• Olá Visitante! Seja muito bem vindo(a)!

    O #FórumPOLITZ é uma Comunidade única, sendo a primeira rede social no estilo de Fórum criada para pessoas que tem sede de conhecimento, conteúdo, informação e que adora uma boa discussão. Prezamos pela liberdade de expressão, em uma rede totalmente segura, livre de censuras e perseguições ideológicas.

    Oferecemos recursos exclusivos, em uma plataforma construída no que há de mais moderno no mundo. Para aproveitar tudo isso, é preciso Criar um Perfil. É rápido, fácil e totalmente gratuito. Você pode usar até a sua conta no Twitter para fazer isso.

    Junte-se a nós, venha se informar e compartilhar o seu conhecimento com a comunidade que mais cresce no Brasil. Esperamos que goste :)

  • Você sabia?

    Para poder criar Tópicos, postar respostas e usar os recursos de rede social da nossa Comunidade é necessário Criar um Perfil gratuitamente. Você pode usar até uma conta do Twitter.

    Com seu Perfil você poderá participar de todas as discussões, se informar, criar seus próprios Tópicos e compartilhar o seu conhecimento.

    Não perca o seu tempo. Venha para a melhor comunidade brasileira da internet.

#Literatura Qual autor "obrigatório" você nunca conseguiu ler?

Garçom Bahamas

Grão-Mestre
Entrou
15/10/18
Posts
1.084
Curtidas
929
Autor do Tópico #1
Tentei os "Miseráveis", mas parei antes de terminar o primeiro capítulo. Ô, troço chato da porra.
 

C de çapo

Experiente
Entrou
27/10/18
Posts
472
Curtidas
126
#2
Tentei ler Baudolino mas dropei. Livro chato do caralho. Outro que dropei foi um do Raymond Chandler que não lembro o nome, pelo menos não paguei nada neles.
 
Entrou
12/11/18
Posts
98
Curtidas
158
#4
Alguém aqui já conseguiu aguentar "Os Sertões" de Euclides da Cunha até o final?
 

Rodésia do Sul

Grão-Mestre
Entrou
16/10/18
Posts
2.903
Curtidas
1.357
Banido #7
Scott Fitzgerald. Parei The Great Gatsby na metade de tão lixo que tava.
 

Gavagai

Grão-Mestre
Entrou
18/10/18
Posts
1.298
Curtidas
479
#8
também acho victor hugo chatíssimo

autor para senhoras burguesas entediadas do século XIX
 

Gavagai

Grão-Mestre
Entrou
18/10/18
Posts
1.298
Curtidas
479
#9
Scott Fitzgerald. Parei The Great Gatsby na metade de tão lixo que tava.
também não gostei desse livro, mas tenho vontade de ler os contos do autor.

dizem que são bons...
 

Gado de Batalha

Grão-Mestre
Entrou
8/11/18
Posts
1.691
Curtidas
957
#10
São Tomás de Aquino e Aristóteles. Boiei total, é demais para minha mente corrompida pelo cientificismo pós-renascentista

Dom Casmurro perdi o interesse logo no início quando ficaram falando de namorico
 
Entrou
24/10/18
Posts
529
Curtidas
488
#11
São Tomás de Aquino e Aristóteles. Boiei total, é demais para minha mente corrompida pelo cientificismo pós-renascentista

Dom Casmurro perdi o interesse logo no início quando ficaram falando de namorico
A primeira vez que li Etica a Nicomaco me senti que era imbecil completo
na segunda ja entendi melhor e tive uma ajuda na faculdade
na terceira, agora, estou pegando de forma mais fluida, as marcações estão menores

é muito árido e difícil mesmo.
 

Gado de Batalha

Grão-Mestre
Entrou
8/11/18
Posts
1.691
Curtidas
957
#12
São Tomás de Aquino e Aristóteles. Boiei total, é demais para minha mente corrompida pelo cientificismo pós-renascentista

Dom Casmurro perdi o interesse logo no início quando ficaram falando de namorico
A primeira vez que li Etica a Nicomaco me senti que era imbecil completo
na segunda ja entendi melhor e tive uma ajuda na faculdade
na terceira, agora, estou pegando de forma mais fluida, as marcações estão menores

é muito árido e difícil mesmo.
Tentei as Categorias e a Política. O primeiro não saí da primeira página, já o segundo deu para avançar um pouco mais, pelo menos a parte dos "escravos naturais" e da economia doméstica eu meio que me lembro.
 

Ulrich

Experiente
Entrou
22/10/18
Posts
447
Curtidas
668
#13
São Tomás de Aquino e Aristóteles. Boiei total, é demais para minha mente corrompida pelo cientificismo pós-renascentista

Dom Casmurro perdi o interesse logo no início quando ficaram falando de namorico
A primeira vez que li Etica a Nicomaco me senti que era imbecil completo
na segunda ja entendi melhor e tive uma ajuda na faculdade
na terceira, agora, estou pegando de forma mais fluida, as marcações estão menores

é muito árido e difícil mesmo.
Tentei as Categorias e a Política. O primeiro não saí da primeira página, já o segundo deu para avançar um pouco mais, pelo menos a parte dos "escravos naturais" e da economia doméstica eu meio que me lembro.
Às vezes a culpa é da tradução. A tradução disponível online da Suma de Teologia (do Alexandre Correia), por exemplo, me parece de difícil leitura, prefiro lê-la em inglês.

Mas sozinho no começo é complicado mesmo.

O Mário Ferreira dos Santos traduziu o Isagoge de Porfírio (escrito que comumente se lê antes das Categorias), e as próprias Categorias, com comentários, isso pode facilitar.
 

Ulrich

Experiente
Entrou
22/10/18
Posts
447
Curtidas
668
#14
E o começo da Suma de Teologia é pura teologia e metafísica, que é justamente a parte mais difícil.

Sugiro começar pela primeira parte da segunda parte, que é sobre ética: http://www.newadvent.org/summa/2.htm


First Part of the Second Part (Prima Secundæ Partis)

Since, as Damascene states (De Fide Orthod. ii. 12), man is said to be made to God's image, in so far as the image implies an intelligent being endowed with free-will and self-movement: now that we have treated of the exemplar, i.e., God, and of those things which came forth from the power of God in accordance with His will; it remains for us to treat of His image, i.e., man, inasmuch as he too is the principle of his actions, as having free-will and control of his actions.


Man's Last End

GENERAL: Man's last end (1). Those things in which man's happiness (2) consists. What (3) is happiness, what is required (4) for it, and its attainment (5).

Human Acts

GENERAL: The voluntary and the involuntary (6) acts, and their circumstances (7).
WILL: Its object (8), mover (9) and manner of movement (10). Its other acts with regard to the ends: enjoyment (11) and intention (12). Its acts with regard to the means: choice (13), counsel (14), consent (15) and use (16). The acts (17) commanded by the will.
GOOD AND EVIL: The goodness and malice of human acts in general (18), of the interior act of the will (19), and in external human actions (20). The consequences (21) of human actions by reason of their goodness and malice.

Passions

GENERAL: The subject (22) of the soul's passions. Their differences (23), goodness and malice (24) and relations (25).
CONCUPISCIBLE: Love (26), its cause (27) and effects (28). Hatred (29). Concupiscence (30). Delight (31) and its cause (32), effects (33), and goodness or malice (34). Pain or sorrow (35) and its causes (36), effects (37), remedies (38), and goodness or malice (39).
IRASCIBLE: Hope and despair (40). Fear (41) and its object (42), cause (43) and effects (44). Daring (45). Anger (46) and its cause (47) and effects (48).

Habits

GENERAL: Habits in general (49), and their subject (50), cause (51), increase (52), decrease (53), and distinction (54).
VIRTUES: The essence (55) and subject (56) of virtues. The intellectual (57) virtues and their difference (58) with the moral virtues. The moral virtues in relation to the passions (59) and to one another (60). The cardinal (61) and theological (62) virtues. The cause (63) and mean (64) of virtue. The connection (65) of and equality (66) among the virtues. Their duration (67) after this life.
RELATED TO VIRTUES: The gifts (68), beatitudes (69) and fruits of the Holy Ghost (70).

Vice and Sin

GENERAL: Vice and sin in themselves (71). Their distinction (72), comparison (73) and subject (74).
CAUSE: Their general cause (75). Their internal causes such as ignorance (76), passion (77) and malice (78). Their external causes (79) such as the devil (80) and man himself (81). Original sin: its essence (82) and subject (83). Sin caused by other sins (84).
EFFECTS: The effects of sin: The corruption of nature (85), the stain of sin (86), and the debt of punishment (87) due to venial and mortal sin (88) in general, and venial sin (89) in particular.

Law

GENERAL: The essence (90), various kinds (91), and effects (92) of law.
ETERNAL LAW: The eternal law (93).
NATURAL LAW: The natural law (94).
HUMAN LAW: Human law (95) and its power (96) and mutability (97).
OLD LAW: The old law (98) and its precepts (99): moral (100), ceremonial (101) and judicial (104). The causes (102) and duration (103) of the ceremonial precepts. The reason (105) for the judicial precepts.
NEW LAW: The law of the Gospel (106) or new law and its comparison with the old (107). What (108) the new law contains.

Grace

GENERAL: The necessity (109) and essence (110) of grace. The division (111) of grace. Its cause (112) and effects (113). Merit (114).
 
Última vez editado:

Gado de Batalha

Grão-Mestre
Entrou
8/11/18
Posts
1.691
Curtidas
957
#15
São Tomás de Aquino e Aristóteles. Boiei total, é demais para minha mente corrompida pelo cientificismo pós-renascentista

Dom Casmurro perdi o interesse logo no início quando ficaram falando de namorico
A primeira vez que li Etica a Nicomaco me senti que era imbecil completo
na segunda ja entendi melhor e tive uma ajuda na faculdade
na terceira, agora, estou pegando de forma mais fluida, as marcações estão menores

é muito árido e difícil mesmo.
Tentei as Categorias e a Política. O primeiro não saí da primeira página, já o segundo deu para avançar um pouco mais, pelo menos a parte dos "escravos naturais" e da economia doméstica eu meio que me lembro.
Às vezes a culpa é da tradução. A tradução disponível online da Suma de Teologia (do Alexandre Correia), por exemplo, me parece de difícil leitura, prefiro lê-la em inglês.

Mas sozinho no começo é complicado mesmo.

O Mário Ferreira dos Santos traduziu o Isagoge de Porfírio (escrito que comumente se lê antes das Categorias), e as próprias Categorias, com comentários, isso pode facilitar.
Mário Ferreira dos Santos é muito bom, li um trecho da filosofia concreta e do livro de economia dele e achei ambos bem claros e relativamente acessíveis, pena que faz um tempo e esqueci muita coisa... Se a tradução é dele deve ser boa mesmo.
 
Entrou
22/10/18
Posts
472
Curtidas
201
#16
A leitura tem horas que se torna numa questão bem delicada, creio. Por exemplo, o livro A Divina Comédia. Muitos vão dizer que leram quando querem dizer que leram uma tradução. Daqueles que leram a tradução tem aqueles que leram apenas pela diversão e aqueles que realmente saberiam identificar as referências de cada grupo político da época que foram apontados no decorrer da obra por Dante. Quando digo que leio os clássicos é na maioria das vezes na opinião de um modesto leitor leigo.
 

insonio

Grão-Guru
Entrou
15/10/18
Posts
11.123
Curtidas
5.532
#17
tentei ler aquele dostoievski e achei meio chato
 

Ulrich

Experiente
Entrou
22/10/18
Posts
447
Curtidas
668
#18
A Divina Comédia tem umas partes difíceis de levar até o fim também, sobretudo no Inferno. Tradução ou não, detalhes provincianos da política italiana do século XIII... a leitura perde todo caráter "universalista" que o tema poderia oferecer.

§

A Eneida ainda leva o prêmio de livro mais difícil de terminar, no entanto.
 
OP
OP
Garçom Bahamas

Garçom Bahamas

Grão-Mestre
Entrou
15/10/18
Posts
1.084
Curtidas
929
Autor do Tópico #20
A Divina Comédia tem umas partes difíceis de levar até o fim também, sobretudo no Inferno. Tradução ou não, detalhes provincianos da política italiana do século XIII... a leitura perde todo caráter "universalista" que o tema poderia oferecer.

§

Já leu a tradução do Clive James, em quartetos?

Foi concebida para ser lida de cabo a rabo, sem solavancos, com notas explicativas incorporadas ao texto.


Os puristas não gostaram, mas foi a primeira versão que eu consegui terminar.
 
OP
OP
Garçom Bahamas

Garçom Bahamas

Grão-Mestre
Entrou
15/10/18
Posts
1.084
Curtidas
929
Autor do Tópico #21
Pode ser a tradução, mas Ítalo Calvino nunca me desceu.
 

Redpilula

Grão-Mestre
Entrou
15/10/18
Posts
1.021
Curtidas
922
#22
Ilíada e Odisseia nunca li, tá na lista aqui, além de outros clássicos.
 

PatrickRs

Experiente
Entrou
26/11/18
Posts
484
Curtidas
134
#24
Manifesto Comunista,
O capital
( n so comuna mas tenho q entender como funciona ate pq um" bom guerreiro e aql q conhece seus inimigos")
orra falei bonito
 
OP
OP
Garçom Bahamas

Garçom Bahamas

Grão-Mestre
Entrou
15/10/18
Posts
1.084
Curtidas
929
Autor do Tópico #25
Já comecei Faulkner, no original, umas três vezes, mas sempre desisto antes da página 50.


Será que devo arregar pra uma tradução?
 
Última vez editado:
Top Bottom