622639224544.png


O artigo acrescentou posteriormente que mais dados científicos "poderiam balançar o equilíbrio das evidências para favorecer uma hipótese em detrimento de outra." A fonte originária entrou em contato com Andersen para mais comentários e acabou postando em mídias sociais nessa última terça-feira, que a teoria de vazamento de um laboratório poderia ser realmente uma possibilidade, mas acrescentou que "uma análise extensiva"seria necessária, junto com novos dados para alterar a conclusão do artigo originalmente publicado.

"O que o e-mail de Dr. Fauci mostra, é um claro exemplo do processo científico" - postado no Twitter, sobre o e-mail do dia 31 de janeiro para o Dr. Fauci. Pelo visto, o processo científico para os que defendem uma ciência monopolizadora de uma única voz só funciona quando eles resolvem que é a hora de mudar a narrativa.
O e-mail foi divulgado depois que o The Wall Street Journal (matéria também publicada pelo POLITZ) obteve um relatório de inteligência que afirmava que a equipe do Instituto de Virologia de Wuhan, na China, havia mostrado "sintomas consistentes com COVID-19" e com a gripe sazonal no final de 2019, na época do surto.

Revelações do Departamento de Estado levaram a especulações sobre as possíveis origens do COVID-19 e levaram o presidente Joe Biden a ordenar que todas as agências de inteligência americana voltassem à investigar a origem da praga chinesa, como já sabem.

No seguinte e-mail vazado, dessa vez enviado pelo próprio Dr. Fauci, faz considerações importantes sobre a inutilidade do uso de máscaras, algo que se tornou obrigatório e que a sociedade aceitou sem o mínimo questionamento sobre o assunto:

1622638933437.png


Em tradução livre:

Máscaras são apenas necessárias para pessoas que estão infectadas para prevenir que elas espalhem a infecção para pessoas que não estão infectadas do que simplesmente proteger as pessoas de adquirir a infecção. As máscaras comuns compradas por vocês em farmácias na verdade não são realmente efetivas na proteção contra o vírus, que é suficientemente pequeno e passa pelo material. Porém, ela pode trazer alguns benefícios, ao evitar que partículas de pessoas que espirram passem pelo material atingindo você.

Eu não recomendo que você use uma máscara, já que, particularmente, você está em uma situação de baixo risco. Seus instintos estão corretos, o dinheiro será melhor gasto em medicamentos para buscar o diagnóstico e vacinas.

Neste outro e-mail, datado de abril de 2020, envolvendo Dr. Fauci e outras pessoas, há um agradecimento de Peter Daszak para Erik Stemmy pelo esforço em que estão fazendo na mídia para tentar evitar tocar no assunto de que a origem do COVID-19 não foi por um vazamento laboratorial e sim, de origem natural, a velha historinha e narrativa oficial do morcego:

1622640939789.png


Um outro e-mail vazado, envolvendo também como participante da conversa o próprio Dr. Fauci e alguém conhecido como Hugh Auchincloss, afirma também sobre as pesquisas de ganho de função:

1622639317133.png

1622639516544.png

1622639525361.png


O trecho inicial dos e-mails acima, mostram que o genoma do COVID-19 são inconsistentes com as expectativas da evolução natural do vírus chinês: "Eu devo mencionar que após a discussão hoje mais cedo, Eddie, Bob, Mike e até eu mesmo, entendemos que o genoma [do COVID-19] são inconsistentes com as expectativas da teoria da evolução [natural]".

Outra parte traduzida do e-mail:

A publicação científica que você me enviou afirma que os experimentos foram realizados antes da interrupção das pesquisas de Ganho de Função, mas tinha sido revisada e aprovada pelo NIH [National Institute of Health, dos Estados Unidos]. Não temos certeza o que isso realmente significa, já que Emily tem certeza que nenhum trabalho com o Coronavírus passou pela framework do P3. Ela tentará determinar se temos alguma ligação distante com esse trabalho internacional.

Como sabem, o comentário se refere aos financiamento durante o governo Obama de U$ 600 mil dólares que passaram por uma ONG e foram direto para o Instituto de Virologia de Wuhan, como também visto em nossa reportagem anterior já citada acima.

Novamente destacamos a preocupação grande em relação às pesquisas de Ganho de Função e a completa ignorância das autoridades americanas frente às mentiras da China sobre o COVID-19 e os dados que eles divulgaram. Fauci foi claramente informado da possibilidade do vazamento do vírus do Instituto de Virologia de Wuhan.

Em um e-mail do próprio Dr. Fauci, datado de 5 de fevereiro de 2020, logo quando a pandemia chinesa estava prestes à explodir no mundo, Fauci tratou com desdenho o uso de máscaras, praticamente tirando sarro do seu uso:

1622639751520.png


Roger,
Use uma máscara/não use uma máscaras, eu não dou a mínima. Nós precisamos focar os nossos esforços [...]"

O resto do e-mail é falando sobre esportes americanos e a leve preocupação dele em relação ao aumento do número de infecções.

Para piorar ainda mais a situação, uma nova série de e-mails trocados por Cristina Cassetti com William J. Buikema, PhD e pesquisador associado da Universidade de Chicago e novamente o próprio Dr. Fauci, afirma sobre os riscos da experimental vacinação em massa e os riscos de aumento de potência do próprio vírus. Outros e-mails envolvendo o Secretário de Saúde da Casa Branca também aparecem no mesmo sentido, com a mesma preocupação:

Podem ler com os seus próprios olhos:

1622639928323.png


"Prezado Dr. Fauci,
Nós entendemos a necessidade de realização de vários estágios de testes de vacinas experimentais, mas olhando pelo tempo que você ofereceu para novas vacinas contra o vírus, eu insisto que essa estratégia deva ser reconsiderada [...]"

1622639940569.png


Já em março de 2020, um e-mail enviado por Adam Gartner para o Dr. Fauci explica como o Coronavírus foi criado, com o assunto: "O método de produção do Coronavírus como arma biológica".

"Olá Anthony,

Foi assim que o vírus foi criado.

Fusão de intervirion.
[...]

Como os detalhes técnicos não são importantes, não estamos traduzindo o restante do e-mail, já que contém informações extremamente científicas sobre o assunto, mas logo na primeira linha do terceiro parágrafo, ele menciona a união do vírus do HIV com uma mistura de 1.000mg da proteína 24 do HIV-gfp e suas partículas, incorporando o envelope ASLV-A, com a SARS-CoV, ou seja, o vírus original que foi utilizado.

No começo da pandemia, o POLITZ trouxe a possibilidade também em reportagens já esquecidas e jogadas na lata da censura de assuntos que não poderiam ser comentados, tanto quanto a engenharia biológica para a criação do vírus, como também as características do COVID-19 serem muito assemelhadas ao HIV, tendo partículas extremamente semelhantes entre os dois.

Os e-mails com suas imagens obtidas pelo Buzzfeed somam mais de 3200 "prints", sendo disponibilizados pelas fontes originárias abaixo e algum doido que conseguiu compilar todo o vazamento em um repositório online, que pode ser acessado aqui:


Como não temos gente suficiente para analisar cada uma das imagens o POLITZ resolveu trazer apenas um pequeno resumo do que parece ser a maior bomba atômica sobre a pandemia chinesa desde que publicamos o artigo ontem, já citado.

Graças à Deus oferecemos uma rede social livre de censura, o #FórumPOLITZ, onde esse material pode ser analisado (e quem sabe, traduzido), livremente por quem se interessar em se aprofundar no assunto. Fiquem à vontade.

Nosso trabalho aqui agora foi apenas dar um norte do tamanho do buraco da toca de coelho que existe em relação à essa pandemia chinesa causada pelo vírus, muito provavelmente, vazado (propositalmente ou não), de um laboratório da China, comandado pelos criminosos ditadores do Partido Comunista Chinês.

PS: Lembramos à todos que todas essas informações publicadas podem ser checadas através dos links que fornecemos, inclusive, são assuntos que já foram tratados pelo POLITZ logo antes, no início e durante toda a pandemia, que para nós, já tinha começado no final do ano de 2019. Basta pesquisar em nosso site. Entrem na seção de Artigos Traduzidos e especialmente a série de artigos selecionados à seguir:

Um Outro Olhar Sobre a Pandemia Chinesa

Um Outro Olhar Sobre a Pandemia Chinesa

Reunimos aqui para vocês diferentes pontos de vista em relação à pandemia causada pelo vírus chinês, com opiniões, estudos científicos e dados estatísticos bem diferentes dos vendidos pelas mídias mainstream. Confira conosco e fique à vontade para compartilhar.

ATUALIZAÇÃO EM ÚLTIMO MINUTO:

Pouco antes de publicarmos a reportagem, o nosso seguidor, Sandro Souza, informou que na página 154 dos e-mails vazados (podendo ser conferido no link acima mencionado), há um e-mail, diretamente ao vice-presidente Mike Pence, com cópia para o próprio Dr. Fauci, sobre o uso da hidroxicloroquina para o tratamento da pandemia:

1622642868446.png


Em um rápido resumo, o e-mail enviado por uma pessoa desconhecida informa o seguinte:
  • Houve um estudo pela utilização do famoso retroviral Remdesivir para tratar a doença;
  • Durante o estudo, vários artigos chineses apareceram, mostrando que a "amplamente conhecida" hidroxicloroquina", usada por mais de 70 anos para tratar a malária, é bastante potente para tratar o COVID-19 e pneumonia;
  • Isso surpreendeu os pesquisadores, concluindo que pode ser um medicamento muito eficaz para tratar pacientes de alto risco infectados pelo vírus chinês;
  • Comparando ao Remdesivir, o e-mail informa que a hidroxicloroquina é de fácil administração pela via oral, é barato e disponível amplamente no mundo;
  • Os pesquisadores questionam se o uso de baixas doses de hidroxicloroquina poderiam ser usadas para fins de estudo em pacientes com COVID-19;
  • Também levantou-se a possibilidade de usar o medicamento defendido por Donald Trump e Jair Bolsonaro para prevenir o desenvolvimento da pneumonia em pacientes com COVID-19;
  • Também trouxeram a informação de que, pela hidroxicloroquina ser um medicamento antigo, que já perdeu a patente, sendo um genérico, as companhias farmacêuticas não possuem qualquer incentivo para realizar estudos e pesquisas quanto à sua eficácia;
  • Eles alertam que o Governo Federal deveria financiar tais estudos e levantou também a possibilidade que o próprio Dr. Fauci deveria considerar essaa opção.
Fim do resumo do e-mail vazado pelo BuzzFeed.

Novamente, quaisquer novas atualizações conforme o escrutínio dos documentos são realizados pela comunidade vão aparecendo, com a nossa óbvia checagem da origem das informações, o POLITZ fará o possível para trazer essas notícias de forma responsável e o mais rápido possível.



Gosta do Nosso Trabalho?
O POLITZ é uma mídia livre, independente e que não recebe qualquer dinheiro público ou político/partidário e é mantida apenas por propagandas e assinaturas dos(as) nossos(as) leitores. Se você gosta do nosso trabalho, considere nos ajudar, desabilitando bloqueadores de propaganda e fazendo uma assinatura de qualquer valor.
Clique aqui para ser direcionado ao nosso Apoia.se

Nota Legal: Nossas publicação são necessariamente baseadas em fontes originárias/primárias/secundárias e são sempre citadas com os devidos links para conferência e verificação à informação, em respeito à responsabilidade solidária na via de dupla checagem dos fatos pelo POLITZ e pelo(a) próprio(a) leitor(a). Repudiamos as chamadas fake news, falsas narrativas e manipulações via desinformação propagadas pelas mídias tradicionais, criando mecanismos duplos para o fact checking.
Opiniões são diferentes de fatos publicados e noticiados e podem não representar necessariamente o posicionamento do POLITZ na qual exerce e defende incondicionalmente o direito à liberdade de expressão, livre manifestação de pensamento, de posicionamento político e religioso (Constituição Federal de 1988, art. 5º, incisos IV, VI, IX, XIX. - Pacto de San José da Costa Rica. Decreto n. 678/1992. arts. 12 e 13. - Declaração Universal dos Direitos Humanos, arts. 18 e 19 e outras legislações nacionais ou internacionais aplicáveis, especialmente nas quais a República Federativa do Brasil é signatária).
Créditos sempre devidos para todos os(as) autores(as), incluindo imagens de capa e do corpo, ilustrações e outras. Em caso de erro, correção, sugestão, violação de direitos autorais, utilize o botão "Denunciar", o formulário de "Contato" ou deixe um comentário. Tais solicitações são tratadas com prioridade.
Fontes das Informações

Sobre o(a) Autor(a):
POLITZ
Esse é o Perfil Oficial usado pela Equipe de Redação do POLITZ para criar as nossas matérias. As reportagens assinadas individualmente possuem perfil próprio.

Como de costume, oferecemos a fonte originária de todas as informações publicadas no final de cada artigo, com exceção das fontes internas. Captamos diversas informações pelo exclusivo #AlgoritmoPOLITZ que tem um alcance mundial.

Se você gosta do nosso trabalho como mídia independente, considere nos apoiar financeiramente com qualquer valor. Lembre-se que nós não recebemos dinheiro de políticos ou empresas estatais e só funcionamos com contribuições de vocês.

Comentários

Papai Noel Ancap do Rio de Janeiro passando por essa timeline polêmica:


 

Informações da Publicação

Autor(a)
POLITZ
Visual.
7.090
Comentários
2
Última atualização

Compartilhar

Top Bottom