• Olá Visitante! Seja muito bem vindo(a)!

    O #FórumPOLITZ é uma Comunidade única, sendo a primeira rede social no estilo de Fórum criada para pessoas que tem sede de conhecimento, conteúdo, informação e que adora uma boa discussão. Prezamos pela liberdade de expressão, em uma rede totalmente segura, livre de censuras e perseguições ideológicas.

    Oferecemos recursos exclusivos, em uma plataforma construída no que há de mais moderno no mundo. Para aproveitar tudo isso, é preciso Criar um Perfil. É rápido, fácil e totalmente gratuito. Você pode usar até a sua conta no Twitter para fazer isso.

    Junte-se a nós, venha se informar e compartilhar o seu conhecimento com a comunidade que mais cresce no Brasil. Esperamos que goste :)

  • Você sabia?

    Para poder criar Tópicos, postar respostas e usar os recursos de rede social da nossa Comunidade é necessário Criar um Perfil gratuitamente. Você pode usar até uma conta do Twitter.

    Com seu Perfil você poderá participar de todas as discussões, se informar, criar seus próprios Tópicos e compartilhar o seu conhecimento.

    Não perca o seu tempo. Venha para a melhor comunidade brasileira da internet.

#Economia Geral da Economia - Ibov 100k

Xande

Mestre
Entrou
22/9/18
Posts
568
Reactions
798
Tópico para a discussão econômica em geral;

Notícias / Teoria Econômica / Brigas entre escolas / Xingar a Unicamp/ Rentistas da Puc e FGV/ Negócios / Mercado em geral




Como não havia nenhum outro tópico sobre economia propriamente, criei este. Vale desde notícias, pesquisas e até relatos sobre o mercado financeiro, mercado de trabalho, investimentos etc.
 
Última vez editado:

Gavagai

Grão-Mestre
Entrou
18/10/18
Posts
2.999
Reactions
973

While the substantive contributions of Austrian economists to economics are significant, their sum from Human Action on is small compared to the progress that neoclassical economics has made over the same time period. The ten good ideas listed in section 4.3 are only the beginning of what economists have learned since 1949 - in spite of the large deadweight cost of mathematics and econometrics. Mises and Rothbard certainly produced an original alternate paradigm for economics - and applied this paradigm to a number of interesting topics. Unfortunately, the foundations of their new paradigm are unfounded, and their most important applied conclusions unsound or overstated. The reasonable intellectual course for Austrian economists to take is to give up their quest for a paradigm shift and content themselves with sharing whatever valuable substantive contributions they have to offer with the rest of the economics profession - and of course, with the intellectually involved public. In sum, Milton Friedman spoke wisely when he declared that "there is no Austrian economics - only good economics, and bad economics,"[60] to which I would append: "Austrians do some good economics, but most good economics is not Austrian.
 
Última vez editado:
OP
OP
Xande

Xande

Mestre
Entrou
22/9/18
Posts
568
Reactions
798

While the substantive contributions of Austrian economists to economics are significant, their sum from Human Action on is small compared to the progress that neoclassical economics has made over the same time period. The ten good ideas listed in section 4.3 are only the beginning of what economists have learned since 1949 - in spite of the large deadweight cost of mathematics and econometrics. Mises and Rothbard certainly produced an original alternate paradigm for economics - and applied this paradigm to a number of interesting topics. Unfortunately, the foundations of their new paradigm are unfounded, and their most important applied conclusions unsound or overstated. The reasonable intellectual course for Austrian economists to take is to give up their quest for a paradigm shift and content themselves with sharing whatever valuable substantive contributions they have to offer with the rest of the economics profession - and of course, with the intellectually involved public. In sum, Milton Friedman spoke wisely when he declared that "there is no Austrian economics - only good economics, and bad economics,"[60] to which I would append: "Austrians do some good economics, but most good economics is not Austrian.
Escola austríaca é, em sua maioria, economia política. Acabam perdendo mais tempo com meta-economia e política do que pesquisa econômica em si, e por isso, mesmo sendo liberal, chamam de heterodoxa. Agora, Hayek é respeitado pela ortodoxia pelo trabalho na teoria monetária e flutuações econômicas.
 
Última vez editado:

Gavagai

Grão-Mestre
Entrou
18/10/18
Posts
2.999
Reactions
973
Escola austríaca é, em sua maioria, economia política. Acabam perdendo mais tempo com meta-economia e política do que pesquisa econômica em si, e por isso, mesmo sendo liberal, chamam de heterodoxa. Agora, Hayek é respeitado pela ortodoxia pelo trabalho na teoria monetária e flutuações econômicas.
o autor do texto também diz isso
 

Cristão Anti-NOM

Mestre dos Mestres
Entrou
31/10/18
Posts
4.912
Reactions
3.675
Marcando
 

Negai

Guru
Medalinha
Entrou
16/10/18
Posts
7.538
Reactions
9.701
Bom tópico. Inaugurando com um vídeo sobre diferenças e semelhanças entre as Escolas Austríaca e de Chicago.
 

Pipoqueiro

Grão-Mestre
Entrou
15/10/18
Posts
2.099
Reactions
2.991
Escola austríaca é, em sua maioria, economia política. Acabam perdendo mais tempo com meta-economia e política do que pesquisa econômica em si, e por isso, mesmo sendo liberal, chamam de heterodoxa. Agora, Hayek é respeitado pela ortodoxia pelo trabalho na teoria monetária e flutuações econômicas.
Hayek não é o autor dessa teoria, Mises já tinha explicado antes dele. Por que mises não ganhou o Nobel? Pra mim ele foi boicotado.. Admitir como mera hipótese que ele possa estar certo exigiria refundar a metodologia econômica e também o sistema político.. É mais fácil chuta-lo pra escanteio, esperar alguém ter parte da ideia que ele já teve décadas antes, e premiar esse sujeito. Que foi o caso do hayek
 
OP
OP
Xande

Xande

Mestre
Entrou
22/9/18
Posts
568
Reactions
798
Inequality and Skin in the Game

Artigo retirado do livro Skin in the Game, do Nassim Taleb, onde defende que a igualdade real é a igualdade probabilística; Ele aprofunda a discussão com a análise dinâmica da rotação das pessoas ricas(10% dos americanos vão ficar um ano entre o 1% e mais da metade dos americanos vão ficar 1 ano entre os 10% mais ricos); Critica Piketty e seu livro pela falha na percepção de desigualdade, dentre outras reflexões.

 
Última vez editado:
OP
OP
Xande

Xande

Mestre
Entrou
22/9/18
Posts
568
Reactions
798
Hayek não é o autor dessa teoria, Mises já tinha explicado antes dele. Por que mises não ganhou o Nobel? Pra mim ele foi boicotado.. Admitir como mera hipótese que ele possa estar certo exigiria refundar a metodologia econômica e também o sistema político.. É mais fácil chuta-lo pra escanteio, esperar alguém ter parte da ideia que ele já teve décadas antes, e premiar esse sujeito. Que foi o caso do hayek
Já tinha ouvido falar que mises era o autor mas não acreditei. Será que não foi por falta de sustentação matematizada? Ou por falta de uma melhor formalização do trabalho? De qualquer forma, o Nobel de economia é péssimo, não são os laureados da área que prestigiam o prêmio, mas o contrário. E também não é como se a academia aceitasse hayek assim, até hoje é desgostado(O discurso no recebimento do prêmio foi uma porrada na academia :icon-lol:).
 
Última vez editado:

Pipoqueiro

Grão-Mestre
Entrou
15/10/18
Posts
2.099
Reactions
2.991
Já tinha ouvido falar que mises era o autor mas não acreditei. Será que não foi por falta de sustentação matematizada? De uma melhor formalização do trabalho? De qualquer forma, o Nobel de economia é um prêmio péssimo, não são os laureados da área que prestigiam o prêmio mas o contrário.
Hayek é autor do problema da informação dispersa. Tem o artigo dele ''O uso do conhecimento na sociedade''
Mas, ainda assim, não algo que já não estivesse meio que subentendido em Mises quando ele fala do papel do empreendedor na descoberta de mercado.

Já sobre ciclos economicos e moeda, definitivamente o Hayek não é o autor. No máximo ele matematizou a coisa..
 
Última vez editado:
OP
OP
Xande

Xande

Mestre
Entrou
22/9/18
Posts
568
Reactions
798
Hayek é autor do problema da informação dispersa. Tem o artigo dele ''O uso do conhecimento na sociedade''
Mas, ainda assim, não algo que já não estivesse meio que subentendido em Mises quando ele fala do papel do empreendedor na descoberta de mercado.

Já sobre ciclos economicos e moeda, definitivamente o Hayek não é o autor. No máximo ele matematizou a coisa..
Cara, hoje concordo contigo, nunca deram um prêmio pra um heterodoxo, pro Hayek foi mais uma necessidade pela força das ideias deles, mas claro que pra um mais afinado com a visão mainstream.


Realização, Trump e ruídos com Previdência: o que está fazendo o Ibovespa cair até 2%
Governo deve enviar uma nova PEC para a reforma, ou seja, não vai aproveitar o projeto do ex-presidente Michel Temer, o que deve atrasar a tramitação


Acredito que o impacto interno no IBOV foi maior que o externo, o lenga-lenga sobre como vai ser a previdência e o mourão boca mole dando pitaco tem atrasado a festa...
 
Última vez editado:

Novo no Front

Grão-Mestre
Entrou
18/10/18
Posts
2.174
Reactions
1.554
Boa, eu pensei em criar um tópico desse, mas não tenho panela suficiente pra bancar um tópico não flop lolsuper. Só sirvo pra chupinhar keke


Interessante notar que os austríacos, mesmo sendo irrelevantes, comparando com outras escolas, (não entrando no mérito disso), são muito mais comentados nas interwebs pelo povão (que não é povão) do que a Escola de Chicago que empilha prêmios Nobel e que tem vários nomes superconhecidos e influentes. Sempre quando há citação à Economia, sempre alguém se refere aos austríacos. Instituto Mises/Rothbard fizeram um puta trabalho de divulgação, assim como alguns ou um youtuber. Não sei a história desses institutos, mas eles fizeram seu trabalho bem demais aqui no Brazil, não sei como é nos EUA e Europa.

Não teremos tão cedo tmb, ou não teremos, um austríaco no governo. Já chicaguista temos o superministro e o presida do BNDES (tem mais se eu não me engano). Só uns comentários gerais msm, sem entrar na teoria.


Hayek é o segundo autor mais citado em discursos do prêmio Nobel, não? Perdendo pro Arrow eu acho.


Depois vou listar uns sites bons aí (que ninguém vai olhar) pra ler no dia a dia.


Ri bastante dos 100k, espera mais uns 4 meses lol
****








IE >>>>> UFRJ >>>> PUC-RIO >>>>> EPGE >>>> EESP >>>> Insper >>>> FEA

e tenho dito
 
Última vez editado:
OP
OP
Xande

Xande

Mestre
Entrou
22/9/18
Posts
568
Reactions
798
Boa, eu pensei em criar um tópico desse, mas não tenho panela suficiente pra bancar um tópico não flop lolsuper. Só sirvo pra chupinhar keke


Interessante notar que os austríacos, mesmo sendo irrelevantes, comparando com outras escolas, (não entrando no mérito disso), são muito mais comentados nas interwebs pelo povão (que não é povão) do que a Escola de Chicago que empilha prêmios Nobel e que tem vários nomes superconhecidos e influentes. Sempre quando há citação à Economia, sempre alguém se refere aos austríacos. Instituto Mises/Rothbard fizeram um puta trabalho de divulgação, assim como alguns ou um youtuber. Não sei a história desses institutos, mas eles fizeram seu trabalho bem demais aqui no Brazil, não sei como é nos EUA e Europa.

Não teremos tão cedo tmb, ou não teremos, um austríaco no governo. Já chicaguista temos o superministro e o presida do BNDES (tem mais se eu não me engano). Só uns comentários gerais msm, sem entrar na teoria.


Hayek é o segundo autor mais citado em discursos do prêmio Nobel, não? Perdendo pro Arrow eu acho.


Depois vou listar uns sites bons aí (que ninguém vai olhar) pra ler no dia a dia.


Ri bastante dos 100k, espera mais uns 4 meses lol
****








IE >>>>> UFRJ >>>> PUC-RIO >>>>> EPGE >>>> EESP >>>> Insper >>>> FEA

e tenho dito
Quem disse que tenho panela? Só boa vontade :icon-lol:

Creio que os austríacos são mais acessíveis porque não dependem de uma carga econômica mais ''forte'' pra se entender. Se você sair falando que existe um trade-off entre inflação e desemprego no curto prazo devido ao fato de que os agentes econômicos não conseguem prever a inflação futura, mas que no longo prazo, a partir do processo de revisão das expectativas, a inflação esperada pelos agentes econômicos tende a ajustar-se à inflação corrente e, como resultado dessa antecipação inflacionária, o nível de emprego retorna à sua taxa natural de desemprego, mas com maior nível de preços, ninguém entenderia ***** nenhuma.

Sem falar que as teorias austríacas são muito na contra-mão da estrutura que temos, tem sua importância obviamente mas acabam ficando mais na ''utopia'', e não teria como um austríaco trabalhar sem remodelar todo o modelo econômico, jurídico e legislativo do país.

Confia que vem os 100k :icon-lol:
 
Última vez editado:

Novo no Front

Grão-Mestre
Entrou
18/10/18
Posts
2.174
Reactions
1.554
Quem disse que tenho panela? Só boa vontade :icon-lol:

Creio que os austríacos são mais acessíveis porque não dependem de uma carga econômica mais ''forte'' pra se entender. Se você sair falando que existe um trade-off entre inflação e desemprego no curto prazo devido ao fato de que os agentes econômicos não conseguem prever a inflação futura, mas que no longo prazo, a partir do processo de revisão das expectativas, a inflação esperada pelos agentes econômicos tende a ajustar-se à inflação corrente e, como resultado dessa antecipação inflacionária, o nível de emprego retorna à sua taxa natural de desemprego, mas com maior nível de preços, ninguém entenderia ***** nenhuma.

Sem falar que as teorias austríacas são muito na contra-mão da estrutura que temos, tem sua importância obviamente mas acabam ficando mais na ''utopia'', e não teria como um austríaco trabalhar sem remodelar todo o modelo econômico, jurídico e legislativo do país.

Confia que vem os 100k :icon-lol:
não falei que tinha. Aí as chances de flopar são grandes :icon-lol:

Mas realmente, os artigos do IMB são super acessíveis, por exemplo. Agora se for pegar livros, e livros técnicos ainda por cima, a coisa complica mais. Lógico que tem como um austríaco trabalhar, ele não vai dar canetada e estabelecer o minarquismo/anarco-capetalismo, mas avanços ele consegue. Guedes até queria remodelar todo o modelo econômico, por exemplo, mas tem n fatores que o prejudicam, mas ele tem muito poder em mãos pra tocar o barco apesar dos pesares. Agora não vejo chances de um austríaco vira ministro de qlqr. coisa por aqui.
 

Pinochet

Mestre
Entrou
4/1/19
Posts
849
Reactions
3.054
o instituto mises tem muita viagem política no meio

mas o que eu gosto muito são os artigos do leandro roque

infelizmente ele tem escrito poucos, mas já fez dois sobre a nova era:

Os quatro nós que Bolsonaro e sua equipe terão de desatar
https://mises.org.br/Article.aspx?id=2957

Diminuir IRPJ e tributar dividendos: os prós e os contras da proposta de Paulo Guedes
https://mises.org.br/Article.aspx?id=2982

as análises dele por volta de 2012-2014 foram as melhores que eu li no pré-crise
 
OP
OP
Xande

Xande

Mestre
Entrou
22/9/18
Posts
568
Reactions
798
não falei que tinha. Aí as chances de flopar são grandes :icon-lol:

Mas realmente, os artigos do IMB são super acessíveis, por exemplo. Agora se for pegar livros, e livros técnicos ainda por cima, a coisa complica mais. Lógico que tem como um austríaco trabalhar, ele não vai dar canetada e estabelecer o minarquismo/anarco-capetalismo, mas avanços ele consegue. Guedes até queria remodelar todo o modelo econômico, por exemplo, mas tem n fatores que o prejudicam, mas ele tem muito poder em mãos pra tocar o barco apesar dos pesares. Agora não vejo chances de um austríaco vira ministro de qlqr. coisa por aqui.
Sim, o objetivo dos austríacos seria acabar com o bacen, mas pra fazer isso teria que ter capital político descomunal, e dele alterar toda estrutura que falei. A alteração estrutural que o guedes propõe já é ''radical'' e só de passar a reforma de um sistema falido como a previdência já da tudo isso, agora imagina a de um austríaco :icon-lol:
 
Última vez editado:
OP
OP
Xande

Xande

Mestre
Entrou
22/9/18
Posts
568
Reactions
798

Os democratas estão completamente alucinados :icon-lol:
 

Pipoqueiro

Grão-Mestre
Entrou
15/10/18
Posts
2.099
Reactions
2.991
Os democratas estão indo cada vez mais pro full-socialismo nos EUA.. É assustador.
Ou eles vão perder as próximas eleições, pq o americano ainda não comprou esse tipo de agenda, ou os eua caminha pro ripão


 
Última vez editado:

Novo no Front

Grão-Mestre
Entrou
18/10/18
Posts
2.174
Reactions
1.554
Vai demorar quanto tempo pra compararem os EUA com o Brasil? Precisa de uns 15 anos de ***** atrás de ***** pros EUA se foderem.

2 maiores potências do mundo serão de esquerda, isso só prova como o socialismo suplantou o capitalismo. Quer prova maior que isso galere?


Isso seria um duro golpe na dignidade dos Yankees, veremos cenas dos próximos capítulos.
 
OP
OP
Xande

Xande

Mestre
Entrou
22/9/18
Posts
568
Reactions
798
Os democratas estão indo cada vez mais pro full-socialismo nos EUA.. É assustador.
Ou eles vão perder as próximas eleições, pq o americano ainda não comprou esse tipo de agenda, ou os eua caminha pro ripão


Pelo que eu vi o partido democrata deu um racha, o pior é que achavam que seria o republicano. No final ficou Biden vs Sanders, e os dois perdem pro Trump. O interessante é que os democratas vão se afundando cada vez mais, as pautas econômicas são irreais.
 

Mark Kimball

Grão-Mestre
Entrou
27/10/18
Posts
2.051
Reactions
1.277
Quais são os melhores livros de economia mainstream?
Para saber o básico ao menos.
 
OP
OP
Xande

Xande

Mestre
Entrou
22/9/18
Posts
568
Reactions
798
Quais são os melhores livros de economia mainstream?
Para saber o básico ao menos.
Livro de introdução: Introdução à economia - Mankiw, tem o do Krugman, mas nunca usei.
Macro: Blanchard, Froyen e o do Mankiw também
Micro: Varian, mas tem gente que prefere usar o Besanko + Pindyck
 

Novo no Front

Grão-Mestre
Entrou
18/10/18
Posts
2.174
Reactions
1.554
Livro de introdução: Introdução à economia - Mankiw, tem o do Krugman, mas nunca usei.
Macro: Blanchard, Froyen e o do Mankiw também
Micro: Varian, mas tem gente que prefere usar o Besanko + Pindyck
E DIGO MAIS:



















nunca gostei do Mankiw, sou mais o do Krugman. Tenho ele físico inclusive.

Macro é Blanchard, livro bom da ***** fis. Encontrei uma edição meio antiga dele aqui em casa. Dahorinha ver os argumentos pré-crise de 2008 lol

Mankiw, Krugman e Blanchard são livros fáceis de entender. Já micro não sei.
 
Top Bottom