• Olá Visitante! Seja muito bem vindo(a)!

    O #FórumPOLITZ é uma Comunidade única, sendo a primeira rede social no estilo de Fórum criada para pessoas que tem sede de conhecimento, conteúdo, informação e que adora uma boa discussão. Prezamos pela liberdade de expressão, em uma rede totalmente segura, livre de censuras e perseguições ideológicas.

    Oferecemos recursos exclusivos, em uma plataforma construída no que há de mais moderno no mundo. Para aproveitar tudo isso, é preciso Criar um Perfil. É rápido, fácil e totalmente gratuito. Você pode usar até a sua conta no Twitter para fazer isso.

    Junte-se a nós, venha se informar e compartilhar o seu conhecimento com a comunidade que mais cresce no Brasil. Esperamos que goste :)

A redpill que mudou minha vida [+relato] [+superwall]

Dromedário

Mestre dos Mestres
Entrou
25/12/18
Posts
4.329
Reactions
5.228
Eu tinha um velho amigo que cursou o EM comigo. Foi um dos meus melhores amigos, ele morava num bairro barra pesada aqui da minha cidade, era o sujeito que tinha tudo para se tornar um vagabund0 da pior espécie, mas era um dos sujeitos mais honestos e gente fina que conheci. Estudamos numa escola pública bem lixosa, daquelas que se você saísse sabendo ler e escrever já era grande coisa. Pois bem, bem perto do fim do EM esse amigo meu arranjou uma namorada, um emrpego e seguiu sua vida, e eu também segui a minha. Eu mantive muito pouco contato com ele, mas sempre que podíamos conversávamos no facecuck e tal, quase sempre o via na frente da casa de sua namorada que ficava no caminho da minha faculdade. As notícias que eu tive é que ele vivia para a namorada, trabalhava para juntar uma grana e casar. Padrão.

Bem, eis que passados alguns anos eu recebi a notícia fatídica: meu amigo tinha sido assassinado na porta de casa. Saiu para comprar alguma coisa tarde da noite, na hora que voltou dois sujeitos confundiram-no com um traficante e dispararam contra ele na frente da namorada. Quando soube da notícia fiquei atordoado. Puta que pariu, não era possível uma porr4 daquelas. Alguns dias depois de sua morte, vinha voltando de carona com outro amigo meu da faculgado e vimos a namorada em frente à sua casa, decidimos parar para falar com ela, prestar condolências. Antes de descer do carro vimos alguém estranho junto à ela, quando nos surpreendemos com ela beijando o cara. Aparentemente era um novo namorado, menos de duas semanas depois do ocorrido. Fomos embora e nem falamos nada.

Não entendam mal, a redpill que eu engoli não tem nada a ver com a menina. Sinceramente, não dá para julgá-la, talvez o relacionamento deles já estava ruim, talvez ela seja o tipo de pessoa que se reestabelece rápido, enfim, não quero dizer aqui que mulher é puta e caiu na picca de outro e blá blá blá. A redpill que eu tomei foi: você é absolutamente substituível para 99,9% das pessoas que habitam esse planeta. Dentre as 7 bilhões que pessoas que existem por aí, só para um punhado delas você tem algum valor real, você é amado não pelo seu potencial, mas pelo que você é. Por isso que os antigos incentivavam tanto que você tivesse uma família grande e muitos filhos, pois assim você seria a pessoa insubstituível para um número maior de pessoas.

As pessoas do seu trabalho, seus 900 seguidores no instagram, seus colegas de classe, seus vizinhos, quase todas as mulheres que você teve ou terá na sua vida, seus "amigos", para todas essas pessoas você é só mais uma pessoa. Significa que se você morrer hoje, elas até sentirão sua falta, talvez postem uma mensagem de luto nos perfis delas, mas dois dias depois a vida estaria correndo normalmente, você seria no máximo uma lembrança. É pra esses lixos que você vive sua vida? Para pouquíssimas pessoas nessa terra você tem um valor único, ou seja, por mais doente que você seja, por maiores que sejam seus problemas, por mais f0dido e fracassado que você seja, ninguém, absolutamente consegue lhe substituir. E quantas vezes você não tratou mal ou mesmo humilhou quem lhe vê como único em detrimento de um lixo que lhe vê como mais um?

Quando eu percebi isso na vida real eu vi o quanto a gente se desgasta por gente que considera você uma pessoa substituível. Vergonha de apresentar trabalho pra um bando de gente que cagga pra você? Aguentar esporro de mulher que pularia na picca d'outro amanhã? Se matar por emprego que colocariam outro lugar imediatamente? Não vale a pena. Na época eu estava em um relacionamento bem b0sta que não conseguia terminar , depois disso olhei para aquela porr4 toda e pensava: "cara4lho, eu tava aqui me foldendo e sofrendo por uma pessoa que cagas e anda pra mim se eu morresse?". Dito e feito quando tudo acabou. Não tem lógica a maneira que a gente leva nossa vida, a gente tende a supervalorizar e querer a companhia de gente que nos veem como objetos substituíveis e renegamos aqueles que nos veem como únicos.

Quando cheguei em casa aquele dia, deitei-me na cama e fiquei pensando naquela porr4 toda e percebi como a morte é o divisor final. Como diz no livro O Último Sopro de Vida "a lembrança da morte deve usada diariamente para que nos lembremos o que realmente importa na vida". Naquela noite e dormi e acordei uma nova pessoa, todos os dias eu tento lembrar dessas coisas e da morte, mas não como um niilista de cool choramingão, vejo-a como uma coisa boa que me lembra todos os dias o que vale a pena ou não da vida. Naquele mesmo mês levei minha velha mãe para uma viagem e tenho até hoje boas fotos e boas lembranças da pessoa que mais por mais cag4do e f0dido pela vida que eu seja sempre me terá como alguém único assim como eu a tenho.

Por isso que hoje eu não levo nada muito a sério: comentário de colega lixo de faculdade? F0da-se, fi, quem é esse na tua vida? Que valor esse cara te dá, por que se preocupar com isso? Estresse por mulher que não lhe responde em whatsapp? Sério? A porr4 lhe considera tanto que sequer responde e você tá gastando o tempo limitado que tens que poderia estar sendo usado com outrem com isso? Olha a loucura disso. Não vivam a vida ou se desgastem à toa por quem lhe considera substituível, viva somente por quem sabe e reconhece quem você é, que serão pouquíssimos, essa é redpill.

Sem mais.
 

Caçador de Mim

Grão-Mestre
Entrou
9/12/18
Posts
2.801
Reactions
3.403
Gosto de vc, as vezes pensamos iguais outras totalmente diferentes.. mas gosto de ti.
Mas nesse ai vc exagerou no textão, não da pra animar ler não.
 
Última vez editado:

theoneaboveall

Grão-Mestre
Entrou
13/5/19
Posts
1.772
Reactions
1.344
Já dizia Salomão: mais vale ir a uma casa que está em luto do que a uma casa em que há festa. A morte nos impacta, nos faz refletir, dar mais valor à vida e menos valor ao que não importa de verdade.

Também diz que maldito é o homem que confia no homem... Criar expectativas em cima de pessoas é, em 90% dos casos, pisar em falso.
 
Última vez editado:
C

chavalco

Visitante
As pessoas do seu trabalho, seus 900 seguidores no instagram, seus colegas de classe, seus vizinhos, quase todas as mulheres que você teve ou terá na sua vida, seus "amigos", para todas essas pessoas você é só mais uma pessoa. Significa que se você morrer hoje, elas até sentirão sua falta, talvez postem uma mensagem de luto nos perfis delas, mas dois dias depois a vida estaria correndo normalmente, você seria no máximo uma lembrança.
Essa parte me lembrou o caso do cantor da música da Jenifer, as pessoas ficaram tristes e mal pelo caso mas no dia seguinte todo mundo já tinha esquecido, não que isso seja errado, o mundo continua aí e todo mundo tem que continuar vivendo, trabalhando e etc e é natural que as pessoas sigam em frente com suas vidas mas para mim é agoniante perceber a nossa insignificância (parece que isso é mais comum na minha geração que foi criada pensando que era um floquinho de neve especial)

Sobre o resto do texto, é isso aí mesmo, lembro que uma ex namorada minha insistia em dizer que ia demorar pra encontrar alguém de novo quando terminei com ela e na semana seguinte ela já estava com outra pessoa kk, quero acreditar que foi melhor isso acontecer agora do que se a gente tivesse ficado mais tempo juntos já que seria mais doloroso nesse caso.

Até a parte que você falou sobre "endeusar" a companhia da pessoa é verdade, hoje em dia eu vejo que a gente não tinha tanta coisa em comum como eu pensava e ignorei muitas atitudes dela que eram sinais claros de um sentimento de "tanto faz" por parte dela (até notava isso na época mas pensava que esse tipo de pensamento faria mal para o relacionamento e preferia não pensar muito no assunto pra evitar falar sobre isso com ela e entrar em uma discussão)
 

theoneaboveall

Grão-Mestre
Entrou
13/5/19
Posts
1.772
Reactions
1.344
para mim é agoniante perceber a nossa insignificância (parece que isso é mais comum na minha geração que foi criada pensando que era um floquinho de neve especial)
Sim, somos extremamente irrelevantes para o mundo. Extremamente.

Imagina que você morra. Aí tente visualizar sua casa de cima, como no Google Maps: todos vão chorar, vão sofrer etc. Agora aumenta sua visão: agora você está vendo sua rua. Percebe como diminuiu importância da sua morte? Tem gente que não vai nem ligar. Aumente a visão: estás vendo teu município. Importância da sua morte: zero. Agora aumente sua visão pra sua cidade, pro seu Estado, pro seu país, pro mundo.

Sua morte foi nada.
 

Simo Häyhä

Mestre
Entrou
12/11/18
Posts
903
Reactions
1.571
A redpill que eu tomei foi: você é absolutamente substituível para 99,9% das pessoas que habitam esse planeta.
Somos substituíveis porque "somos todos iguais" = somos todos nivelados por baixo.


Dentre as 7 bilhões que pessoas que existem por aí, só para um punhado delas você tem algum valor real, você é amado não pelo seu potencial, mas pelo que você é.
Somente para os pais, irmãos, avós e talvez tios e primos (isto para quem nasceu em uma família com um mínimo de sanidade mental e estabilidade).
Para o mundo afora, qualidades intrínsecas e virtudes de caráter só são bônus nem tão relevantes.


Por isso que os antigos incentivavam tanto que você tivesse uma família grande e muitos filhos, pois assim você seria a pessoa insubstituível para um número maior de pessoas.
Porque muitos deles relutam em admitir o quanto o mundo mudou em tão pouco tempo.


Quando eu percebi isso na vida real eu vi o quanto a gente se desgasta por gente que considera você uma pessoa substituível.
Não tem lógica a maneira que a gente leva nossa vida, a gente tende a supervalorizar e querer a companhia de gente que nos veem como objetos substituíveis e renegamos aqueles que nos veem como únicos.
Fruto dos idealismos que nós mesmos criamos e alimentamos por um bom tempo, e que podem nos levar para bem longe da realidade. Aí eis que sofremos tentando encaixar a qualquer custo a realidade dentro dos nossos próprios idealismos para que possamos justificá-las para nós mesmos.
 

Isaqui Niutão

Experiente
Entrou
14/11/18
Posts
327
Reactions
202
Caramba, reflexão bastante profunda e valiosa. A real é que nós não devemos nos entregar às futilidades deste mundo, mas sim fazer pelo próximo tudo o que estiver ao nosso alcance.
Conforme o tempo passa e a tecnologia avança, as pessoas se esquecem cada vez mais do valor que há na família e nos verdadeiros amigos e passam a dar valor a coisas que são como folhas ao vento, inutilidades passageiras que só fazem o tempo precioso ser desperdiçado. São reflexos de uma sociedade doente, egocêntrica e individualista, em que as pessoas fazem de tudo para ganhar a aprovação de estranhos que não as valorizam, que é o que você falou. Isto é nada mais do que uma demonstração do vazio que existe no ser humano moderno.
 

Crie Uma Conta Ou Faça o Login Para Postar Aqui

Você precisa ter um Perfil para comentar ou criar Tópicos

Criar um Perfil

Crie um Perfil para participar! É fácil, rápido e totalmente gratuito.

Fazer Login

Se você já possuí uma conta, faça o login aqui.

Top Bottom