• Olá Visitante! Seja muito bem vindo(a)!

    O #FórumPOLITZ é uma Comunidade única, sendo a primeira rede social no estilo de Fórum criada para pessoas que tem sede de conhecimento, conteúdo, informação e que adora uma boa discussão. Prezamos pela liberdade de expressão, em uma rede totalmente segura, livre de censuras e perseguições ideológicas.

    Oferecemos recursos exclusivos, em uma plataforma construída no que há de mais moderno no mundo. Para aproveitar tudo isso, é preciso Criar um Perfil. É rápido, fácil e totalmente gratuito. Você pode usar até a sua conta no Twitter para fazer isso.

    Junte-se a nós, venha se informar e compartilhar o seu conhecimento com a comunidade que mais cresce no Brasil. Esperamos que goste :)

  • Você sabia?

    Para poder criar Tópicos, postar respostas e usar os recursos de rede social da nossa Comunidade é necessário Criar um Perfil gratuitamente. Você pode usar até uma conta do Twitter.

    Com seu Perfil você poderá participar de todas as discussões, se informar, criar seus próprios Tópicos e compartilhar o seu conhecimento.

    Não perca o seu tempo. Venha para a melhor comunidade brasileira da internet.

#Cultura Falando Obviedades (e Sobriedades)

Ecce Animus

Experiente
Entrou
23/12/18
Posts
390
Reactions
156
Falando Obviedades (e Sobriedades)

52920

Existem certas ideias que vêm me atormentando nos últimos tempos. Não dá para refletir a vida intelectual sem refletir a própria vida. Escrevo essa breve nota no sentido de produzir uma pequena reflexão em mim mesmo.

Piaget dizia que o meio fere o organismo, esse organismo adapta-se depois da lesão que é sofrida. Com isso ele queria dizer que o organismo (nós) adapta-se ao meio (sociedade) no sentido de ser-lhe útil. O que a sociedade quer influencia em nós um dado padrão de comportamento. Isso pode ser bom ou ruim. Se, em nosso meio social, exigem-nos o amadurecimento e o cultivo da cultura – no sentido pedagógico e intelectual de cultura –, damo-nos por florescer belamente. Agora, se é o oposto, se o nosso meio social conspira para que caiamos numa vida desregrada, numa vida sem metas e nem fins nobres, acabamos por ir decaindo junto ao nosso meio.

Essa constatação fez-me pensar nas considerações que meus pais me davam quando eu era menor, e eu sempre feria aquilo que meus pais recomendavam-me. Eles me diziam para que eu não me misturasse com determinado tipo de gente, para que não praticasse dadas ações e para que eu não vivesse de tal forma. O tempo foi passando e a má cultura brasileira foi me influenciando para um mau caminho. Cometi, então, inumeráveis erros que, hoje, na minha idade, arrependo-me severamente. Algo que, se um dia eu tiver um filho, tentaria evitar a qualquer custo.

Trata-se de tudo, rapazes. Os locais que ficamos na faculdade, os livros que lemos, os locais que frequentamos na internet. Tudo isso conspira para o mal ou para o bem. Sêneca dizia que a vida não era curta, mas que utilizamo-la mal. E por utilizarmos a vida mal, a vida passa sem que a gente perceba. O tempo está passando e estamos confinados em nossa própria ignorância, o tempo passa e estamos presos aos nossos vícios – ou pecados, se preferir.

Então aí vai um conselho de quem se tocou: tomem cuidado com o que leem, com as suas ideias, com as pessoas que acompanham, com tudo que lhes influencia. E, não tenham dúvida, a maior parte da cultura brasileira padrão conspira contra você.
 

Ulrich

Experiente
Entrou
22/10/18
Posts
343
Reactions
1.242
Como você também apontou, o problema é que no Brasil estamos imersos em uma cultura deletéria e não há como fugir. Liga-se a TV ou o computador e só se vê vulgaridade, vai-se a uma livraria e só se encontra tolices, tenta-se iniciar uma conversa e só se ouve ou obtusidades ou platitudes. Ainda que seus pais tenham tido as melhores intenções do mundo, quando chegava o domingo invariavelmente era ou ver Faustão/Gugu ou brincar com crianças cujos pais provavelmente não se importavam tanto e que assim tinham menos senso do que fazer ou deixar de fazer.

Quando crianças, não percebemos isso, estamos limitados à frustração imediata ("não me deixaram fazer isso," "tiraram aquilo de mim", "todos pais deixam as outras crianças fazer aquelas coisas menos os meus," etc.) Aquilo que seria preciso fazer seria ao invés de privar as crianças de todo tipo de entretenimento, substituir o deletério pelo saudável. Mas é claro, isso exige virtude dos pais e um ambiente apropriado.
 
OP
OP
Ecce Animus

Ecce Animus

Experiente
Entrou
23/12/18
Posts
390
Reactions
156
Como você também apontou, o problema é que no Brasil estamos imersos em uma cultura deletéria e não há como fugir. Liga-se a TV ou o computador e só se vê vulgaridade, vai-se a uma livraria e só se encontra tolices, tenta-se iniciar uma conversa e só se ouve ou obtusidades ou platitudes. Ainda que seus pais tenham tido as melhores intenções do mundo, quando chegava o domingo invariavelmente era ou ver Faustão/Gugu ou brincar com crianças cujos pais provavelmente não se importavam tanto e que assim tinham menos senso do que fazer ou deixar de fazer.

Quando crianças, não percebemos isso, estamos limitados à frustração imediata ("não me deixaram fazer isso," "tiraram aquilo de mim", "todos pais deixam as outras crianças fazer aquelas coisas menos os meus," etc.) Aquilo que seria preciso fazer seria ao invés de privar as crianças de todo tipo de entretenimento, substituir o deletério pelo saudável. Mas é claro, isso exige virtude dos pais e um ambiente apropriado.
Creio que eu seria bem mais rigoroso com meu filho do que meus pais foram comigo.
 

Garbage

Grão-Mestre
Entrou
30/3/19
Posts
2.058
Reactions
953
Concordo plenamente.
A felicidade plena está na excelência da vida virtuosa.
 

Gavagai

Grão-Mestre
Entrou
18/10/18
Posts
2.974
Reactions
969
é só no brasil mesmo na frança a galera é FISSURADA no garrigou lagrange nos eua você liga a TV e tá passando aula da HARVARD sobre aristoteles na alemanha o estudante é alfabetizado pelo método fônico a partir de trechos adaptados do goethe
 

Ulrich

Experiente
Entrou
22/10/18
Posts
343
Reactions
1.242
Ser muito rigoso pode piorar as coisas, ainda mais se você próprio não for muito virtuoso e muito inteligente. Virtuoso para dar exemplo e inteligente para explicar seus motivos (quando seus filhos forem adolescentes e já entederem motivos).

Se você é rigoroso cobrando que seus filhos se vistam de certa maneira ou que não tenham certas companhias, você tem de saber explicar porque é assim (do contrário vai parecer despótico) e dar exemplo (do contrário, vai parecer incoerente). Se você está sempre decentemente vestido (e seus filhos percebem que isso é algo intencional da sua parte), sempre com boas companhias e sempre dando oportunidade para que seus filhos estejam em ambientes em que eles possam cultivar boas companhias, talvez nem vá precisar reforçar essas ideias.

Agora, se você está frequentemente maltrapilho, veste a primeira coisa que aparece na sua frente, tem companhias desagradáveis, deixa os filhos trancados em casa ou não tem o hábito de os levar em ambientes onde possam conhecer boas pessoas da mesma idade, etc., e ainda assim você quer impor aqueles bons hábitos nos seus filhos, pode se preparar para descobrir as tatuagens escondidas e os estoques de papeizinhos de seda.
 

Ulrich

Experiente
Entrou
22/10/18
Posts
343
Reactions
1.242
é só no brasil mesmo na frança a galera é FISSURADA no garrigou lagrange nos eua você liga a TV e tá passando aula da HARVARD sobre aristoteles na alemanha o estudante é alfabetizado pelo método fônico a partir de trechos adaptados do goethe
Você já viajou para fora do Brasil, Gavagai?
 
OP
OP
Ecce Animus

Ecce Animus

Experiente
Entrou
23/12/18
Posts
390
Reactions
156
Ser muito rigoso pode piorar as coisas, ainda mais se você próprio não for muito virtuoso e muito inteligente. Virtuoso para dar exemplo e inteligente para explicar seus motivos (quando seus filhos forem adolescentes e já entederem motivos).

Se você é rigoroso cobrando que seus filhos se vistam de certa maneira ou que não tenham certas companhias, você tem de saber explicar porque é assim (do contrário vai parecer despótico) e dar exemplo (do contrário, vai parecer incoerente). Se você está sempre decentemente vestido (e seus filhos percebem que isso é algo intencional da sua parte), sempre com boas companhias e sempre dando oportunidade para que seus filhos estejam em ambientes em que eles possam cultivar boas companhias, talvez nem vá precisar reforçar essas ideias.

Agora, se você está frequentemente maltrapilho, veste a primeira coisa que aparece na sua frente, tem companhias desagradáveis, deixa os filhos trancados em casa ou não tem o hábito de os levar em ambientes onde possam conhecer boas pessoas da mesma idade, etc., e ainda assim você quer impor aqueles bons hábitos nos seus filhos, pode se preparar para descobrir as tatuagens escondidas e os estoques de papeizinhos de seda.
Sou muito mais conservador que meus pais em dados aspectos e muito mais liberal em outros aspectos. Sou perfeitamente capaz de explicar-lhes a razão. Quero proteger meus filhos de meus próprios erros.
 

Gavagai

Grão-Mestre
Entrou
18/10/18
Posts
2.974
Reactions
969
é coincidência que na amazon alemã o livro mais vendido seja a biografia de um viciado em drogas que virou youtuber
 

Ulrich

Experiente
Entrou
22/10/18
Posts
343
Reactions
1.242
Sou muito mais conservador que meus pais em dados aspectos e muito mais liberal em outros aspectos. Sou perfeitamente capaz de explicar-lhes a razão. Quero proteger meus filhos de meus próprios erros.
Então se concentre em criar o ambiente adequado. Seus filhos têm de ter prazer em fazer o certo, fazer primeiramente por amor, não por obrigação ou dever. A obrigação e dever entram em cena de maneira secundária como uma espécie de "garantia". Se o foco for na obrigação e dever isso vai deixá-lo ressentidos e inseguros sobre tudo na vida.
 

Gavagai

Grão-Mestre
Entrou
18/10/18
Posts
2.974
Reactions
969
por exemplo, não é porque existe uma oxford que a população britânica em geral é culta ou coisa similar (grande coisa é trocar o faustão pelas telenovelas do reino unido ou programas de 'idol'...).

viver enfiado na miséria intelectual é a condição padrão da humanidade, ao menos desde que o mundo é mundo. que tipo de livro a madame bovary costumava ler, mesmo?
 
Última vez editado:

Gavagai

Grão-Mestre
Entrou
18/10/18
Posts
2.974
Reactions
969


retirado dos mais vistos no youtube alemão. outra coincidência.
 
C

Camus de Aquário

Não-Registrado/Confirmado
Sim, ascese é essencial.
 
OP
OP
Ecce Animus

Ecce Animus

Experiente
Entrou
23/12/18
Posts
390
Reactions
156
por exemplo, não é porque existe uma oxford que a população britânica em geral é culta ou coisa similar (grande coisa é trocar o faustão pelas telenovelas do reino unido ou programas de 'idol'...).

viver enfiado na miséria intelectual é a condição padrão da humanidade, ao menos desde que o mundo é mundo. que tipo de livro a madame bovary costumava ler, mesmo?
Não sei do que você está falando, nunca disse que a cultura ao redor do mundo era boa e que só a do Brasil era ruim. Apliquei o exemplo brasileiro pois estamos no Brasil. Controle a sua projeção.
 

Gavagai

Grão-Mestre
Entrou
18/10/18
Posts
2.974
Reactions
969
Não sei do que você está falando, nunca disse que a cultura ao redor do mundo era boa e que só a do Brasil era ruim. Apliquei o exemplo brasileiro pois estamos no Brasil. Controle a sua projeção.
eu nem li o seu post. estava conversando com o ulrich.
 

Gavagai

Grão-Mestre
Entrou
18/10/18
Posts
2.974
Reactions
969
os letrados só escrevem de maneira bela quando desejam impressionar alguém ou cumprir exigências editoriais...
 

Gavagai

Grão-Mestre
Entrou
18/10/18
Posts
2.974
Reactions
969
proust mesmo escrevia as próprias cartas sem fazer uso de sinais de pontuação. há também aquele gramático purista, o napoleão mendes de almeida, que nem sequer acentuava suas anotações pessoais. etc. acontece nas melhores famílias.
 

matheusxd992

Experiente
Entrou
17/2/19
Posts
399
Reactions
145
e o pior disso tudo é que somos impotentes em relação a tudo isso, só somos donos da nossa própria vida e as vezes nem isso, sinceramente é um saco, a maioria das pessoas só falam de coisas triviais, fiz sexo com tal pessoa, vi tal jogo, comprei tal carro, fui pra tal festa, enfim coisas fúteis e que não possuem importância... e o pior, se você não fizer tais coisas ou criticar as mesmas, você é visto como alguém estranho.
 
OP
OP
Ecce Animus

Ecce Animus

Experiente
Entrou
23/12/18
Posts
390
Reactions
156
e o pior disso tudo é que somos impotentes em relação a tudo isso, só somos donos da nossa própria vida e as vezes nem isso, sinceramente é um saco, a maioria das pessoas só falam de coisas triviais, fiz sexo com tal pessoa, vi tal jogo, comprei tal carro, fui pra tal festa, enfim coisas fúteis e que não possuem importância... e o pior, se você não fizer tais coisas ou criticar as mesmas, você é visto como alguém estranho.
Essa é a solidão (ou solitude) da vida intelectual.
 

Ulrich

Experiente
Entrou
22/10/18
Posts
343
Reactions
1.242
Há que se buscar um pouco mais nos lugares certos. Um amigo que mora no interior de MG acabou de me dizer que encontrou um bom grupo de pessoas bem intencionadas e estudiosas mesmo na cidade pequena dele. É claro que dali não sairá uma nova Academia, mas encontrar um grupo assim pode ajudar a não enlouquecer.
 
Top Bottom